Quarta, 16 Janeiro 2019

unidade

As declarações públicas do presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, representaram um marco muito importante na evolução da situação política no Brasil e no mundo. Freitas disse que Bolsonaro seria um governo legítimo porque foi eleito pelo povo e que, por esse motivo, a direção da CUT está disposta a negociar com o novo governo golpista. Inclusive em cima de questões fundamentais como as “reformas” (na prática, verdadeiros massacres) trabalhista e da Previdência Social.
O governo Bolsonaro, na realidade, representa a maior fraude eleitoral dos últimos 90 anos e fez parte da política de guerra “híbrida” ou “não convencional” do imperialismo norte-americano contra o Brasil. O objetivo do grande capital em crise é impor um modelo para ser aplicado em toda a América Latina: um governo Maurício Macri com baionetas.
A CUT era o último grande reduto do “lulismo” no Brasil, que agora passou também a ser controlado pela ala direita que tomou conta do PT, o grupo “Mensagem ao Partido” de Fernando Haddad.

Uma esquerda integrada à “democracia imperialista”

A esquerda burguesa (no Brasil, encabeçada por Ciro Gomes) e pequeno burguesa (no Brasil, encabeçada pelo PT de Haddad) integrada à “democracia imperialista” é fruto da ofensiva “neoliberal” que foi imposta pelo grande capital na década de 1980 em escala mundial.
Ela foi formada a partir dos restos do “stalinismo”, que sobreviveram à queda do Muro de Berlim, de parte da esquerda pequeno burguesa que tinha surgido a partir dos movimentos de 1968 e da burocracia sindical. Mantras como “o fim do comunismo”, “a era da democracia”, “o fim da classe operária” e “a convivência pacífica entre o capital e o trabalho” passaram a fazer parte dessa campanha.
A crise de 2008 jogou na lata do lixo as políticas “neoliberais”. Devido à impossibilidade de colocar em pé uma política alternativa à entrega dos recursos públicos ao grande capital e aos ataques cada vez maiores contra os trabalhadores, a partir de 2008, e principalmente a partir de 2012 (quando a tentativa de conter a crise com mais “neoliberalismo” mostrou que era uma política falida), levou essa esquerda a se integrar ainda mais ao regime, na tentativa de salvar os próprios privilégios.
A decadência é generalizada no Brasil e em todo o mundo. Na América Latina tem sido o colapso do chamado “Socialismo do Século XXI” e dos governos seminacionalistas e de Frente Popular, que estiveram à cabeça do PT lulista, como política de conciliação de classes, repassando algumas migalhas para os trabalhadores para manter a “democracia imperialista” (o brutal saque da região pela grande especulação financeira) funcionando.
A aceleração da crise a partir de 2015 obrigou o imperialismo a fazer uma inflexão que levou até à prisão de Lula, que uns anos atrás tinha sido declarado pelo ex-presidente norte-americano, Barack Obama, como a maior liderança mundial. Hoje Lula não passa de um senhor de 73 anos, preso sem provas e ainda colocado na perspectiva de apodrecer na cadeia.

Uma nova esquerda revolucionária no horizonte

A brutalidade dos ataques do capital em crise se direciona no sentido de militarizar a sociedade com o objetivo de impor regimes fascistoides e levar o mundo a uma nova guerra em largas proporções. O objetivo é acelerar a destruição de forças produtivas que, sempre, desde 1847, tem sido a política capitalista para a recuperação das crises.
O aumento das contradições com a China é um dos fatores que acelera a política militarista. A burocracia burguesa que controla a China precisa integrar o país ao mercado mundial, ganhando fatias, o que nunca aconteceu pacificamente, mas por meio de guerras sangrentas.
Os ataques irão colocar em movimento os trabalhadores em escala mundial. Os recentes acontecimentos na França e na Hungria, mais uma vez, representam uma amostra de que a tendência das massas é não ficarem passivas.
Nesse contexto, o imperialismo não confia na contenção da esquerda integrada ao regime e tem avançado rapidamente para substituí-la pela força bruta. O fascismo continua sendo impulsionado na Europa e, na América Latina, os golpes militares.
Os revolucionários têm como dever histórico intervirem na situação política com energia. O novo ascenso do movimento de massas tende a ser espontâneo, dada a brutal traição da esquerda oportunista.
É preciso colocar em pé agrupamentos revolucionários em cima de um programa marxista, que elaborem a política em cima do entendimento dos acontecimentos na sua evolução e a partir das contradições internas. Que levantem palavras de ordem orientadas a mobilizar milhões de trabalhadores. Que materializem essa política em cima da mobilização concreta que a situação política impõe e não meras generalidades. É preciso se preparar para atuar como um fator político no próximo período.
Da movimentação da classe operária com certeza surgirão novas lideranças que colocarão a retomada dos seus organismos de luta, os sindicatos, os movimentos dos camponeses e dos estudantes. Conselhos de trabalhadores voltarão a ser colocados à ordem do dia novamente. Aumentarão as tendências pela formação de partidos operários de massas, que levantem as bandeiras da destruição do capital e da revolução socialista que a esquerda oportunista jogou no lixo.

+ Política

Campanha pela Liberdade de Cesare Battisti

Campanha pela Liberdade de Cesare Battisti

O ativista italiano Casare Battisti foi preso na noite de ontem, 12 de janeiro, em...

Por que é inevitável um levante dos trabalhadores?

Por que é inevitável um levante dos trabalhadores?

  Por Florisvaldo Lopes Com a crise estrutural do capitalismo, a tendência é de muito...

A luta no mínimo

A luta no mínimo

 Bolsonaro tomou posse no dia 1º de janeiro de 2019 com enorme deslocamento de tropas...

Todo apoio à Venezuela!  Abaixo a agressão imperialista!

Todo apoio à Venezuela! Abaixo a agressão imperialista!

A posse de Jair Bolsonaro no dia 1º de janeiro, foi um momento importante para...

PT e CUT, versão light 2019

PT e CUT, versão light 2019

  Esse início de 2019 marca uma virada histórica na situação nacional e no movimento...

Por una campaña internacional en defensa de Venezuela

Por una campaña internacional en defensa de Venezuela

  ¡Contra la agresión imperialista a Venezuela! ¡Qué Maduro arme a todos los trabajadores!  ...

An international campaign in defense of Venezuela

An international campaign in defense of Venezuela

  No to the imperialist aggression against Venezuela! Maduro must weaponize all the workers!  ...

Por uma campanha internacional em defesa da Venezuela

Por uma campanha internacional em defesa da Venezuela

    Contra a agressão imperialista à Venezuela! Que Maduro arme todos os trabalhadores!  ...

Venezuela como expressão da crise mundial

Venezuela como expressão da crise mundial

O ano de 2018 encerra com um claro aprofundamento da crise capitalista mundial. A economia...

A morte do PT e a construção do Partido Revolucionário

A morte do PT e a construção do Partido Revolucionário

Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Melo concedeu liminar...

Qual o significado do fim do lulismo?

Qual o significado do fim do lulismo?

Às vésperas da posse de Bolsonaro como presidente da República, se projeta um ano de...

O fim da esquerda oportunista

O fim da esquerda oportunista

As declarações públicas do presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, representaram um...

O parasitismo financeiro contra o Brasil

O parasitismo financeiro contra o Brasil

No dia 13 de dezembro de 2018, a Câmara dos Deputados quase aprovou a Lei...

Os escândalos contra Bolsonaro: regime militar aberto

Os escândalos contra Bolsonaro: regime militar aberto

Recentemente, estouraram vários escândalos sobre a família Bolsonaro. Vários deles se relacionam com revelações do...

Fora Bolsonaro e o Golpe Militar!

Fora Bolsonaro e o Golpe Militar!

A crise está instalada no futuro governo com a denúncia de corrupção contra a família...

O que está acontecendo na França?

O que está acontecendo na França?

Os protestos que têm acontecido na França nas últimas semanas representam um dos principais sintomas...

A classe operária entrará em movimento?

A classe operária entrará em movimento?

A situação de levante popular na França indica uma mudança na situação da luta de...

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, liberou esta semana o julgamento de...

O fim do Lulismo

O fim do Lulismo

  A condenação de Lula de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção...

Liberdade para Lula!  Fora Bolsonaro e o golpe militar!

Liberdade para Lula! Fora Bolsonaro e o golpe militar!

O depoimento de Lula no dia 14 de novembro, sobre o processo do sítio de...

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

A vitória de Jair Bolsonaro no Brasil faz parte da guerra “silenciosa” (híbrida, assíncrona, ou...

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

  A chapa Bolsonaro/Paulo Guedes venceu as eleições presidenciais de 2018 porque o PT, apoiado...

Agora como farsa?

Agora como farsa?

Por Paulo Uribe A partir de golpe de Estado, em 31 de março de 1964,...

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Os ataques contra os trabalhadores vêm de maneira acelerada com o governo Bolsonaro. Praticamente todos...

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

Quais as consequências para os trabalhadores e a população pobre e negra dos subúrbios? Por...

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

O governo Bolsonaro já está, de fato, no comando do país. Nenhuma medida do governo...

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

  Desde o impeachment de Dilma, que foi um golpe parlamentar, a direita apertou o...

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

As eleições de outubro de 2018 representaram uma das maiores fraudes dos últimos tempos. A...

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

No segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, venceu a fraude eleitoral do imperialismo norte-americano,...

Against the military coup in progress

Against the military coup in progress

BRAZIL No agreements with Bolsonaro   In the second round of presidential elections in Brazil,...

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral,...

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Encontro de Eduardo Bolsonaro com Steve Bannon Foto: Reprodução A vitória de Donald Trump em...

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Por Antônio Fernando Analisando a conjuntura atual, vemos que a crise do sistema, que só...

O PT como oposição golpista consentida

O PT como oposição golpista consentida

É importante fazer a discussão do processo eleitoral compreendendo o contexto do golpe de Estado...

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Por Sergio Lessa Há uma enorme confusão na avaliação do cenário político nacional, nestes dias...

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

O grande ponto que deve ser avaliado, em se tratando das eleições no Brasil, é...

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

Gazeta Revolucionária [pdf]