Sábado, 18 Agosto 2018

lula fhc

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu e mundial na época, principalmente contra o lasalleanismo, movimento encabeçado por Ferdinand Lassalle na Alemanha - ver Crítica do Programa de Ghota -  em que Marx demonstra a necessidade da ditadura do proletariado para uma transição ao comunismo, e contra o proudhonismo, movimento encabeçado por Proudhon que foi o pai do anarquismo na França e, colateralmente, contra Bakunin e outros. Sempre houve uma luta contra a infiltração no movimento operário de elementos a serviço do grande capital.

Na I Internacional isso ficou muito evidente o tempo inteiro, com os marxistas enfrentando as ideias e a política reacionárias dentro do movimento operário. Com a derrota da Comuna de Paris, em 1871, esses elementos, como sempre acontece numa época de refluxo, se fortaleceram e tentaram tomar a direção da  I Internacional o que acabou levando à sua dissolução em 1874. Posteriormente, o marxismo como ciência do socialismo operário, cresceu muito com a construção de grandes partidos de massas na II Internacional.

Na Alemanha houve um grande fortalecimento dos sindicatos e do partido socialdemocrata que nas eleições para a Câmara dos deputados, obtiveram 102.000 votos em 1871, em 1877 foram 493.000 votos, em 1890 esse número triplicou. Na Inglaterra, na década de 1880, havia um crescimento do movimento operário com importantes greves nos portuários e nos produtores de gás devido à crise causada pela perda  do monopólio inglês no mercado mundial.

Dentro desses novos partidos tinha também muitos elementos oportunistas. O principal deles foi Eduard Bernstein, membro do Partido Socialdemocrata alemão, que lutou por reformas dentro do capitalismo, negando a revolução socialista sob a justificativa de que as condições objetivas e subjetivas ainda não estavam maduras para serem postas em prática.  A ele se contrapôs Rosa Luxemburgo, teórica marxista polonesa, naturalizada alemã, afirmando que “entre a reforma e a revolução social existe, para a socialdemocracia, um vínculo indissolúvel. A luta pelas reformas é o meio; a revolução social é o fim”.

O embate dos marxistas contra o oportunismo se dava em todas as frentes e em vários países. Muitos ativistas acabavam cedendo à tese de que ainda não era o momento para por em prática o socialismo como, por exemplo, Alexandre Millerand, dirigente do Partido Socialista Independente francês que em 1899 aceitou o cargo de ministro da indústria no governo burguês de Pierre Waldeck-Rousseau, sob a justificativa de que teria de defender a democracia frente à ameaça bonapartista e monárquica. 

A partir da derrota da revolução na Rússia em 1905 abre-se um período de contrarrevolução e Trotsky assim descreve suas consequências: “Os marxistas viram-se obrigados a mudar suas táticas ofensivas por outras defensivas. Os esforços da ala esquerda do partido por levá-la a uma política mais ativa foram infrutíferos. O centro dirigente balançou mais e mais à direita, isolando a esquerda. O conservadorismo, curado dos golpes recebidos em 1905, se recuperou totalmente”.

A ala oportunista leva a socialdemocracia quase que como um todo à sessão dos bolcheviques na Rússia, para aprovar os créditos de guerra em 1914 – o apoio dos partidos socialistas e seus respectivos países à Iª Guerra -  levando em conta que lá, justamente, existiam os mencheviques e também o partido da Sérvia, que era um partido secundário.

Hoje o PT e seus satélites também têm uma política oportunista, totalmente integrada ao regime, o que ficou muito claro com a política de frente popular, em colapso, usada no 1º de maio. Nesse momento a luta do PT e seus aliados está focada na libertação de Lula, mas de uma maneira totalmente integrada ao regime burguês, por meio de assinaturas, por meio de internet, por meio de declarações dos deputados, por meio de algumas movimentações que não mobilizam nada. Em Curitiba não teve mais que alguns poucos milhares de manifestantes no dia 1º de maio o que é uma coisa ultra desmoralizante, que revela que a política de frente popular no Brasil já está morta no sentido político. São elementos totalmente integrados ao regime que estão atrelados à política de frente popular e confiam nas eleições golpistas. É uma política acabada, morta, natimorta.

No próximo período deverá haver um ascenso do movimento operário mundial e essa política entrará em colapso com certeza. Essa esquerda específica, que existe hoje em escala mundial, deverá ser totalmente ultrapassada. Dependendo do desenvolvimento da luta das massas poderá surgir uma outra esquerda, até oportunista talvez, mas essa esquerda que existe especificamente no Brasil de hoje, com o PT, está morta. Hoje o PT só não está morto porque o movimento operário está semiparalisado e porque ele tem vínculos com o capital e controla os aparatos. Seu vínculo com o movimento operário é cada vez mais decadente.

Para essas eleições nós temos de participar sim, mas chamando o voto nulo porque são eleições golpistas. Não devemos boicotar as eleições, e isso é básico, porque não temos força para isso, mas seja por dentro ou por fora, com candidatos ou não, devemos chamar o voto nulo. O problema de apoiar candidatos ou entrar numa dessas legendas é que essas já estão tão integradas ao regime e os seus graus de queimação são tão grandes que em qualquer ascenso operário fica difícil explicar isso. Quem não tem legenda e se meter, por exemplo, a entrar no PSOL ou coisa parecida, no PT, PCB, PCO, etc., faz uma política semi suicida. Mas a política de ainda apoiar as eleições essa sim é um suicídio total.

O papel da ideologia e da cultura

Segundo a esquerda integrada ao regime, principalmente a esquerda universitária, as análises de Marx estariam totalmente deslocadas de nossa época e precisariam ser desenvolvidas por meio de pensadores burgueses, basicamente acadêmicos, como Althusser, a escola de Frankfurt e todos os demais. O papel da ideologia seria absolutamente determinante. A luta deveria ser basicamente cultural. Não seria mais a luta pela organização da classe operária porque para a maior parte da esquerda, quase toda ela, a classe operária nem sequer existe. Seria uma coisa meio estranha porque existe a burguesia de um lado e do outro lado não existe nada como oposto.

Pela maneira como colocam as coisas demonstra que não usam a dialética. É uma esquerda que cada vez mais é contrarrevolucionária. Uma esquerda que adota de mala e cuia a ideologia da burguesia.

O materialismo histórico é o método de Marx para explicar o mundo e ele afirma que a classe operária sempre está vinculada à classe burguesa. Enquanto existir burguesia vai existir classe operária. Enquanto existir classe operária existirá burguesia. Essa é uma lei da dialética.

Por isso também, voltando ao Estado burguês, a luta não tem de ser uma luta cultural. Tem de ser uma luta pelo poder, inclusive porque o grau de controle do capitalismo pela burguesia é tão grande, principalmente nessa escalada golpista no Brasil e na Argentina, por exemplo, que a massa da população está totalmente alienada do poder judiciário, das eleições, das universidades, de tudo. Então a classe operária vai ser colocada em movimento de uma maneira meio selvagem, em cima dos ataques. O papel dos revolucionários é identificar nesses momentos de luta os setores mais avançados e agrupá-los num partido revolucionário para lutar politicamente, pelo poder político.

+ Política

Crise na Turquia

Crise na Turquia

O caso da Turquia é muito interessante porque revela que a crise se desenvolve meio...

Debate ridículo entre os presidenciáveis

Debate ridículo entre os presidenciáveis

O fato mais relevante dessa semana foi o debate dos candidatos à Presidência da República...

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

Após a deposição do PT do governo em 2016, orquestrada pelos Estados Unidos e aplicada...

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

Geraldo Alckmin, ou Chuchu como já foi chamado, com seu nariz de Pinóquio, que nos...

A crise capitalista pelo mundo

A crise capitalista pelo mundo

Dia a após dia, a crise da economia capitalista mundial aprofunda e se manifesta nos...

O desemprego, o golpe e as eleições

O desemprego, o golpe e as eleições

A situação do Brasil é gravíssima devido o alto grau de desemprego. O desemprego não...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa....

Programa de governo do PT favorece o golpe

Programa de governo do PT favorece o golpe

Nos últimos dias, vimos no site do PT que a cúpula desse partido divulgou um...

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

O avanço do imperialismo é totalmente extraparlamentar, para impor um governo duro, devido à crise...

O PT como um partido da ordem

O PT como um partido da ordem

O PT tem uma estratégia totalmente atrelada ao regime político e não ultrapassa em absolutamente...

A crise das eleições de 2018

A crise das eleições de 2018

A crise política no Brasil abarca o conjunto do regime político. Não é à toa...

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

O governo de Donald Trump se encontra cada vez mais numa aparente loucura total. Recentemente...

O imperialismo está pedindo água

O imperialismo está pedindo água

A decadência do sistema capitalista imperialista é monumental. A taxa de lucros dos monopólios, segundo...

Devorados pelo Judiciário

Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

Nacional

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

19 Julho 2018
Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as eleições marcadas para o mês de outubro? Temos que entender que esses dois eventos não...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...