Sábado, 18 Agosto 2018

presidenciaveis

 

As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo Poder Judiciário, ainda que esta não seja a melhor instituição para centralizar o regime. Ao Judiciário não cabe conduzir a administração pública, nem tem o formato baseado na hierarquia e disciplina. Nada disso. É um poder talhado para referendar as torpezas do executivo de plantão, promovendo a justiça conforme os interesses da classe capitalista. E quando tem um papel de protagonismo, como no Brasil hoje, explodem as contradições.

A crise do Judiciário chega às alturas

O que se viu no domingo dia 8 de julho, relativo a decisões sobre um habeas corpus pela libertação ao ex-presidente Lula, foi algo escabroso em relação à aplicação do direito. Isso acontece justamente devido a que o Judiciário tem o papel de conduzir o processo golpista e para tanto deve evitar a qualquer custo que a candidatura de Lula aconteça. Não se dá um golpe de Estado para logo depois entregar o governo para o partido deposto.

A crise que existe em todas as áreas da sociedade se manifesta com toda a força nas instituições judiciárias, ainda mais quando estas se transformam no guardiões do golpe,  e promove eventos surreais de, por exemplo, um juiz de 1º grau descumprir uma ordem de um desembargador plantonista afirmando que o desembargador é incompetente para tanto.

E toda a guerra de despachos jurídicos que nos surpreendeu durante o último domingo, mostra não só a divisão que existe no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), mas a crise que há na instituição da justiça em todo o país. Também a divisão que do STF (Supremo Tribunal Federal), em que as principais deliberações são quase sempre decididas por 6X5, e a extrema distância que existe entre as suas duas turmas (a 1ª reacionária e a 2ª democrática), demonstra a crise monumental em que está imerso esse Poder da República.

Apesar da crise, o Judiciário avança na aplicação de medidas reacionárias

Porém, apesar da crise, das contradições e dos esculachos, o Poder Judiciário vem cumprindo seu papel de golpista mor, buscando garantir a prisão de Lula no sentido de veto político. O que fica demonstrado nas decisões imediatamente anteriores ao início do recesso forense do mês de julho, onde se reforçam algumas medidas reacionárias.

Por exemplo, o ministro Edson Fachin retirou da pauta da 2ª Turma do STF o pedido liminar com efeito suspensivo para a liberação do ex-presidente Lula e entregou nas mãos da presidente da Corte, ministra Carmem Lúcia, que tem a prerrogativa de colocar na pauta do plenário ou não. Certamente não colocará. Sentará em cima até setembro, quando assume o próximo presidente do Supremo, o ministro  Dias Toffoli.

No mesmo diapasão, o ministro Gilmar Mendes negou provimento à ação do PT e do PCdoB que solicitava a anulação das prisões determinadas a condenados em 2ª instância. E o ministro Alexandre de Moraes arquivou a solicitação dos advogados de Lula que questionava a decisão de Fachin de remeter o pedido de liberação do ex-presidente para o plenário da Corte.

Também, por seis votos a três, o STF manteve o fim da contribuição sindical obrigatória. O que para as Centrais Sindicais equivale a 90% da arrecadação, e para os sindicatos representa parte considerável da receita. O que significa um ataque à organização dos trabalhadores.

A esquerda burocrática sem reação

Ainda assim, todos esses ataques não provocaram absolutamente nenhuma reação da burocracia da Frente Popular formada pelo PT, PCdoB e pelos demais partidos da esquerda. Em hipótese alguma eles apelam para a mobilização dos trabalhadores. Mas se aprofundam na via judicial de apostar em recursos nas diferentes instâncias no afã de se manter na mídia e assim manter a campanha eleitoral e tentar mobilizar a militância.

O que eles estão fazendo é a chamada para o dia 15 de agosto de uma Marcha para Brasília, quando pretendem oficializar a candidatura Lula. Ou seja, essa esquerda integrada ao regime está direcionando tudo para a campanha eleitoral.

Chamou muito a atenção, nesses dias, a delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci feita pela Polícia Federal e homologada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) logo após o STF ter autorizado a Polícia Federal a firmar acordo de delação premiada. Palocci busca uma coisa muito clara, recuperar a fortuna que acumulou. Dos R$ 60 milhões ele procura salvar R$ 30 milhões e se livrar da cadeia entrando com uma série de delações que pouco importa se essas têm algo a ver com a realidade, se têm provas, ou não. O certo é que não vão atingir nenhum banco.

Palocci teria muito a falar, por exemplo, sobre o banco BTG Pactual que esteve no centro das políticas de FHC e de outros bancos com os quais atuava. Teria muito a dizer sobre o resgate da rede Globo mas, obviamente, nada disso será dito. Todo o foco será contra Lula, principalmente, no sentido de que contribua para inviabilizar sua candidatura.

O imperialismo não admite outro governo de Frente Popular

Em outras palavras, "como tudo no capitalismo é só negócios", nesse momento "os negócios" implicam que a política de Lula é inviável porque é uma política cara. Quando foi presidente da República, para poder conter o ascenso do movimento operário que tinha começado devido a todas as sacanagens impostas pelos governos de FHC, Lula teve de comprar mais de 150 mil sindicalistas e de controlar todos os movimentos sociais usando as verbas que jorravam dos ministérios.

Como nesse momento não há mais muito dinheiro sobrando para isso, devido à pressão fortíssima do imperialismo e devido ao fato do PT estar muito fraco para poder conter um grande ascenso operário, que deverá ocorrer devido à essa pressão, a burguesia aposta nas baionetas, no fortalecimento do golpe que vai avançando cada vez mais para um regime mais duro.

Dependendo de como a luta de classes for evoluindo, o imperialismo poderá colocar novas fichas no tabuleiro. Chama também a atenção o fato de quererem reduzir a influência do PT nos principais centros da política nacional, nos principais estados do Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Estão avançando para tirar o governo petista de Fernando Pimentel de Minas Gerais, apesar de este ser quase um governo tucano. O problema é que este tem dificultado algumas políticas que o imperialismo quer reforçar como, por exemplo, a privatização total da CEMIG. Após as restrições no fórum privilegiado pelo STJ, agora as ações contra Pimentel irão parar na primeira instância onde os juízes como Sérgio Moro, no Paraná, e Marcelo Bretas, no Rio de Janeiro, têm sido cooptados de maneira muito clara pela extrema direita.

Os ataques da extrema direita para inviabilizar outras figuras do PT como Fernando Haddad, Jaques Wagner, Lindberg Farias, etc., continuam para evitar que esse partido consiga viabilizar uma alternativa à Lula, estando este fora do jogo político devido à condenação em segunda instância que implica cair na lei da ficha limpa e ser impedido de se candidatar e concorrer a cargo eletivo.

O imperialismo ataca também o PSDB e todos os partidos de centro

O objetivo é tirar o PT desse cenário, mas não só este. Querem inviabilizar em primeiro lugar o PT, mas também a direita centrista que avançou a partir da Constituição de 1988. O PMDB é um partido fisiológico, que o imperialismo gostaria de ter tirado de cena desde a fundação do próprio PSDB, em 1988.

A candidatura Alckmin não decolou. Uma parte da esquerda acha que essa candidatura é a preferencial do imperialismo, mas é óbvio que não porque querem tirar toda essa direita centrista do cenário. Pelo menos essa é a política do imperialismo enquanto a esquerda continuar sem criar problemas e o movimento operário continuar controlado.

Nesses dias, por exemplo, a Lava Jato em São Paulo avançou na DERSA, Departamento de Estradas de Rodagem. Além de Paulo Preto, que foi o diretor desta instituição mais envolvido no repasse de verbas para o PSDB e mais ligado ao senador José Serra e ao ministro das relações exteriores Aluísio Nunes, foram presos onze suspeitos de envolvimento em corrupção no Rodoanel embora Gilmar Mendes tenha mandado soltar sete.

Mas o grande ponto aqui é que a obra construída durante os governos do PSDB em São Paulo levou à prisão do ex diretor-presidente da DERSA Laurie Casagrande Lourenço que é ligado diretamente a Alckmin por meio do secretário do governo do estado de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho. O objetivo é inviabilizar a candidatura Alckmin porque o imperialismo não quer mais um governo do PSDB, que está super dividido e não tem condições de impor o que o grande capital precisa.

Essa operação é chamada de “Pedra no Caminho” e há acusações de desvio de verbas de R$ 600 milhões na gestão de Alckmin como governador de São Paulo. O desgaste do PSDB é tão grande que o evento que aconteceu dia 26 de junho em comemoração aos 30 anos de sua fundação foi totalmente esvaziado e, mais importante ainda, sem a participação de FHC.

A extrema direita ainda não definiu seu candidato

Então, temos o PMDB implodido. A candidatura do ex ministro Meirelles que não vai decolar porque há uma pressão muito grande da imprensa contra ele, por estar vinculado ao grupo Temer que encabeça uma quadrilha à frente do governo.

Temos a candidatura Lula inviabilizada por completo e a candidatura Alckmin que está sendo cada vez mais bombardeada e está se esvaziando. Os principais candidatos, portanto, estão praticamente fora da disputa.

Há uma certa campanha contra Bolsonaro. A burguesia não confia muito nele. Há muitos podres em relação a ele, principalmente essa vinculação direta com a ditadura militar, a defesa aberta de ditadores é demasiadamente escancarada.  

O que o imperialismo busca em primeiro lugar é colocar um "outsider", alguém por fora dos candidatos normais, que consiga fazer uma campanha contra a corrupção, que não tenha vínculos diretos com a ditadura militar de 64 e que consiga viabilizar um grande ataque contra os trabalhadores.

E aí é que entra o problema porque eles não têm esse nome como, por exemplo, o do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, cuja candidatura se esvaziou rapidamente. Ou o do apresentador de TV, da Globo, Luciano Huck, que também se esvaziou rapidamente devido aos vínculos com a Globo e devido uma das primeiras denúncias que apareceram, a que ele teria usado verbas do BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, para comprar um helicóptero de uso pessoal.

O imperialismo não está conseguindo viabilizar um novo outsider, um novo candidato da direita puro sangue, devido à crise política que é monumental. Não é fácil fazer como foi feito, por exemplo, recentemente na França onde colocaram à frente do governo um filhote da família Rothschild que é Emmanuel Macron.

Os outros candidatos que aparecem no cenário político atual não passam de figurantes. Uma maneira de direitizar a campanha canalizando os votos do PT para uma coisa mais reacionária ainda, mais de direita, seria a candidatura de Ciro Gomes.

Vamos ver para onde que esta questão política avança, mas fica claro que o avanço geral acontece em meio às contradições do avanço do processo golpista.

+ Política

Crise na Turquia

Crise na Turquia

O caso da Turquia é muito interessante porque revela que a crise se desenvolve meio...

Debate ridículo entre os presidenciáveis

Debate ridículo entre os presidenciáveis

O fato mais relevante dessa semana foi o debate dos candidatos à Presidência da República...

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

Após a deposição do PT do governo em 2016, orquestrada pelos Estados Unidos e aplicada...

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

Geraldo Alckmin, ou Chuchu como já foi chamado, com seu nariz de Pinóquio, que nos...

A crise capitalista pelo mundo

A crise capitalista pelo mundo

Dia a após dia, a crise da economia capitalista mundial aprofunda e se manifesta nos...

O desemprego, o golpe e as eleições

O desemprego, o golpe e as eleições

A situação do Brasil é gravíssima devido o alto grau de desemprego. O desemprego não...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa....

Programa de governo do PT favorece o golpe

Programa de governo do PT favorece o golpe

Nos últimos dias, vimos no site do PT que a cúpula desse partido divulgou um...

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

O avanço do imperialismo é totalmente extraparlamentar, para impor um governo duro, devido à crise...

O PT como um partido da ordem

O PT como um partido da ordem

O PT tem uma estratégia totalmente atrelada ao regime político e não ultrapassa em absolutamente...

A crise das eleições de 2018

A crise das eleições de 2018

A crise política no Brasil abarca o conjunto do regime político. Não é à toa...

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

O governo de Donald Trump se encontra cada vez mais numa aparente loucura total. Recentemente...

O imperialismo está pedindo água

O imperialismo está pedindo água

A decadência do sistema capitalista imperialista é monumental. A taxa de lucros dos monopólios, segundo...

Devorados pelo Judiciário

Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

Nacional

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

19 Julho 2018
Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as eleições marcadas para o mês de outubro? Temos que entender que esses dois eventos não...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...