Quarta, 24 Outubro 2018

haddadmourao

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL), marca o aprofundamento do processo do golpe de Estado.  Colocou em cena o general da reserva do Exército Brasileiro, Antônio Hamilton Martins Mourão, mais conhecido como General Mourão. Mesmo que a chapa Bolsonaro/Mourão não vença as eleições de outubro, o golpe já constrói a sua figura pública.

O atentado foi uma tentativa de golpe eleitoral

O golpe de Estado em andamento no Brasil pode ser, esquematicamente, dividido em 3 etapas até o momento. 1) Golpe parlamentar, impeachment de Dilma e formação do governo Temer; 2) Golpe Judiciário com a prisão de Lula e a negativa de todos os recursos do PT; 3) Tentativa de golpe eleitoral com o "atentado" a Bolsonaro.

Tudo indica que esse “atentado” foi uma armação para impor a candidatura de Bolsonaro. O golpe no Brasil responde a interesses imperialistas e a CIA e o MOSSAD tem transito livre no país. Eles são especialistas que há tempos promovem uma guerra não convencional, chamada guerra híbrida com o fim de controlar e roubar as riquezas do Brasil. Para eles, simular um atentado não seria difícil.

Também temos que considerar que o interesse do imperialismo na candidatura do ex-capitão é que Bolsonaro não é só Bolsonaro. Bolsonaro é Paulo Guedes, um megaespeculador ligado aos bancos internacionais, que quer impor uma agenda radical de privatização e entrega da economia para os americanos. Bolsonaro também é general Mourão, que é mais do que um entulho da ditadura, ele personifica a própria ditadura militar. Indica a força e a repressão para quebrar qualquer resistência do Movimento de Massas à aplicação dos planos do imperialismo

O “atentado” foi um golpe de marketing do golpe. Foi uma tentativa de golpe eleitoral, porque Bolsonaro já havia batido no teto dos 20% e com tendência de queda na intenção de votos. E também tinha uma rejeição enorme, que indicava que seria derrotado por qualquer outro candidato no 2º turno. A intenção era criar uma comoção nacional e apresentá-lo como vítima, reverter a rejeição e vencer a eleição no 1º turno.

A manipulação golpista leva Bolsonaro para o 2º turno

Mas pelos resultados das pesquisas DATAFOLHA e IBOPE da última semana, a estratégia não deu certo, apenas funcionou parcialmente, pois ainda que não vença no primeiro turno, certamente estará no 2º e com chances reais de vencer as eleições.

Na última pesquisa DATAFOLHA, que já começa a marcar uma tendência, Bolsonaro aparece com 26% e aumentou a rejeição para 44%. Em contrapartida, quem teve o maior crescimento foi Haddad. Este empata com Ciro Gomes em 13%. Porém, Ciro pode já ter batido no teto, mas Haddad ainda tem um grande potencial. As projeções para o segundo o 2º turno indicam Bolsonaro, em geral, em empate técnico com os principais adversários.

A situação de hospitalização de Jair Bolsonaro, abriu uma crise na condução da campanha do candidato do PSL, com racha interno entre os filhos de Bolsonaro, o general Mourão e Levi Fidelix, presidente do PSL. Também, o PRTB, partido do vice, general Mourão, pretende acionar o TSE para consultar sobre a possibilidade de o candidato a vice participar dos debates no lugar de Bolsonaro, o que gerou mais crise, pois o PSL, que é contra, não havia sido consultado. Mourão acentua a crise quando diz que só aceita opinião de Bolsonaro sobre a participação em debates, tentando se impor sobre todos.

Haddad será abatido no 2º turno

Nesse meio tempo, esta semana, a Executiva Nacional do PT oficializou a chapa Haddad/Manuela em substituição à candidatura de Lula, que foi impugnada pelo TSE. Haddad é o candidato com mais possibilidades de crescimento.

Devemos observar como se dará a transferência dos votos de Lula para Haddad. Porém, com a crise das outras candidaturas, a tendência, como nós já viemos falando, por enquanto, é de um 2º turno entre Haddad e Bolsonaro. Polarização eleitoral esta, que reflete a polarização da luta de classes, nacional e internacional.

Então, se não deu tão certo o factoide do pseudo atentado, os golpistas vão produzir outro factoide, porque há um golpe em andamento e eles estão com todas as instituições na mão, em condições de manipular à vontade essas eleições.

Por isso essas eleições são uma farsa, um circo armado para dar uma aparência de legalidade ao golpe. E essas são, verdadeiramente, eleições golpistas. Se eles não conseguem melhorar os índices de Bolsonaro, vão jogar pesado para desqualificar Haddad desde já. Vão explorar a rejeição do PT, vão fazer uma campanha anti-PT violenta.

A direita vai criar outro factoide e por aí vai detonar o PT e Haddad. Não está descartado que o suposto agressor de Bolsonaro, por exemplo, denuncie que o mandante da facada foi o PT. Já, esta semana, a Polícia Federal considerou abrir outro inquérito policial para investigar quem, por ventura, financiou o atentado, pois diz que já encontrou três cartões de crédito com o acusado, sendo um internacional.

Ou talvez consigam produzir uma delação premiada de Palocci, bombástica, contra o PT e Haddad, ou outra manobra. O certo é que o golpismo não vai deixar barato. Porque o imperialismo tem urgência para saquear o Brasil.

O cúmulo do “cretinismo parlamentar” é querer derrotar um golpe de Estado por meio do voto na urna

Se fosse uma eleição normal, Haddad teria grandes chances de vencer no 2º turno. Só que esta não é uma eleição normal. É uma eleição golpista, montada para legalizar o golpe e o imperialismo norte americano está organizando todo o processo de manipulação e fraude eleitoral.

Ainda assim, se Haddad viesse a vencer as eleições, não é verdade que, como dizem vários “esquerdistas”, estar-se-ia derrotando o golpe. Ou pior ainda, o que pregam outros, de que é necessário o voto útil em Ciro Gomes, para derrotar o fascismo encarnado em Bolsonaro.

Nem um e nem outro. Nada mais falso. Em primeiro lugar não é pela via eleitoral que se combate e se derrota um golpe de Estado. Isso é um delírio pequeno burguês eleitoralista que leva o reformismo às raias da loucura. Isso é “cretinismo parlamentar” elevado ao cubo!

Em sua época, tanto Karl Marx como Lênin utilizavam a expressão “cretinismo parlamentar” para caracterizar a política oportunista dos que consideravam a atividade parlamentar como a principal forma de luta pelo socialismo. Hoje, os novos cretinos oportunistas elegem a via parlamentar como o meio de luta prioritário para se conquistar a ... “democracia como valor universal”, a democracia burguesa, ou seja, a ditadura do capital! Não bastasse tamanho absurdo, ainda, agora, querem derrotar o golpe de Estado exercendo o direito do voto, em Haddad ou voto útil em Ciro Gomes.

Isso é a mais pura mentira para justificar a postura traidora do conjunto da esquerda brasileira, que na prática avaliza o golpe na medida em que participa das eleições, que são para dar uma aparência suave ao golpe, como se essas fossem eleições normais.

A estratégia do imperialismo é instalar um regime bonapartista avançando por fora das instituições eleitas

A bem da verdade, as eleições são meramente táticas para os golpistas. Estratégico é a atuação por fora das instituições parlamentares do regime democrático burguês normal. Hoje, o golpismo avança por meio das instituições mais reacionárias e que não foram eleitas pela população.

Todo o aparato judicial interfere na política e consegue dar a dinâmica na vida política do país. É o que chamamos de bonapartismo do Judiciário, que avança por meio de manobras jurídicas e policiais com a Lava Jato, TRF, STJ, TSE, STF, em combinação com PGR, MPF, MPE, PM, PF, ABIN, toda a grande imprensa e principalmente as Forças Armadas.

É sintomático que o novo presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Dias Toffoli, empossado em 13 de setembro, tenha aceitado indicação feita pelo general Villas Bôas, comandante do Exército, de um assessor militar. O gabinete da presidência do STF e o Conselho nacional da Justiça (CNJ) passará a ser assessorado pelo general Fernando Azevedo, integrante da alta cúpula militar, ex-chefe do Estado maior do Exército.  

Então, não é o resultado do processo eleitoral que vai determinar a derrota ou vitória do golpe. As eleições são importantes para o imperialismo ajustar a tática. Se Bolsonaro vencer, eles vão aplicar um plano de ajuste ultraneoliberal e vão levar o regime político à direita a partir da formação de um governo repleto de militares nos ministérios. Esse é o caminho para fechar o regime e derrotar o movimento de massas com a implantação de uma ditadura aberta.

Em uma improvável vitória de Haddad, o PT formará um governo de centro com o PSDB

Se Haddad vencer, não é o fim do mundo para a burguesia. Haddad tem bom trânsito na patronal desde seu mandato como prefeito de São Paulo e já está buscando diálogo com representantes dos grandes bancos.

Na verdade, toda a cúpula da direção do PT está tentando garantir um lugar ao sol para continuar parasitando as instituições do Estado burguês sem ser incomodada. Por isso não deu a batalha concreta na luta de classes contra a prisão e o indeferimento da candidatura de Lula. Ficou só num jogo de cartas marcadas de recursos e mais recursos ao Judiciário golpista.  

Haddad é um elemento da ala direita da direção do PT e formará um governo mais à direita do que o de Dilma Rousseff, composto não só pelo MDB, mas passando pelo Centrão e chegando até o PSDB. Fernando Henrique Cardoso disse que PSDB deveria apoiar Haddad contra Bolsonaro e Jaques Wagner falou em apoiar Alckmin contra Bolsonaro. Uma manobra do PT para conquistar o apoio dos tucanos uma vez que é quase impossível um 2º turno entre Bolsonaro e Alckmin. Tasso Jereissati, presidente interino do PSDB, senador pelo Ceará, fez um balanço público negativo da atuação do PSDB no último período e implicitamente também indica apoio à Haddad no segundo turno e a formação de um governo de centro com o PT.

O voto inútil em Ciro Gomes

Outra pérola do oportunismo é o “voto útil em Ciro Gomes”. Já falamos que não é por voto que se barrará o avanço da extrema direita. Mas aqui a alopração é muito maior quando vindo de setores de esquerda. Em primeiro lugar, Ciro não é de esquerda. Pior: não é do campo dos trabalhadores. Pertence à classe dos capitalistas, de família de coronéis oligárquicos do Nordeste.  

Quem milita no âmbito da classe operária e advoga voto útil em Ciro Gomes, transpondo a fronteira de classes, deve ser no mínimo considerado traidor, por ignorância ou má fé. E também um míope político, pois o mais provável é que Haddad ultrapasse Ciro até bem antes do dia 7 de outubro. Voto em Ciro não seria útil, mas inútil.

A única saída é a mobilização dos trabalhadores

A única saída para combater o golpismo é a luta da classe operária. Somente com milhões de trabalhadores tomando as ruas em protesto contra os planos de austeridade, contra a retirada de direitos democráticos da população, contra o golpe de Estado, é possível derrotar a direita golpista e o imperialismo norte-americano.

Essas eleições já estão fraudadas. A esquerda deve retirar as candidaturas em forma de protesto e denúncia ao golpe e chamar o voto nulo contra o teatro eleitoral golpista. E se voltar para a base dos trabalhadores e começar a preparar a mobilização desde já, para derrotar o golpe nas ruas e resistir à aplicação dos planos de espoliação do imperialismo.

Voto nulo contra o teatro eleitoral golpista!
Mobilizar os trabalhadores para derrotar o golpe!
Fora imperialismo do Brasil e da América Latina!

+ Política

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

Esta semana tivemos a oportunidade de observar como a burguesia manipula o processo eleitoral especificamente...

América Latina rumo ao precipício

América Latina rumo ao precipício

A crise capitalista mundial tem forte influência no Brasil e na América Latina. O centro...

Bolsonaro e os militares

Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL),...

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

  Entrou em vigor, no dia 20 de agosto, o pacote de medidas econômicas adotas...

Aos trabalhadores brasileiros

Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises...

Bolsonaro - mais que uma facada

Bolsonaro - mais que uma facada

O recente ataque a Bolsonaro durante caminhada em Juiz de Fora/MG, acabou representando todo um...

Como se posicionar nas eleições golpistas?  #00Confirma

Como se posicionar nas eleições golpistas? #00Confirma

O candidato tucano do PT, Fernando Haddad, pode até decolar, mas vai encontrar muitos ataques...

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

  A propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores está calcada em cima da perseguição política...

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

  Lula é líder absoluto nas pesquisas de intenção de voto para presidente da república....

Haddad X Bolsonaro no 2º turno?   #00confirma

Haddad X Bolsonaro no 2º turno? #00confirma

  Esta semana, as pesquisas de intenção de voto à Presidência da República deram a...

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

A esquerda ligada à política eleitoreira e de conciliação de classes tem impulsionado uma série...

#00confirma

#00confirma

A ditadura do judiciário fica cada vez mais clara em todos os sentidos, apesar deste...

O imperialismo e os donos da padaria

O imperialismo e os donos da padaria

Para quem diz que Alckmin é o candidato natural do imperialismo tem de ver que...

O circo eleitoral

O circo eleitoral

O ponto que devemos destacar nessa semana é a continuidade do circo eleitoral. O debate...

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

  O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva...

A China no mercado mundial

A China no mercado mundial

A China é um elemento muito importante de estabilidade do capitalismo mundial. Para estabilizar a...

Crise na Turquia

Crise na Turquia

O caso da Turquia é muito interessante porque revela que a crise se desenvolve meio...

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

PT. Nem demônio como fala a direita, nem anjo como defende a esquerda

Os erros da política do PT são mantidos ocultos aos olhos da maioria dos trabalhadores....

Debate ridículo entre os presidenciáveis

Debate ridículo entre os presidenciáveis

O fato mais relevante dessa semana foi o debate dos candidatos à Presidência da República...

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

O PT enrolado em miríades de recursos judiciais

Após a deposição do PT do governo em 2016, orquestrada pelos Estados Unidos e aplicada...

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

O Alckminduto do PSDB e do Centrão

Geraldo Alckmin, ou Chuchu como já foi chamado, com seu nariz de Pinóquio, que nos...

A crise capitalista pelo mundo

A crise capitalista pelo mundo

Dia a após dia, a crise da economia capitalista mundial aprofunda e se manifesta nos...

O desemprego, o golpe e as eleições

O desemprego, o golpe e as eleições

A situação do Brasil é gravíssima devido o alto grau de desemprego. O desemprego não...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa....

Programa de governo do PT favorece o golpe

Programa de governo do PT favorece o golpe

Nos últimos dias, vimos no site do PT que a cúpula desse partido divulgou um...

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

Estratégia extraparlamentar do imperialismo

O avanço do imperialismo é totalmente extraparlamentar, para impor um governo duro, devido à crise...

O PT como um partido da ordem

O PT como um partido da ordem

O PT tem uma estratégia totalmente atrelada ao regime político e não ultrapassa em absolutamente...

A crise das eleições de 2018

A crise das eleições de 2018

A crise política no Brasil abarca o conjunto do regime político. Não é à toa...

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

Desvendando "as loucuras" de Donald Trump

O governo de Donald Trump se encontra cada vez mais numa aparente loucura total. Recentemente...

O imperialismo está pedindo água

O imperialismo está pedindo água

A decadência do sistema capitalista imperialista é monumental. A taxa de lucros dos monopólios, segundo...

Devorados pelo Judiciário

Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

Nacional

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

19 Outubro 2018
Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu, e Bolsonaro (PSL), uma aposta do imperialismo norte-americano, ambos foram para o segundo turno da...

Haddad faz gol contra

18 Outubro 2018
Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno. É corrente que o segundo turno é considerado outra eleição, mas enquanto Bolsonaro manteve o...

Haddad, semeando derrotas

16 Outubro 2018
Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo à vitória de Bolsonaro. É possível ver nas entrevistas que tanto Bolsonaro como Fernando Haddad...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

05 Outubro 2018
Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de Bolsonaro, que culminou com o movimento #EleNão no sábado, dia 29 de setembro, com atos...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

01 Outubro 2018
Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia” brasileira quando derrubou a presidenta Dilma Rousseff, e que mesmo antes disso buscava um gerente...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...