Quarta, 16 Janeiro 2019

marielle2
 

O assassinato de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro, do PSOL, representa mais uma amostra da escalada do golpe militar no Brasil. Socióloga, ativista do movimento negro, do movimento feminista, do movimento LGBT e militante dos direitos humanos, foi assassinada covardemente por meio de vários tiros disparados com pistolas automáticas que são de uso exclusivo da Polícia. No último período, ela tinha denunciado o verdadeiro massacre que era praticado pelo Batalhão Número 41 da Polícia Militar do Rio de Janeiro contra os moradores de favelas,  principalmente os da Favela Maré, à qual ela pertence.

Esse fato, se junta a outros como, por exemplo, o da professora Luciana Xavier que na quinta-feira, 15 de março, na Câmara Municipal de São Paulo, teve o nariz quebrado após ser atingida por cassetete da Guarda Civil Metropolitana, em protesto de servidores contra mudança na Previdência Social dos servidores municipais. Se trata de reações de força e já em nível de grande truculência. É a comprovação do que já tinha sido amplamente divulgado há três anos atrás, depois de uma investigação que foi feita por uma jornalista da Agência Pública, publicada pela revista Caros Amigos, e que revelava, por meio de denúncias de ex policiais civis, que cada batalhão da Polícia Militar tem esquadrões da morte. São os esquadrões da morte surgidos a partir do final dos anos 1960 voltando a agir.

O Exército contra a corrupção da Polícia Militar?

Há uma polêmica proveniente principalmente a partir da esquerda, mas que é incentivada pela direita, de que esse foi um fato isolado, que se trata da parte corrupta da Polícia que age dessa forma e não da instituição como um todo, que esta parte é quem estaria enfrentando a intervenção do Exército.

A intervenção do Exército no Rio de Janeiro não tem o objetivo de moralizar as instituições, mas segurar as rédeas firmemente para, a partir de medidas de força, conseguir impor mecanismos mais sólidos que permitam ao Estado brasileiro avançar nos ataques contra a população e que é uma imposição do imperialismo. Esses ataques seriam as medidas contra os direitos trabalhistas, a privatização da Previdência, que representa a metade do Orçamento Federal "oficial" e o pagamento da dívida pública, que é uma verdadeira roubalheira (legalizada), vai para os grandes bancos estrangeiros e não é contabilizada, e representa quase outro orçamento público federal.

O objetivo da intervenção militar passa justamente por aumentar os ataques e, posteriormente, por meio da força das baionetas, conter o grande levante popular que deverá acontecer em reação a esses ataques.

A intervenção se diz que seria contra o tráfico, contra a violência, contra as quadrilhas organizadas, mas em nenhum lugar do mundo a intervenção do exército contra grupos criminosos deu certo. Inclusive a situação neste momento no México, onde o exército se encontra desempenhando esse papel desde 2006, é totalmente caótica. Recentemente, por exemplo, houve um discurso do comandante da Marinha, que foi endereçado ao próprio presidente da República, dizendo que a situação é tão caótica que o exército mata crianças.

Por que o Exército não pode combater o crime?

Quando o exército passa a atuar contra as organizações criminosas, principalmente as que mexem com altos valores de dinheiro, ele inevitavelmente será corrompido também. Imaginemos um soldado que receba US$ 300 por mês, ou um coronel que ganhe US$ 1000, se um traficante lhes oferecer US$ 50 mil ou US$ 500 mil, o que acontece?

A intervenção militar no Rio de Janeiro, na prática, não se contrapõe ao grosso modus operandi da polícia, que é totalmente corrupta, que está direcionado aos mesmos objetivos. Até pode estabelecer alguns ajustes, mas o objetivo principal não mudará. Se contrapor contra a massa, contra os trabalhadores e, principalmente, contra a classe operária. Nisso a esquerda revolucionária não deveria ter absolutamente nenhuma dúvida já que se relaciona com o caráter do estado burguês. Houve um golpe de Estado parlamentar no Brasil contra a presidenta Dilma Rousseff, que evoluiu rapidamente para um golpe de Estado do Judiciário. Este controla todas as instituições neste momento, por meio da truculência da Lava Jato, dos juízes e dos procuradores e, agora, evolui cada vez mais rápido para um golpe de Estado de cunho bonapartista, uma ditadura policial burocrática, com o Exército na linha de frente.

A não reação da esquerda

A reação da esquerda, que é na maioria totalmente integrada ao regime, é muito vergonhosa. Da mesma maneira que não houve nenhuma reação contra a intervenção militar no Rio de Janeiro, contra a aprovação da PEC 55 (que é a lei que instituiu teto para os gastos públicos sociais, da mesma maneira que agora não há teto nenhum para a espoliação financeira, para a dívida pública, as swaps cambiais, etc.), da PLS 257 (arrocho contra os gastos estaduais e municipais) ou da reforma trabalhista, a atuação da esquerda é totalmente calamitosa. Se trata de uma esquerda que não mobiliza nada, trai absolutamente todas as greves, como voltamos a ver agora na recente greve dos Correios, e não mobiliza a população para reagir contra o golpe militar que tem como principal alvo os trabalhadores.

O PSOL soltou uma nota de poucas linhas, totalmente burocrática, formal e, da mesma maneira que o PT, coloca que a saída seria investigar; e quem deveria fazer a investigação seria a justiça brasileira que é justamente a cabeça do  Estado de exceção; não denuncia o golpe militar e tenta direcionar todas as ações, além do campo jurídico, para as eleições.

Abaixo a intervenção militar no Rio de Janeiro!

Nós repudiamos o assassinato da vereadora Marielle Franco e o denunciamos como parte da engrenagem geral do golpismo que tem como objetivo o direcionamento para um golpe militar no Brasil, que é uma política imposta pelo imperialismo norte americano.

Em segundo lugar devem ser denunciadas as eleições como absolutamente golpistas, pois é um processo totalmente controlado pela direita que servem para justificar e legalizar o golpe de Estado.

A esquerda traidora, em primeiro lugar o PT e o PSOL, deve ser denunciada como engrenagem do mesmo golpe. Se trata de uma esquerda golpista, que trai os trabalhadores, não mobiliza a classe e as massas no geral para resistir ao golpe e desvia a indignação popular para as eleições. Agora fica claro que quando o imperialismo e a direita colocam os seus pit bulls em campo, esses são os resultados.

Marielle começou a mexer num vespeiro. Ela fazia parte da comissão que investiga a intervenção no Rio de Janeiro. Ela denunciou os organismos de segurança, os esquadrões da morte da PM etc. E a reação da repressão foi, em certa medida, até "natural". O que deve se contrapor a essa truculência dos organismos de repressão? É somente o povo armado, o povo na rua. E como fazer isso se nem sequer o povo é chamado para resistir?

 

Abaixo o imperialismo!
Abaixo o golpe militar!
Abaixo a esquerda golpista!
Pela organização dos trabalhadores contra o golpe militar e contra todos os ataques!

+ Política

Campanha pela Liberdade de Cesare Battisti

Campanha pela Liberdade de Cesare Battisti

O ativista italiano Casare Battisti foi preso na noite de ontem, 12 de janeiro, em...

Por que é inevitável um levante dos trabalhadores?

Por que é inevitável um levante dos trabalhadores?

  Por Florisvaldo Lopes Com a crise estrutural do capitalismo, a tendência é de muito...

A luta no mínimo

A luta no mínimo

 Bolsonaro tomou posse no dia 1º de janeiro de 2019 com enorme deslocamento de tropas...

Todo apoio à Venezuela!  Abaixo a agressão imperialista!

Todo apoio à Venezuela! Abaixo a agressão imperialista!

A posse de Jair Bolsonaro no dia 1º de janeiro, foi um momento importante para...

PT e CUT, versão light 2019

PT e CUT, versão light 2019

  Esse início de 2019 marca uma virada histórica na situação nacional e no movimento...

Por una campaña internacional en defensa de Venezuela

Por una campaña internacional en defensa de Venezuela

  ¡Contra la agresión imperialista a Venezuela! ¡Qué Maduro arme a todos los trabajadores!  ...

An international campaign in defense of Venezuela

An international campaign in defense of Venezuela

  No to the imperialist aggression against Venezuela! Maduro must weaponize all the workers!  ...

Por uma campanha internacional em defesa da Venezuela

Por uma campanha internacional em defesa da Venezuela

    Contra a agressão imperialista à Venezuela! Que Maduro arme todos os trabalhadores!  ...

Venezuela como expressão da crise mundial

Venezuela como expressão da crise mundial

O ano de 2018 encerra com um claro aprofundamento da crise capitalista mundial. A economia...

A morte do PT e a construção do Partido Revolucionário

A morte do PT e a construção do Partido Revolucionário

Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Melo concedeu liminar...

Qual o significado do fim do lulismo?

Qual o significado do fim do lulismo?

Às vésperas da posse de Bolsonaro como presidente da República, se projeta um ano de...

O fim da esquerda oportunista

O fim da esquerda oportunista

As declarações públicas do presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, representaram um...

O parasitismo financeiro contra o Brasil

O parasitismo financeiro contra o Brasil

No dia 13 de dezembro de 2018, a Câmara dos Deputados quase aprovou a Lei...

Os escândalos contra Bolsonaro: regime militar aberto

Os escândalos contra Bolsonaro: regime militar aberto

Recentemente, estouraram vários escândalos sobre a família Bolsonaro. Vários deles se relacionam com revelações do...

Fora Bolsonaro e o Golpe Militar!

Fora Bolsonaro e o Golpe Militar!

A crise está instalada no futuro governo com a denúncia de corrupção contra a família...

O que está acontecendo na França?

O que está acontecendo na França?

Os protestos que têm acontecido na França nas últimas semanas representam um dos principais sintomas...

A classe operária entrará em movimento?

A classe operária entrará em movimento?

A situação de levante popular na França indica uma mudança na situação da luta de...

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, liberou esta semana o julgamento de...

O fim do Lulismo

O fim do Lulismo

  A condenação de Lula de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção...

Liberdade para Lula!  Fora Bolsonaro e o golpe militar!

Liberdade para Lula! Fora Bolsonaro e o golpe militar!

O depoimento de Lula no dia 14 de novembro, sobre o processo do sítio de...

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

A vitória de Jair Bolsonaro no Brasil faz parte da guerra “silenciosa” (híbrida, assíncrona, ou...

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

  A chapa Bolsonaro/Paulo Guedes venceu as eleições presidenciais de 2018 porque o PT, apoiado...

Agora como farsa?

Agora como farsa?

Por Paulo Uribe A partir de golpe de Estado, em 31 de março de 1964,...

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Os ataques contra os trabalhadores vêm de maneira acelerada com o governo Bolsonaro. Praticamente todos...

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

Quais as consequências para os trabalhadores e a população pobre e negra dos subúrbios? Por...

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

O governo Bolsonaro já está, de fato, no comando do país. Nenhuma medida do governo...

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

  Desde o impeachment de Dilma, que foi um golpe parlamentar, a direita apertou o...

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

As eleições de outubro de 2018 representaram uma das maiores fraudes dos últimos tempos. A...

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

No segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, venceu a fraude eleitoral do imperialismo norte-americano,...

Against the military coup in progress

Against the military coup in progress

BRAZIL No agreements with Bolsonaro   In the second round of presidential elections in Brazil,...

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral,...

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Encontro de Eduardo Bolsonaro com Steve Bannon Foto: Reprodução A vitória de Donald Trump em...

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Por Antônio Fernando Analisando a conjuntura atual, vemos que a crise do sistema, que só...

O PT como oposição golpista consentida

O PT como oposição golpista consentida

É importante fazer a discussão do processo eleitoral compreendendo o contexto do golpe de Estado...

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Por Sergio Lessa Há uma enorme confusão na avaliação do cenário político nacional, nestes dias...

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

O grande ponto que deve ser avaliado, em se tratando das eleições no Brasil, é...

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

Gazeta Revolucionária [pdf]