Quarta, 18 Julho 2018

Por Florisvaldo Lopes


fchcollor


Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos dos velhos e novos políticos. Porém no pós-ditadura, três projetos políticos deixaram claro as mentiras nas promessas antes das eleições. Os três representantes dessas políticas de enganação apareceram como os salvadores da pátria. Vamos aos fatos.

1° grande engano do povo brasileiro

1989, Fernando Collor de Mello

Com a promessa de acabar com a inflação no país e tendo o apoio do principal grupo de manipulação do povo brasileiro não “político”, o grupo Globo, Collor foi eleito vencendo Luiz Inácio Lula da Silva. Collor prometia em sua campanha combater a corrupção e governar para os descamisados. Após eleito, já no início do governo, vimos que as promessas como sempre eram só promessas. O primeiro pacote econômico desse governo, chamado de Plano Collor, elaborado pela ministra da Fazenda Zélia Cardoso de Mello, propôs:

  •  Congelamento de preços e aumento das taxas de juros;
  • Cortes de despesas públicas, elevação de impostos e demissão de funcionários públicos;
  • Privatizações de empresas estatais, como, por exemplo, a Usiminas -  Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais;
  • Facilitou a entrada de mercadorias estrangeiras, com a redução de impostos sobre mercadorias importadas;
  • Dentre outras medidas polêmicas que afetaram, sobretudo, a classe média, bloqueou a retirada de depósitos bancários superiores ao valor de 50 mil cruzados novos.

O plano econômico gerou forte recessão no país, apesar de conter a inflação. A diminuição das taxas sobre importação induziu à redução dos preços das mercadorias nacionais, acarretando a retração do comércio, o fechamento de indústrias e o aumento substancial do número de desempregados. Após o fracasso do primeiro plano, ele lança o Plano Collor II, que também fracassa.

Com os fracassos dos Planos Collor  I e II e com o confisco das poupanças a burguesia foi para cima do governo e ironicamente Collor, que falava durante a campanha em  combater a corrupção, foi acusado de desvio de dinheiro público por seu irmão Pedro Collor, no caso que ficou conhecido como Esquema PC Farias. Em 29 de dezembro de 1992, Collor foi definitivamente impedido de exercer o mandato.  Foi sucedido pelo vice Itamar Franco, que foi empossado em janeiro de 1993.   

2° grande engano

1994, governo de Fernando Henrique Cardoso - FHC

Após ser ministro da Fazenda do governo Itamar Franco e de ter criado o  Plano Real, FHC vence as eleições derrotando  Lula. Seu governo, com o slogan de controlar a economia e criar mais empregos, promoveu o maior desmonte feito até então no Estado brasileiro. Começou privatizando a Telebrás e depois a Vale do Rio Doce. Em vez de criar postos de trabalho como prometido aconteceu o contrário porque os novos donos das empresas privatizadas demitiram muitos funcionários antigos e contrataram no seu lugar funcionários terceirizados e com menor salário.

Ao contrário do que se pensa, o autor do Plano Real não foi o governo de FHC, na verdade esse foi imposto pelo imperialismo norte-americano que exigiu a privatização das estatais brasileiras. Com as vendas das empresas e com o povo percebendo o prejuízo futuro para o país, no segundo governo FHC o povo inicia uma luta contra esse desmonte. No campo, o MST travava uma forte luta pela Reforma Agrária, fizeram várias ocupações de terras, coisa que não mais aconteceria no governo seguinte ao de FHC.

Com todo o desmonte do Estado pela política neoliberal de FHC e com o desenvolvimento das políticas neoliberais no mundo o capital teve suas taxas de lucros elevadas ao máximo e esse fator foi o que permitiu  ao governo futuro  dar algumas esmolas à classe operária.

3° grande engano

2002,  a política de conciliação de classes petista.

Aqui, talvez, o maior engano da classe exploradora brasileira da História, com a estabilização da economia e os lucros capitalistas na altura o governo Lula conseguiu criar alguns planos que ajudariam os explorados, porém o que realmente estaria por trás dessa “ajuda”? Claro que para quem nunca teve nada qualquer migalha é bem vinda.

Por trás da “demagógica distribuição de renda” estava uma política assistencialista e traidora, a qual só prejudicava a classe explorada enquanto a classe exploradora continuava acumulando capital e explorando mais ainda os trabalhadores.

Toda  a política do PT, de elevar o nível de vida da população mais desprovida, tinha por objetivo o acúmulo de riqueza da burguesia nacional e garantir o voto dos explorados nas eleições futuras. Além disso, o PT acumularia fundo de capital através das negociatas excusas com a burguesia empresarial nacional que repassava ao PT partes de seus ganhos nas prestações de serviços às empresas estatais tipo Petrobrás e outras.

A política petista  nada difere da política da elite e do próprio FHC, as privatizações iniciadas no governo FHC continuaram,  apenas trocaram de nome, passaram a ser chamadas de PPP (Parceria Público Privado). Mesmo o petismo se gabando de ter criado vários posto de trabalho, esses foram criados em cima da terceirização, ou seja, serviços de salários baixos e precarizados, além de dar subsídio às empresas para que essas pudessem vender seus produtos em várias parcelas à classe explorada a qual teve sua mente aburguesada, pois estava conseguindo ter alguns bens de consumo que nunca tinha pensado antes.

Isso gerou na mente dos explorados um falso slogan muito usado pelo capitalismo, que é “se esforce que você consegue”.  Nunca vimos tanto esforço da classe operária como nesses tempos, professores e várias outras categorias trabalham em dois, três turnos para ter uma melhoria de rendimento e poder ter alguns bens de consumo. Nada temos contra esse esforço individual e que o sujeito possa usufruir de qualquer bem de consumo, pelo contrário,  queremos que todos tenham o que queiram, afinal nós trabalhadores que produzimos temos o direito de usufruir de tudo que produzimos.

Quando falamos que a classe operária nunca se esforçou tanto é apenas para esclarecer que o petismo mais uma vez trabalha junto à ideologia burguesa de transformar o trabalhador em simples escravo em busca de dinheiro, sem ao menos pensar no mal causado à sua vida devido o esforço de trabalhar em dois, três turnos.

Ao mesmo tempo em que esse trabalhador se esforça fica longe da luta real por melhoria de vida sem exploração e essa foi uma forma do PT retirar da luta real o trabalhador. Pois as lideranças operárias foram cooptadas pelo PT por meio de cargos e altos salários dentro das estatais. Os movimentos sociais como MST, MTST e outros foram apaziguados da mesma forma com o repasse de dinheiro do Estado às suas lideranças mantendo assim esses movimentos distantes da luta encarniçada, como a luta mantida antes no governo FHC.

O Bolsa Família que ajuda muitas famílias é claro, porém garante dentro da legalidade o lucro do capitalista que controla a produção dos bens essenciais à subsistência de quem recebe esse benefício, ou seja, isso nada mais é do que repassar o dinheiro do Estado para a mão do capitalista.

O Minha Casa Minha Vida, apesar de ser um projeto social, é apenas um engodo dentro da necessidade real do país, nunca antes tivemos tanta gente vivendo na rua e em casas de parentes com agora!  

O “Bolsa Escola” ENEM, PROUNI etc, funcionam? Bom, aí é preciso que se faça uma boa pesquisa para que se comprove que esses estudantes melhoraram na sua vida material além da vida estudantil. Uma coisa é certa, os setores privados da educação ganharam e ainda ganham muito dinheiro com esse projeto, afinal de contas não foram as universidades públicas que foram abertas para os estudantes bolsistas. Essas universidades que deveriam ser para todos continuam servindo de graça à burguesia enquanto os explorados que não conseguiram bolsa pagam o seu estudo no setor privado.             

Diferente  da era Collor de Mello, o qual foi deposto do governo por corrupção e em primeiro lugar por ter confiscado as economias principalmente da pequena burguesia, o petismo foi deposto do  governo também por corrupção, porém diferente conforme diz Lula pois “os bancos nunca ganharam tanto dinheiro como no governo petista”.

O  fato é que como a burguesia estava acostumada com elevadas taxas de lucro, com a crise econômica de 2008 e a falta de política petista para controlar a crise,  a burguesia nacional impulsionada pelos capitalistas norte-americanos articulou a derrubada do governo petista, tirando-o da frente para poder atacar com muito mais força os direitos trabalhistas e os projetos sociais, coisa que com o PT no governo era impossível fazer.

O PT não poderia atacar esses direitos, conforme queria o imperialismo, sem sua implosão. Daí vem a maior traição de classe da política petista que foi não fazer nada para evitar o impeachment de Dilma. E por que o PT nada fez para evitar isso? Porque no seu delírio pequeno burguês, deixar que os golpistas atacassem os direitos conquistados pelos explorados faria com que esses continuassem apoiando a política petista, e assim eles retornariam ao poder como os salvadores da pátria. Mais uma vez, como o típico burocrata, o PT ou achou que não errou, ou achou que a elite a quem tanto ele deu dinheiro não iria expor seus erros.

Para o futuro, os explorados devem perceber que vêm sendo enganados desde sempre por todos. Fica a cada dia mais claro que é impossível mudar alguma coisa em favor dos desprovidos pelo voto em eleições controladas pela  elite burguesa capitalista. Lamentavelmente os explorados não têm seu partido revolucionário, pois só o Partido Operário Revolucionário, verdadeiramente das massas exploradas, poderia fazer frente a esses golpistas e a essa esquerda integrada ao regime capitalista.

A criação do partido revolucionário está na ordem do dia. Ou criamos esse partido para fazer frente aos capitalistas, ou viveremos sempre sendo explorados por esses.

Acorda trabalhador, não nos deixemos mais ser enganados!
Pelo fim da exploração do homem pelo homem!
Pelo fim do capitalismo!
Pelo Partido Operário Revolucionário!

+ Política

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Nacional

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Luta operária e sindical no Brasil

06 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início da organização sindical no Brasil que ocorre ainda em meados do século XIX com o...

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...