Quarta, 21 Novembro 2018

Por Florisvaldo Lopes

 

doria

 

No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB João Doria Jr. deixa claro qual a política que ele pretende levar a cabo se ganhar o governo de São Paulo. Com o mesmo oportunismo da sua campanha anterior para prefeito, que para ganhar o voto das massas se transvestiu até de gari, agora para garantir o voto dos bolsonaristas ele se diz ser aliado de Bolsonaro.

Isso não passa de oportunismo político! No seu discurso, por várias vezes cita a corrupção do PT, outro oportunista, para ganhar voto dos antipetistas. Dória deixa claro qual é a sua política para o estado de São Paulo, que é destruir o estado entregando suas riquezas à iniciativa privada, ou seja, ao capitalismo, principalmente ao imperialismo monopolista norte-americano.

A política de Doria é aplicar a linha do imperialismo norte-americano

Qual a consequência dessa política liberal, principalmente para os trabalhadores, servidores e até para a pequena burguesia do setor de comércio?

A política liberal citada por Dória nada mais é que a política desenvolvida pelo imperialismo norte-americano para explorar outros países principalmente países subdesenvolvidos, empregando o neoliberalismo. Essa política foi implantada no Brasil pós-ditadura militar e teve o seu apogeu no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Este entregou a preço de banana algumas estatais, principalmente as dos setores minerais e de telefonia.

Isso levou os trabalhadores a acumularem perda de direitos principalmente com a terceirização, onde milhares de trabalhadores que foram demitidos das estatais privatizadas tiveram que aceitar trabalhar para as empresas terceirizadas com os salários reduzidos para poderem sustentar suas famílias.

Em muitos casos, os trabalhadores demitidos das estatais voltaram a fazer a mesma função dentro da mesma empresa privatizada, agora como terceirizados. O resultado dessa situação é que ano após ano vem aumentando o número de pessoas desempregadas e até o número de pessoas morando na rua. O que Karl Marx cita como “lumpemproletariado”. Essa é a política liberal de Dória para os trabalhadores.

(Segundo turno. Duas caras da mesma moeda)

http://gazetarevolucionaria.com.br/index.php/nacional/558-mesmamoeda

Chumbo grosso contra os funcionários públicos e pequenos proprietários

Para os servidores estaduais, ele pretende fazer o que tentou implantar quando era prefeito, a reforma previdenciária. Juntamente com a educação, vai entregar vários setores de serviços públicos à iniciativa privada, como fez em várias áreas do município de São Paulo, como por exemplo, a assistência social.

Até propôs o fim dos Centro de Crianças e Adolescentes (CCA’s) os quais só não foram fechados devido à luta travada por esse funcionalismo junto com os servidores dos serviços sociais para pessoas em estado de rua.

Para a pequena burguesia essa política liberal também traz sérias consequências. Afinal de contas, essa é uma política que beneficia os grandes burgueses capitalistas. Imaginem um pequeno comerciante dono de um mercado num bairro ou numa pequena cidade e o governo incentivando o grande capital a abrir, por exemplo, um mercado atacadista do tipo que temos aqui na Cidade de São Paulo.

 Qual a chance que esse pequeno proprietário terá para concorrer com o capitalista? A chance é ele perder receita até fechar seu comércio! E assim sucessivamente em todos os ramos do comércio. Lembrando que hoje os três maiores mercados são de capitalistas estrangeiros: CARREFOUR, WALMART e EXTRA.

Estado mínimo e traição

Estado mínimo para esses entreguistas significa privatizar tudo que é possível, sendo que ele mesmo cita o que pretende privatizar: metrô, linhas ferroviárias, Sabesp, os rios Pinheiros e Tietê e até escolas e hospitais serão entregues à administração de empresas privadas.

O que isso significa? A redução do número de funcionários concursados e com estabilidade no emprego. Transferindo essa mão de obra qualificada para a iniciativa privada.  Dessa forma, os explorados continuarão sendo os velhos escravos assalariados de onde o capitalismo retira a mais valia para garantir sua taxa de lucro.

Doria foi levado a prefeito de São Paulo pelas mãos de Geraldo Alckmin e FHC, os velhos caciques peessedebistas. No entanto Doria, como bom traidor, se colocou acima do partido e, assim como todos os capitalistas, se julga mais importante que tudo e todos. Com esse egoísmo, traiu Alckmin e até FHC, pois os dois já deram depoimento público chamando-o de traidor.

O histórico de traidores não se restringe a políticos do PSDB, mas também a velhos aliados como o atual governador e seu adversário na disputa pelo governo no segundo turno, Márcio França (PSB), que também traiu o dono do Pato da FIESP, Paulo Scaff (MDB).

(Voto nulo nas eleições golpistas)

http://gazetarevolucionaria.com.br/index.php/nacional/550-voto-nulo-nas-eleicoes-golpistas-00confirma

As “coincidências” históricas

De coincidências não têm nada. Karl Marx analisou a teoria de Hegel que diz que “todos os fatos e personagens de grande importância do mundo ocorrem, por assim dizer, duas vezes”, e a desenvolveu acrescentando que estes ocorrem “a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa”.

É isso que estamos vendo no cenário político brasileiro. Para governar o país temos um candidato fascista à lá Mussolini, que na Itália pertencia ao Partido Socialista Italiano (PSI). O nosso projeto de fascista atual também faz parte de um partido que se diz pelo “social”, Partido Social Liberal (PSL). Outra coincidência, os dois eram militares.

Para governar o principal estado brasileiro temos o candidato João Doria (PSDB), um tipo de neonazista à lá Hitler que, por “coincidência”, também era um social democrata. Assim como Hitler, o nosso neonazista odeia as minorias, sejam elas de artistas de ruas, de grafiteiros, de trabalhadores ambulantes, da população em estado de rua, etc.

Basta ver qual foi a política que Doria aplicou à frente da prefeitura de São Paulo: cobriu todas as artes dos grafiteiros com tinta cinza, retirou os artistas de rua da Avenida Paulista, perseguiu diariamente os ambulantes e moradores de rua no centro, etc.

Não se combate o fascismo e o nazismo com o voto em eleições burguesas. Essa é uma ilusão que todos operários e explorados em geral precisam perder. Para combater esses extremistas de direita tem que ser com a união e luta de todos os explorados nas ruas.

Os trabalhadores da cidade e do campo devem formar seu próprio partido. Só com o Partido Operário Revolucionário poderemos fazer frente à burguesia na luta, e só com esse partido podemos devolver o Estado a seus verdadeiros donos, os que tudo produzem, ou seja, os trabalhadores.

Nem Bolsonaro, nem Haddad!
Nem Doria, nem Márcio França!
Voto nulo na eleição golpista controlada pelo imperialismo!
Fora fascistas, nazistas e capitalistas do Brasil e da América Latina!
Pela construção do Partido Operário Revolucionário!

+ Política

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

A vitória de Jair Bolsonaro no Brasil faz parte da guerra “silenciosa” (híbrida, assíncrona, ou...

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

  A chapa Bolsonaro/Paulo Guedes venceu as eleições presidenciais de 2018 porque o PT, apoiado...

Agora como farsa?

Agora como farsa?

Por Paulo Uribe A partir de golpe de Estado, em 31 de março de 1964,...

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Os ataques contra os trabalhadores vêm de maneira acelerada com o governo Bolsonaro. Praticamente todos...

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

Quais as consequências para os trabalhadores e a população pobre e negra dos subúrbios? Por...

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

O governo Bolsonaro já está, de fato, no comando do país. Nenhuma medida do governo...

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

  Desde o impeachment de Dilma, que foi um golpe parlamentar, a direita apertou o...

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

As eleições de outubro de 2018 representaram uma das maiores fraudes dos últimos tempos. A...

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

No segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, venceu a fraude eleitoral do imperialismo norte-americano,...

Against the military coup in progress

Against the military coup in progress

BRAZIL No agreements with Bolsonaro   In the second round of presidential elections in Brazil,...

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral,...

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Encontro de Eduardo Bolsonaro com Steve Bannon Foto: Reprodução A vitória de Donald Trump em...

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Por Antônio Fernando Analisando a conjuntura atual, vemos que a crise do sistema, que só...

O PT como oposição golpista consentida

O PT como oposição golpista consentida

É importante fazer a discussão do processo eleitoral compreendendo o contexto do golpe de Estado...

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Por Sergio Lessa Há uma enorme confusão na avaliação do cenário político nacional, nestes dias...

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

O grande ponto que deve ser avaliado, em se tratando das eleições no Brasil, é...

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

Esta semana tivemos a oportunidade de observar como a burguesia manipula o processo eleitoral especificamente...

América Latina rumo ao precipício

América Latina rumo ao precipício

A crise capitalista mundial tem forte influência no Brasil e na América Latina. O centro...

Bolsonaro e os militares

Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL),...

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

  Entrou em vigor, no dia 20 de agosto, o pacote de medidas econômicas adotas...

Aos trabalhadores brasileiros

Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises...

Bolsonaro - mais que uma facada

Bolsonaro - mais que uma facada

O recente ataque a Bolsonaro durante caminhada em Juiz de Fora/MG, acabou representando todo um...

Como se posicionar nas eleições golpistas?  #00Confirma

Como se posicionar nas eleições golpistas? #00Confirma

O candidato tucano do PT, Fernando Haddad, pode até decolar, mas vai encontrar muitos ataques...

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

  A propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores está calcada em cima da perseguição política...

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

  Lula é líder absoluto nas pesquisas de intenção de voto para presidente da república....

Haddad X Bolsonaro no 2º turno?   #00confirma

Haddad X Bolsonaro no 2º turno? #00confirma

  Esta semana, as pesquisas de intenção de voto à Presidência da República deram a...

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

A esquerda ligada à política eleitoreira e de conciliação de classes tem impulsionado uma série...

#00confirma

#00confirma

A ditadura do judiciário fica cada vez mais clara em todos os sentidos, apesar deste...

O imperialismo e os donos da padaria

O imperialismo e os donos da padaria

Para quem diz que Alckmin é o candidato natural do imperialismo tem de ver que...

O circo eleitoral

O circo eleitoral

O ponto que devemos destacar nessa semana é a continuidade do circo eleitoral. O debate...

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

  O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva...

A China no mercado mundial

A China no mercado mundial

A China é um elemento muito importante de estabilidade do capitalismo mundial. Para estabilizar a...

Crise na Turquia

Crise na Turquia

O caso da Turquia é muito interessante porque revela que a crise se desenvolve meio...

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

Os erros da política do PT são mantidos ocultos aos olhos da maioria dos trabalhadores....

Debate ridículo entre os presidenciáveis

Debate ridículo entre os presidenciáveis

O fato mais relevante dessa semana foi o debate dos candidatos à Presidência da República...

Gazeta Revolucionária [pdf]

 gr16 capa

 gr15capa