Quarta, 18 Julho 2018

ovo da serpente

Tudo na vida e na sociedade nasce, evolui, chega à sua maturidade e depois entra em decadência, até morrer e dar lugar à aparição de novos elementos e fenômenos. O PT se encontra na fase mais decadente da sua história, totalmente atrelado às instituições. E pior que isso, depois dos governos do PT, aconteceram os golpes de Estado no Brasil, o golpe de Estado parlamentar contra Dilma Rousseff e o golpe do Judiciário. O golpe militar já não aparece mais como semente, já não são mais apenas declarações, são fatos, como pode ser visto claramente com a intervenção militar no Rio de Janeiro. É o poder militar controlando o segundo estado mais importante da Federação.

Na presente situação de golpismo absoluto, depois de todas as barbaridades que a Operação Lava Jato tem feito passando por cima de todas as leis e, com toda liberalidade, aplicando leis que foram aprovadas durante os governos de Dilma Rousseff, o PT continua confiando na chamada “democracia”. Na sua concepção Dilma teria sido uma super gerente, super burocrática, mas que buscou manter a estabilidade do regime. No seu governo foi aprovada a Lei Antiterrorista, a Lei Anticorrupção e a Lei contra as Organizações Criminosas que agora estão sendo usadas, em primeiro lugar, contra o próprio PT.

Por que o PT não mobiliza as massas mesmo que seja para fazer o jogo parlamentar? Nem isso faz mais. Por quê? Por medo. Porque a situação é tão decadente que o PT tem medo de que mobilizando as massas, como já o fez várias vezes, possa vir a perder o controle do movimento e ser ultrapassado.  Mas o partido foi se afundando cada vez mais na medida que se integra cada vez mais ao regime político totalmente em crise.

Os trabalhadores e a frente popular

Àqueles que dizem que os trabalhadores nunca vão se levantar, deveria ser solicitado uma análise sociológica, política e econômica profunda porque seria a primeira vez na história que aconteceria isso, nos últimos 10 mil anos. E seria totalmente assombroso que acontecesse uma coisa dessas numa situação de tanta crise como a atual. O problema dos que falam isso, além do desconhecimento, e aqui nos referimos mais ao problema das direções políticas, é o fato de que não são marxistas, não são científicos, não são materialistas dialéticos. São religiosos e idealistas, acham que o mundo é a projeção que está nas suas cabeças, nos seus delírios escolásticos e, por isso,  não conseguem enxergar nenhum movimento na evolução da situação política.


operarios

 

A visão de mundo dessa esquerda integrada ao regime é uma visão metafísica, apenas uma fotografia em preto e branco. O que os revolucionários, ou pelo menos aqueles que tem a intenção de avaliar objetivamente a realidade, devem fazer é avaliar sempre para onde as coisas estão se encaminhando, as transições que estão ocorrendo. Inclusive Hegel já dizia isso; depois Karl Marx, Engels e Lenin, os grandes mestres do marxismo, repetiram, que devemos avaliar a semente em desenvolvimento. A avaliação das transições mostram, por exemplo, que o poder de contenção das massas está em decadência. As frentes populares, a política de conciliação de classes encabeçada por partidos da esquerda integrada ao regime político, em primeiro lugar, se encontra em fase terminal. O imperialismo sabe disso e por isso tem fortalecido novamente o poder militar.

As frentes populares estão em decadência não somente na América Latina onde essa decadência é absoluta, mas também na Europa onde a crise está atrelada ao fim do bipartidarismo com a crise generalizada do regime político que tem na base o aprofundamento da crise econômica. Nos países atrasados, há o fim da atual onda do nacionalismo burguês que surgiu como reação à pressão do movimento de massas que cresceu sob a crise das políticas neoliberais.  Os governos nacionalistas nos países atrasados se confundem em boa medida com governos de frente popular devido ao apoio recorrente da esquerda burguesa e pequeno burguesa.

No caso da Síria, o governo se encontra atrelado aos russos e aos chineses, que de anti imperialistas não têm absolutamente nada. São potências regionais que tentam negociar com Deus e o diabo para salvar os lucros dos próprios oligarcas, dentro de uma política de segurar a decadência interna que, sob o impacto do contágio do aprofundamento da crise capitalista mundial, tem acelerado. Agora, devido à crise, um dos pontos principais da evolução da política mundial está em quem vai controlar a integração da Rússia e da China ao mercado capitalista mundial. O mercado é todo globalizado e existem amplas disputas internacionais levando o imperialismo a guerras e destruição e de outra parte existe um reforço de  governos bonapartistas para impor os interesses dos grandes capitalistas.

Um disputa entre capitalistas

Há duas políticas burguesas colocadas em relação à China e a Rússia. A do imperialismo tenta aplicar uma política de terra arrasada, para que os monopólios se apropriem de todas as empresas principais com o objetivo de suavizar um pouco a concorrência que sofrem da China e da Rússia. Os regimes bonapartistas de Vladimir Putin e de Xi Jinping buscam a mesma integração mas de maneira mais gradual e buscando defender as empresas nacionais. Seria uma integração total ao capitalismo mundial, num processo de aniquilamento do que ficou dos estados operários deformados que surgiram das revoluções de 1917 e 1949, ao mercado mundial que hoje é um mercado altamente podre, parasitário e especulativo.

A frente popular da Síria, por exemplo, é uma frente em decadência também, da mesma maneira que a frente popular que existe na Venezuela. No caso da Venezuela, é uma frente popular propriamente dita. No caso da Síria seria mais um regime nacionalista burguês, da última onda do nacionalismo árabe em uma decadência absoluta.

A reação incipiente do movimento de massas

Apesar de toda a paralisia e de todo travamento das lutas pelas frentes populares, há, neste momento, fatos que comprovam que isso não irá continuar assim por muito tempo. Por exemplo, no caso da França, há as greves dos trabalhadores ferroviários contra a privatização das ferrovias que Macron está tentando fazer. Todas as privatizações já feitas na Europa estão num grau de decadência absoluta, quase que em bancarrota, com os serviços muito piores, com as empresas privadas tentando a todo custo arrancar mais dinheiro, aumentando as tarifas, etc. Enquanto isso o serviço da SCNF francesa, que é o sistema ferroviário estatal, funciona melhor que os serviços privados. Macron quer entregar isso porque ele é uma cria da família Rothschild, que é uma das 148 famílias que dominam o mundo. A situação na França ainda é turbulenta. As greves apresentam faíscas, mas ainda se encontram amarradas por todos os setores da esquerda burguesa integrada ao regime.

No Brasil, as greves dos professores principalmente em Minas Gerais, em São Paulo e no Rio de Janeiro ainda estão sendo controladas pela burocracia ligada à frente popular que, por sua vez, está com todos os esforços dedicados à campanha eleitoral de outubro e também à questão da prisão de Lula, de fazer acordo com a direita, etc. Mas, por conta da pressão dos professores que estão sendo muito prejudicados pela PEC 55, pela PLS 257 e por todos os ataques do governo e do imperialismo, suas lutas têm avançado muito mais do que a burocracia esperava. Essas mobilizações são sintomas de que a situação não vai ficar paralisada durante muito tempo. A pressão contra a classe trabalhadora é muito grande.

Na Nicarágua, a mesma política do imperialismo

Se avaliarmos a evolução da situação política em escala regional, por exemplo, na Nicarágua ela é muito parecida com a evolução geral. Por que o governo de frente popular de Daniel Ortega, da Frente Sandinista de Libertação Nacional, que está no governo na Nicarágua há 11 anos, reprimiu com tanta intensidade o movimento de massas? Porque devido à pressão do FMI o governo estava tentando impor o aumento das contribuições dos aposentados e a redução das aposentadorias como principais medidas de uma reforma da previdência, da mesma maneira que está acontecendo no Brasil.

cosepnicaragua

Não existiu na Nicarágua um movimento revolucionário contra o Sandinismo. Foi a federação patronal da Nicarágua, que se chama Conselho das Empresas Privadas (Cosep), que impulsionou um movimento de massas contra Daniel Ortega baseado fundamentalmente em estudantes, da mesma maneira como foi feito no Brasil contra Dilma, para tentar levar o regime mais para a direita e substituindo o governo. Essa manobra colocou o governo contra a parede e o obrigou a voltar atrás nas medidas.

Isso demonstra que esses governos de esquerda são totalmente integrados ao regime político burguês e por isso são facilmente pressionados  para ir à direita como o estão sendo todos os governos de frente popular, principalmente na situação atual, que seguem a política do imperialismo para a América Latina e para o mundo e que é a política de avançar para governos mais duros, para ditaduras militares.

O Brasil está na linha de frente na aplicação dessa política, como um laboratório, para depois ser aplicada em escala regional. Mesmo nos casos dos países desenvolvidos como a França, temos uma situação parecida. Tiraram François Hollande, do Partido Socialista, e colocaram Macron que está tentando avançar contra as massas também com essa política.

Para o próximo período, está colocado o aprofundamento da crise capitalista mundial. Sob esta base, inevitavelmente, a classe operária mundial entrará em movimento novamente. Está colocado, portanto, o enfrentamento aberto entre a burguesia e o proletariado mundial.

+ Política

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Nacional

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Luta operária e sindical no Brasil

06 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início da organização sindical no Brasil que ocorre ainda em meados do século XIX com o...

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...