Domingo, 09 Dezembro 2018

 trump edu


Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo, sempre aplicou a mesma política da suposta luta pela moralidade, contra a corrupção, quando a crise do regime impunha a destruição do regime parlamentarista e precisava entrar com um regime mais duro. Marx analisou isso com muita competência no artigo O 18 Brumário de Luis Bonaparte de 1852. Essa foi a política por meio da qual Luis Bonaparte deu um golpe de Estado para conter a crise que tinha se aberto com a revolução de junho de 1848, na França. Essa revolução era produto da primeira crise mundial que aconteceu em 1847.

Com a chegada do imperialismo, fundamentalmente a partir de 1870, essa suposta luta contra a corrupção sempre foi a bandeira de todos os sabores do golpismo. Como exemplo, a principal bandeira de Hitler e do próprio Mussolini sempre foi a luta contra a corrupção. Os golpes militares impulsionados pelo imperialismo americano na América Latina após a 2ª Guerra Mundial usaram essa mesma bandeira, a luta contra a corrupção. O golpe de 64 no Brasil usou como bandeira a luta contra o comunismo, pela defesa da tradição, da família e da propriedade,  e se coroava como incorruptíveis. Os golpes no Chile com Pinochet e na Argentina com Videla usaram a mesma coisa. Recentemente o golpe na Ucrânia em 2014, a luta contra a corrupção. Na Tailândia a mesma coisa. No Egito em 2013, a mesma coisa. No Brasil agora, luta contra a corrupção.

Para avaliarmos em termos mais objetivos, mais científicos precisamos ver o caráter de classe da luta contra a corrupção, levando em conta as palavras de Karl Marx em O Capital (livro III, 2º tomo) quando diz que "se a aparência e a essência das coisas coincidissem, a ciência seria desnecessária". Precisamos então de uma análise um pouco mais científica, objetiva, depurada para entender a luta contra a corrupção.


keynes
John Maynard Keynes

O fato foi que a grande crise mundial de 1974 abriu uma crise profunda no sistema capitalista mundial. O desemprego e a inflação subiram às alturas na década de 1980. A crise foi contida fundamentalmente com as novas políticas chamadas neoliberais que substituíram a anterior, o keneysianismo, que consistia em grandes investimentos estatais principalmente no setor de guerra. As políticas neoliberais consistiam em enormes privatizações, hiper escandalosas, a troco de nada, das empresas públicas e nos ataques contra os direitos dos trabalhadores.

Foi uma política que se baseou na entrada de centenas de milhões de trabalhadores da China e de outros países da Ásia e, posteriormente, do bloco soviético que colapsou, no mercado de trabalho. Os trabalhadores chineses na década de 1980, quando eram empregados das multinacionais do imperialismo nas chamadas zonas especiais de desenvolvimento econômico, ganhavam alguma coisa assim como US$ 30 por mês. Essa política entrou em decadência na década de 90 com grandes explosões parciais, como por exemplo, a crise do México de 1992, a crise da Turquia em 1993, a da Rússia em 1996, a da Argentina e de vários países da América Latina em 1991, a dos chamados "tigres asiáticos" que foram caindo um atrás do outro, como um castelo de cartas, em 1997/98, a crise novamente da Argentina em 1997.

Essa situação de decadência da política neoliberal acabou implodindo completamente com a derrota do imperialismo norte americano nas guerras do Iraque e do Afeganistão e com o colapso capitalista de 2008. A crise foi contida com enormes gastos estatais até 2012. Segundo um estudo do Departamento do Congresso norte americano entre 2007 e 2010 foram gastos oficialmente 16 trilhões de dólares para conter o colapso das grandes empresas, principalmente do grosso parasitário do capital monopolista. Mesmo assim o colapso não foi contido e os gastos continuaram de maneira absurda, o endividamento se generalizou e a crise mundial começou a se agudizar muito a partir de 2014 e, principalmente, a partir de 2015.


guerrairaque
Guerra no Iraque (2003-2011)


A partir de 2013, mais ou menos, volta a chamada luta contra a corrupção que no Brasil começa a se manifestar com um pouco mais de força a partir de 2014, com a campanha "não vai ter copa", etc. A primeira tentativa de colocar isso em pé foi nas jornadas de junho de 2013 em que colocaram a questão da luta contra a corrupção. Em 2015 isso veio com tudo.

Temos um capítulo anterior a esse que foi em 2006 com a luta contra o mensalão do PT e de outros aliados. Separando a superficialidade dos fatos a análise de 2006 vai demonstrar que nesse ano o objetivo era tirar o PT do poder. O PMDB ganhou um pouco mais de espaço no governo depois que Lula tentou apagar o incêndio que Fernando Henrique tinha deixado com a aplicação das políticas neoliberais.

O problema é que em 2013, 2014 a crise continuou aumentando e se manifesta numa crise mundial do regime político como um todo. A crise do bipartidarismo entra em colapso em todo lugar. Na Europa começa em países menores como Portugal e Irlanda e depois atinge Espanha e Itália. Nos Estados Unidos a situação também começa a se engargalar e o imperialismo começa a tirar da cartola velhas políticas já hiper conhecidas.

A luta contra a corrupção vem muito fundamentada num problema muito concreto que é o uso da NSA (National Security Agency) dos Estados Unidos, que de acordo com Edward Snowden, o ex agente da CIA e da NSA, tudo, absolutamente tudo, as telecomunicações, todos os aplicativos dos computadores, etc., está monitorado por essa agência. 


nsa

 

Em primeiro lugar, numa situação dessas falar em democracia seria um escândalo. O grande ponto aqui é que o imperialismo começou a se valer dessas informações para poder criar uma série de mecanismos em cima de uma suposta luta contra a corrupção, para passar a controlar mais de perto certos setores da economia que para ele eram muito importantes em um momento que estava perdendo em todo lugar. Foi derrotado no Afeganistão e no Iraque. Aumentaram as contradições com a Rússia e a China que puseram de lado a aproximação com esses dois países. Houve problemas nas relações com o Paquistão e com a Turquia. Mesmo certas questões que estavam sendo toleradas na América Latina já não tinham mais lugar nesse momento.

A partir daí a NSA começa, basicamente, a focar dois setores fundamentais, principalmente na América Latina. O setor de petróleo e o setor de futebol. Por que focar nesses dois setores? O petróleo é um componente fundamental da economia mundial porque tem um uso irracional que o combustível líquido para mover veículos ao invés de ser usado apenas para produção de plástico, polipropileno, resinas, vaselinas e outros produtos.

O uso do carro individual é uma coisa bárbara. Daqui a algumas décadas ou século essa será vista como uma época das cavernas. Existem muitas maneiras de movimentar carros, conforme pode ser visto nos laboratórios da Toyota, por exemplo, nas demonstrações que eles fazem no Japão, ou da Volkswagen e da BMW na Alemanha, verifica-se que tem tecnologia de sobra para desenvolver vários outros métodos para movimentar veículos. Da mesma maneira essas novas impressoras 3D que imprimem um carro em algumas horas. Isso não avança por conta das limitações do imperialismo norte americano que direciona tudo para o lucro e que, principalmente, tenta se apropriar de outros setores da economia.

 

transito

 

Toda essa campanha contra a corrupção no Brasil visa, em primeiro lugar, se apropriar integralmente do controle do país através da Petrobras e das empresas que giram em torno dela, de dominar o petróleo e as fontes de água, do nióbio e outros minerais. Quando as empresas nacionais estavam começando a adquirir uma certa autonomia, a atuar em outros países  como o Caribe na América Central e na África era necessário cortar suas “asinhas”.

O que tem a ver futebol com petróleo? Nos últimos anos, por conta do desenvolvimento da internet, a audiência das principais redes de televisão despencou. O futebol ainda continua como um esporte de massas com alto índice de audiência. Num país importante como a Inglaterra um programa de TV normal dificilmente chega a 5 pontos de audiência, já o futebol consegue 15. No Brasil os números tendem cada vez mais para isso. Portanto, o futebol é um mecanismo que se for bem controlado permitiria avançar mais para comercialização da publicidade tanto pela TV aberta como pela TV por assinatura. Em cima disso há toda uma guerra interna e o imperialismo busca controlar diretamente as redes de televisão que há décadas estão controladas por famílias locais como a rede Globo no Brasil e a TELEVISA no México.

A origem da Lava Jato no Brasil precisa ser contextualizada nessa situação de crise no imperialismo. Porque o grande problema é que a direita avança, o imperialismo avança para controlar os lucros e endurecendo o regime político como um todo, controlando mais os organismos sociais e avançando na direção da imposição de enormes ataques contra as massas. Para isso é preciso um maior controle da população, a militarização da sociedade porque, em última instância, não podemos esquecer que estamos na época do imperialismo que Lenin tinha previsto, uma época de guerras, contrarrevoluções que caminham de mãos dadas com as revoluções.

A esquerda integrada ao regime não analisa nada disso, só o aspecto moral onde tudo seria uma política do bem e do mal e sempre acreditando na justiça burguesa. Aqui temos um problema um pouco maior, não se trata de ser bom ou mal, mas se trata de defender com unhas e dentes, como personificação do capital, a sociedade capitalista, simplesmente isso.

A Lava Jato tem como origem dados que vieram da NSA, a agência de segurança norte americana, através de uma palestra do funcionário do Departamento de Justiça norte americano chamado Kenneth Blanco, num evento de um grupo lobista chamado Atlantic Council, ou Conselho Atlântico. Ele deixa hiper claro qual é a política do Departamento de Justiça em cima desses dados da NSA. Algumas questões precisaríamos repassar: o Department of Homeland Security, DHS, ou Departamento de Segurança Interna dos EUA, que seria uma espécie de Departamento do Interior com superpoderes nos Estados Unidos, trabalhou justamente com o juiz Sergio Moro e os procuradores no caso do BANESTADO, entre 2006 e 2008, tendo identificado remessas do senador José Serra para o exterior. Serra, já percebendo isso, tomou algumas providências, mas em nenhum momento sequer ele foi incomodado. Inclusive, a primeira prisão de um figurão do PSDB, Eduardo Azeredo, senador por Minas Gerais,aconteceu agora, 22 de maio de 2018, mas depois que o mensalão tucano já estava a mais décadas, desde os anos 90.

A política do imperialismo era ir avançando cada vez mais no sentido do centro do regime para a direita. Primeiro ataca o PT e o centrão e  depois começa a atacar o PSDB, porque a ideia é atacar como um todo o regime político para impor um regime muito mais duro contra a população.

Essas informações com as quais o juiz Sergio Moro trabalhou no DHS em nenhum momento foram usadas contra o PSDB apesar de serem super claras. Da mesma maneira que informações quando  a Lava Jato chegou sobre a rede Globo no Rio de Janeiro, no escritório Mossack&Fonseca, um caso ligado aos Panamá Papers, a corrupção vai em cima disso aí, por exemplo, ou no caso de Verônica Serra, filha de José Serra, isso nunca foi levado pela justiça brasileira.

djnam

Além disso o Departamento de Justiça norte americano alimentou o juiz Sergio Moro e os procuradores com muitas informações para impulsionar a operação Lava Jato, conforme está no livro de Kenneth Blanco. O anterior procurador-geral da Justiça Rodrigo Janot também participou dessa operação quando se encontrava em Washington chefiando, inclusive, uma delegação da operação Lava Jato. Esse chegou a se encontrar com a advogada Leslie Caldwell, procuradora adjunta da divisão criminal do Departamento de Justiça norte americano que, até dois anos antes dessa reunião que aconteceu em 2016, ela era sócia do escritório Morgan Lewis de Nova York, o maior escritório que atuava junto ao setor eletronuclear. Por coincidência, um mês depois dessa conversa, estoura o escândalo da Eletronuclear no Brasil, de acordo com os documentos entregues por essa advogada.

Assim contêm muitos outros dados. Por exemplo, quem conhece como funciona a informática, o sistema de informações para o envio de e-mails e como isso está instalado na Odebrecht e na Petrobras sabe de cor e salteado que as informações que foram obtidas dessas empresas somente poderiam ter uma origem que é a NSA. Essas foram as informações com as quais trabalhou a operação Lava Jato.

Portanto, a operação contra a corrupção no presente período representa o principal instrumento de um mecanismo de agressão imperialista chamado "revoluções coloridas", que é a famosa guerra assíncrona que o imperialismo norte americano, principalmente, tem aplicado nas últimas décadas. Isso foi teorizado e até colocado em prática na política em geral pelo ex secretário de Estado Henry Kissinger e pelo conselheiro de Segurança Nacional da época Zbigniew Brzezinski, dois direitistas que colocaram em pé essas revoluções onde o imperialismo atuou, principalmente no desmantelamento do antigo bloco soviético.

Essas políticas estão sendo utilizadas novamente. Para avaliar a corrupção, um analista sério, revolucionário, precisa analisar o contexto, a interligação, as crises internas, o caráter de classe, o interesse de classe material, principalmente o dinheiro, capitalismo é dinheiro, de onde que vem e para onde vai.

+ Política

A classe operária entrará em movimento?

A classe operária entrará em movimento?

A situação de levante popular na França indica uma mudança na situação da luta de...

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

A crise do lulismo e a luta dos trabalhadores

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, liberou esta semana o julgamento de...

O fim do Lulismo

O fim do Lulismo

  A condenação de Lula de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção...

Liberdade para Lula!  Fora Bolsonaro e o golpe militar!

Liberdade para Lula! Fora Bolsonaro e o golpe militar!

O depoimento de Lula no dia 14 de novembro, sobre o processo do sítio de...

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

Militares brasileiros, nacionalistas ou golpistas?

A vitória de Jair Bolsonaro no Brasil faz parte da guerra “silenciosa” (híbrida, assíncrona, ou...

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

Dia de luta contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro/Paulo Guedes

  A chapa Bolsonaro/Paulo Guedes venceu as eleições presidenciais de 2018 porque o PT, apoiado...

Agora como farsa?

Agora como farsa?

Por Paulo Uribe A partir de golpe de Estado, em 31 de março de 1964,...

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Golpe militar em andamento. O que fazer?

Os ataques contra os trabalhadores vêm de maneira acelerada com o governo Bolsonaro. Praticamente todos...

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

“Lei do Abate”, autonomia da polícia

Quais as consequências para os trabalhadores e a população pobre e negra dos subúrbios? Por...

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

As centrais sindicais devem chamar uma Plenária Nacional de Mobilização

O governo Bolsonaro já está, de fato, no comando do país. Nenhuma medida do governo...

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

A “esquerda” legalizou o golpe “bolsonarista”

  Desde o impeachment de Dilma, que foi um golpe parlamentar, a direita apertou o...

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

Como lutar contra o governo Bolsonaro?

As eleições de outubro de 2018 representaram uma das maiores fraudes dos últimos tempos. A...

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

Contra o golpe militar em andamento! Nenhum acordo com Bolsonaro!

No segundo turno das eleições presidenciais no Brasil, venceu a fraude eleitoral do imperialismo norte-americano,...

Against the military coup in progress

Against the military coup in progress

BRAZIL No agreements with Bolsonaro   In the second round of presidential elections in Brazil,...

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

28 de outubro - Eleições de carta marcada - 00confirma

Nos últimos dias antes das eleições, ficou claro que além de ser um circo eleitoral,...

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Bolsonaro, o Trump brasileiro

Encontro de Eduardo Bolsonaro com Steve Bannon Foto: Reprodução A vitória de Donald Trump em...

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Muito mais que eleições, os trabalhadores precisam se organizar para lutar

Por Antônio Fernando Analisando a conjuntura atual, vemos que a crise do sistema, que só...

O PT como oposição golpista consentida

O PT como oposição golpista consentida

É importante fazer a discussão do processo eleitoral compreendendo o contexto do golpe de Estado...

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Bolsonaro não é fascista! Pode ser uma ameaça ainda maior!

Por Sergio Lessa Há uma enorme confusão na avaliação do cenário político nacional, nestes dias...

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

Por que a vitória de Bolsonaro é praticamente certa?

O grande ponto que deve ser avaliado, em se tratando das eleições no Brasil, é...

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

A saga de um traidor. Doria e sua política (neo) liberal

Por Florisvaldo Lopes     No debate realizado pela TV Bandeirantes, o candidato do PSDB...

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Segundo turno. Duas caras da mesma moeda

Por Florisvaldo Lopes Após uma grande polarização entre Haddad (PT), uma aposta do imperialismo europeu,...

Haddad faz gol contra

Haddad faz gol contra

A campanha do PT no segundo turno está bem diferente da campanha do primeiro turno....

Haddad é Lula?

Haddad é Lula?

Recentemente apareceu nas notícias que Fernando Haddad teria visitado o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal...

Haddad, semeando derrotas

Haddad, semeando derrotas

A recente campanha de Fernando Haddad tem se mostrado um desastre completo que está conduzindo...

Haddad joga para perder

Haddad joga para perder

A campanha de Fernando Haddad, como candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno...

Haddad joga para perder no 2º turno?

Haddad joga para perder no 2º turno?

    As eleições de 2018 acontecem como parte do processo golpista e servem para...

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

A delação de Palocci pode derrubar Haddad?

Recentemente foram liberadas pelo juiz Sergio Moro as delações do ex-ministro Antonio Palocci, há 6...

O STF e o Golpe

O STF e o Golpe

O golpe de Estado no Brasil progride com contradições, mas progride. Já temos falado várias...

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Voto nulo nas eleições golpistas #00confirma

Na semana passada foi realizada na grande mídia uma campanha de desconstrução da candidatura de...

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Mudança imperialista aos 45 minutos do 1.º tempo do jogo político no Brasil.

Por Florisvaldo Lopes O imperialismo, principalmente o norte-americano, que deu o golpe na dita “democracia”...

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

Haddad “adotado” pelos Rothschild?

É corrente nos meios de comunicação de massas a afirmação de que as eleições deste...

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

Rachaduras na candidatura Bolsonaro

O evento mais importante da semana foi a matéria de capa da revista The Economist,...

O roteiro golpista no Brasil

O roteiro golpista no Brasil

O golpe de Estado deve ser visto como um processo que começa em 2005 na...

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

A candidatura Haddad e as eleições golpistas

Esta semana tivemos a oportunidade de observar como a burguesia manipula o processo eleitoral especificamente...

América Latina rumo ao precipício

América Latina rumo ao precipício

A crise capitalista mundial tem forte influência no Brasil e na América Latina. O centro...

Bolsonaro e os militares

Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL),...

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

Venezuela – qual o significado das novas medidas econômicas?

  Entrou em vigor, no dia 20 de agosto, o pacote de medidas econômicas adotas...

Aos trabalhadores brasileiros

Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises...

Bolsonaro - mais que uma facada

Bolsonaro - mais que uma facada

O recente ataque a Bolsonaro durante caminhada em Juiz de Fora/MG, acabou representando todo um...

Como se posicionar nas eleições golpistas?  #00Confirma

Como se posicionar nas eleições golpistas? #00Confirma

O candidato tucano do PT, Fernando Haddad, pode até decolar, mas vai encontrar muitos ataques...

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

É ilusão pensar que é possível repetir o governo Lula

  A propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores está calcada em cima da perseguição política...

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

Lula com 40% e o imperialismo ainda não definiu seu candidato

  Lula é líder absoluto nas pesquisas de intenção de voto para presidente da república....

Haddad X Bolsonaro no 2º turno?   #00confirma

Haddad X Bolsonaro no 2º turno? #00confirma

  Esta semana, as pesquisas de intenção de voto à Presidência da República deram a...

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

O que revelam as pesquisas eleitorais - #00confirma

A esquerda ligada à política eleitoreira e de conciliação de classes tem impulsionado uma série...

#00confirma

#00confirma

A ditadura do judiciário fica cada vez mais clara em todos os sentidos, apesar deste...

O imperialismo e os donos da padaria

O imperialismo e os donos da padaria

Para quem diz que Alckmin é o candidato natural do imperialismo tem de ver que...

O circo eleitoral

O circo eleitoral

O ponto que devemos destacar nessa semana é a continuidade do circo eleitoral. O debate...

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

A candidatura de Lula e o bonapartismo do Judiciário

  O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva...

Gazeta Revolucionária [pdf]

 gr18 capa

Números Anteriores


AcordaTI 01capa  


 Acorda Vargem Grande 0 capa


Acorda Educador 0 capa