Quarta, 21 Novembro 2018

hb20 18

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral, também há uma fraude histórica, estas eleições são totalmente manipuladas com o objetivo de eleger o candidato Jair Bolsonaro como presidente e além disso, ter uma oposição consentida, golpista, encabeçada por Fernando Haddad.

Havíamos mostrado a matéria de capa da revista “The Economist” do dia 20 de setembro, onde Bolsonaro era apresentado como uma espécie de monstro, era a última grande ameaça à democracia, etc. Levando em conta que a revista “The Economist” é a revista que tem mais de 200 anos de vida, e que fundamentalmente representa o capital financeiro.

E com isso se desatou toda uma campanha contra Bolsonaro, e que em princípio tínhamos que Haddad era apontado como favorito para ganhar as eleições, mas acontece que Bolsonaro começou a disparar nas pesquisas e abriu uma vantagem enorme sobre Haddad que aparentava ser uma vantagem fulminante que poderia enterrar Haddad e o PT de vez.

Tudo planejado em torno de 60% X 40% a favor de Bolsonaro

Há umas duas semanas atrás, a vantagem começou a se fechar e a última pesquisa do Ibope mostra que Bolsonaro teria 54%, Haddad 46%. Em princípio, seria uma vitória acachapante de Bolsonaro. Então nós temos uma campanha do PT, muito interessante, que toda uma série de intelectuais da classe média, pequenos burgueses portanto, estaria avisando o povo que não era para votar no Bolsonaro porque é um fascista, e que era para votar no Haddad, ou seja, o povo é totalmente idiota em votar em um fascista, uma direita super-reacionária, ao invés de votar em um democrata como Haddad.

Isso não passa de uma idiotice pois o que está colocado aqui é justamente a fraude eleitoral, essa fraude histórica dessas eleições. A situação de fraude é tão descarada que obrigou a fala do chefe da informática do TSE que não haveria fraude nenhuma, que teríamos uma eleição super-limpa e que as urnas seriam auditadas. Auditadas por quem e como não sabemos.

O que de fato há, conforme o Semind (Serviços de Manutenção industrial ltda.), que congrega os maiores especialistas de informática do Brasil, e nós temos publicado vídeos trazendo essas informações de que no Brasil existe o sistema mais corruptível e mais fraudulento do mundo.

Nenhum país do mundo tem urnas eletrônicas, totais e, ainda, que você não consegue estabelecer auditoria nenhuma. Por exemplo, na Venezuela foi usado o sistema brasileiro de urnas eletrônicas, mas com impressão, também, do voto em papel, e nas últimas eleições foram auditadas em 50%, coisa que não acontece em lugar nenhum do mundo. E essa auditoria referendou a vitória de Maduro.

No Brasil não existe a possibilidade de haver essa auditoria. E ainda, tivemos a declaração vergonhosa de Aloísio Mercadante, depois do primeiro turno, para dizer que esse sistema eleitoral no Brasil, é super-confiável e ninguém deveria questioná-lo. E, depois, ainda teve um pedido judicial por meio do qual o PT apareceu no tribunal superior eleitoral (STF), para tentar impedir que ninguém pudesse questionar esse sistema eleitoral brasileiro hiper corrupto.

Fraude ilegal e fraude legalizada

Bom, o primeiro ponto que deveria ser colocado aqui:  Se bem que nós não temos acesso aos dados que mostram que há uma corrupção brutal no sistema eleitoral brasileiro, também os golpistas não tem os dados e não forneceram nenhum dado de que esse sistema é confiável. E o Semind já deu toda uma série de informações no sentido de que, quase com certeza, esse sistema é super corrupto e pode ser manipulado.

E não esquecer que isso seria a corrupção e a fraude ilegal, porque ainda tem a fraude legalizada. O fato do presidente Lula não ter podido se candidatar é uma das amostras da fraude legalizada. Tudo bem que o presidente Lula tenha sido condenado pela lei da delação premiada que ele mesmo sancionou em 2010, mas essa aí é uma lei inconstitucional, totalmente absurda, assim como todas as leis repressivas que o PT aprovou.

Aqui temos que aplicar a técnica de interpretação chamada ‘quo bene’, em latim, que significa ‘a quem beneficia’. Se nós formos ver bem a quem beneficia essas eleições, e aí entrando no grosso do problema, os beneficiados são a direita e principalmente a extrema-direita.

O caso mais escandaloso foi o do senador Roberto Requião, pelo Paraná, que não foi reeleito, de uma maneira totalmente escrota, em cima de números que não fecham. Porque se somarmos a votação de Ciro Gomes junto com a votação de Haddad, teremos mais de 32% dos votos. E como é possível que o único candidato que reivindicava os dois teve 12% dos votos, quando a eleição era para dois Senadores?

Como é possível que esse tal Witzel tenha saído do 4º lugar para o 1º lugar no Rio de Janeiro, de uma hora para outra? A mesma coisa ocorreu em Minas Gerais, mesma coisa em vários lugares, impondo senadores desconhecidos. É óbvio que essas urnas são totalmente manipuladas e houve uma imposição de senadores, deputados e governadores em cima de uma fraude histórica nunca vista.

Guerra híbrida para impor um governo títere

O que temos aqui, portanto, é uma guerra assíncrona ou assimétrica que está sendo aplicada nesse momento no Brasil. O que é isso?

Uma guerra aparentemente não militar, mas com o mesmo objetivo de derrotar um país estrangeiro. Os Estados Unidos estão querendo derrotar o Brasil por meio de uma série de mecanismos e essa derrota do Brasil tem como principal objetivo manter o controle da América do Sul.

Há uma brutal crise na Argentina, onde o modelo Macri implodiu, fracassou por completo, teve que ser resgatado por US$ 57 bilhões do Fundo Monetário Internacional e mesmo assim não há garantia de nada. Só de dívidas contraídas para manter a ciranda da especulação financeira funcionando, o Estado argentino precisará de 80 bilhões até o próximo ano.

Surge uma dúvida, Bolsonaro seria fascista, seria populista, ou seria o que? Essa polêmica é válida, se ele é fascista ou não, só que essa polêmica tende a transcorrer em cima de uma visão totalmente metafísica da análise não revolucionária, pequeno burguesa, porque assim o Bolsonaro seria fascista ou seria extrema direita populista? Um ou outro. Ele está indo por meio de mecanismos democráticos ou está indo por meio dos mecanismos do golpe?

Bom, isso é simples, ele é as duas coisas, é um elemento da extrema direita, populista, tenta formar uma base de massas, tenta formar um movimento fascista com mil e uma contradições. Principalmente porque esse nacionalismo dele nem sequer existe, esse é um dos componentes principais do fascismo, mas ele conseguiu fazer um movimento de massa, principalmente e não unicamente, através da retomada dos movimentos de 2013 e a partir de suas organizações evangélicas que são organizações de massa. No Brasil congrega 42 milhões de pessoas, segundo os dados oficiais.

A crise obriga os EUA a apertar mais e mais a América Latina

Agora, o que é bem certo aqui, independentemente da discussão que deveria ser feita e com cuidado para tirar conclusões políticas, não para ficar na discussão escolástica como existia na idade média com perguntas idiotas, como por exemplo, um anjo pode passar pelo buraco de uma agulha?

O que devemos colocar é o seguinte: no Brasil o que está colocado é um grande golpe contra a classe operária para transformá-lo num modelo para a América Latina, numa situação em que ela vive uma crise enorme como fruto da guerra híbrida das revoluções coloridas contra os povos latino americanos. Porque os Estados Unidos enfrentam uma crise brutal, que se manifesta a nível mundial com as contradições com China, Rússia e Europa. Essa situação obriga o imperialismo norte-americano a apertar cada vez mais a América Latina.

Portanto, a guerra híbrida contra a América Latina tem como objetivo, no Brasil, transformá-lo em mais capacho do que já é, sugar até a última gota de sangue por meio de todos os ataques já colocados. Tirar todos os direitos trabalhistas, todos os direitos da Previdência, privatizar o setor petrolífero até as últimas, privatizar o setor elétrico, o setor de educação, o setor da saúde pública. Entregar todas as empresas estatais, entregar os Correios.

O imperialismo já falou o que vem para isso, ou seja, uma espécie de "pinochetaço" dos anos 70 no Chile, ou "rodrigaço" que foi a política aplicada na Argentina. Para isso colocou, por meio de uma série de manobras, a figura de Bolsonaro como um pouco fascista, um pouco populista, um pouco democrata, um pouco de extrema direita.

Ele é uma espécie de salada russa, mas que por trás existe uma política muito importante, que nós estamos apontando há pelo menos 3 anos e que é a transformação do Estado de pseudo-democrático brasileiro e latino-americano num estado bonapartista, rumo a um golpe militar.

PT e Haddad colaboram e fazem parte do plano imperialista

Porque o fascismo puro na América latina tem poucas condições de avançar devido à dependência e o entreguismo, e o golpe militar acaba impondo um Estado de terror em prol do imperialismo, principalmente o norte-americano.

Já se sabe o que vai acontecer no próximo domingo, que vai ser a vitória de lavada de Bolsonaro, mas que em princípio não vai ser de mais de 20% dos votos. O número exato não se sabe porque não se tem acesso às urnas, mas sabemos que a vitória de Bolsonaro vai ser incontestável, vai ser enorme, de no mínimo 10% de diferença.

O que tem de diferente nessas eleições de cartas marcadas é que Haddad já foi incorporado ao processo golpista como a ala direita do PT, o “PT jurídico” a "Mensagem ao partido", para que após as eleições ele faça o papel ultra vergonhoso de "aceitar" a derrota. Esse é o papel de Haddad e ele vai fazer isso conforme já fez com Dória, por exemplo. Dessa maneira o governo Bolsonaro estará "legalizado" para vir com os dois pés no peito dos trabalhadores.

Haddad não está disputando a eleição. Não mesmo porque se ele estivesse disputando teria feito tudo completamente diferente, a começar por mobilizar a população em cima de um programa contra os ataques. Não iria procurar quem pariu Bolsonaro como Fernando Henrique Cardoso, como Joaquim Barbosa, etc. Isso é uma queimação de filme total.

Mas o que Haddad está fazendo é disputar a liderança da oposição, a oposição golpista consentida, controlando o PT que está numa defensiva total. Os demais grupos do PT estão colocados contra a parede por Haddad e pelos demais componentes desse PT jurídico, com a ameaça de prisão pela Lava Jato. Essa ala é super ligada à Lava Jato e, não por acaso, Haddad a tem elogiado.

Para terminar, o que nós temos é um grande golpe contra a população brasileira que estamos alertando e denunciando. Por isso, chamamos no próximo domingo, mais uma vez e com mais força ainda, o voto nulo contra todos os golpistas, contra todas as engrenagens do golpe. Aqui não se trata de voto crítico em ninguém, são todos elementos do golpe.

Além do voto nulo nessas eleições fraudulentas e manipuladas nós chamamos o povo brasileiro a lutar nas ruas porque essa é a única maneira de derrotar o golpe militar, de derrotar o fascismo. É a única maneira. O fascismo nunca foi derrotado por cédulas eleitorais e muito menos votando em elementos que querem perder, como é o caso do verdadeiro capacho do golpe que é Fernando Haddad.

+ Política

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

A vitória de Jair Bolsonaro no Brasil faz parte da guerra “silenciosa” (híbrida, assíncrona, ou...

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

  A chapa Bolsonaro/Paulo Guedes venceu as eleições presidenciais de 2018 porque o PT, apoiado...

Agora como farsa?

Agora como farsa?

Por Paulo Uribe A partir de golpe de Estado, em 31 de março de 1964,...

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Os ataques contra os trabalhadores vêm de maneira acelerada com o governo Bolsonaro. Praticamente todos...

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

Quais as consequências para os trabalhadores e a população pobre e negra dos subúrbios? Por...

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

O governo Bolsonaro já está, de fato, no comando do país. Nenhuma medida do governo...

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

  Desde o impeachment de Dilma, que foi um golpe parlamentar, a direita apertou o...

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

As eleições de outubro de 2018 representaram uma das maiores fraudes dos últimos tempos. A...

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

No segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, venceu a fraude eleitoral do imperialismo norte-americano,...

Against the military coup in progress

Against the military coup in progress

BRAZIL No agreements with Bolsonaro   In the second round of presidential elections in Brazil,...

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral,...

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Encontro de Eduardo Bolsonaro com Steve Bannon Foto: Reprodução A vitória de Donald Trump em...

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Por Antônio Fernando Analisando a conjuntura atual, vemos que a crise do sistema, que só...

O PT como oposição golpista consentida

O PT como oposição golpista consentida

É importante fazer a discussão do processo eleitoral compreendendo o contexto do golpe de Estado...

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Por Sergio Lessa Há uma enorme confusão na avaliação do cenário político nacional, nestes dias...

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

O grande ponto que deve ser avaliado, em se tratando das eleições no Brasil, é...

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

Esta semana tivemos a oportunidade de observar como a burguesia manipula o processo eleitoral especificamente...

América Latina rumo ao precipício

América Latina rumo ao precipício

A crise capitalista mundial tem forte influência no Brasil e na América Latina. O centro...

Bolsonaro e os militares

Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL),...

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

  Entrou em vigor, no dia 20 de agosto, o pacote de medidas econômicas adotas...

Aos trabalhadores brasileiros

Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises...

Bolsonaro - mais que uma facada

Bolsonaro - mais que uma facada

O recente ataque a Bolsonaro durante caminhada em Juiz de Fora/MG, acabou representando todo um...

Como se posicionar nas eleições golpistas?  #00Confirma

Como se posicionar nas eleições golpistas? #00Confirma

O candidato tucano do PT, Fernando Haddad, pode até decolar, mas vai encontrar muitos ataques...

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

  A propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores está calcada em cima da perseguição política...

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

  Lula é líder absoluto nas pesquisas de intenção de voto para presidente da república....

Haddad X Bolsonaro no 2º turno?   #00confirma

Haddad X Bolsonaro no 2º turno? #00confirma

  Esta semana, as pesquisas de intenção de voto à Presidência da República deram a...

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

A esquerda ligada à política eleitoreira e de conciliação de classes tem impulsionado uma série...

#00confirma

#00confirma

A ditadura do judiciário fica cada vez mais clara em todos os sentidos, apesar deste...

O imperialismo e os donos da padaria

O imperialismo e os donos da padaria

Para quem diz que Alckmin é o candidato natural do imperialismo tem de ver que...

O circo eleitoral

O circo eleitoral

O ponto que devemos destacar nessa semana é a continuidade do circo eleitoral. O debate...

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

  O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva...

A China no mercado mundial

A China no mercado mundial

A China é um elemento muito importante de estabilidade do capitalismo mundial. Para estabilizar a...

Crise na Turquia

Crise na Turquia

O caso da Turquia é muito interessante porque revela que a crise se desenvolve meio...

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

Os erros da política do PT são mantidos ocultos aos olhos da maioria dos trabalhadores....

Debate ridículo entre os presidenciáveis

Debate ridículo entre os presidenciáveis

O fato mais relevante dessa semana foi o debate dos candidatos à Presidência da República...

Gazeta Revolucionária [pdf]

 gr16 capa

 gr15capa