Quarta, 20 Junho 2018

lulapre

 

Quatro pontos devem ser considerados na hora de avaliar essas duas questões. Em primeiro lugar a prisão de Lula. Em segundo lugar o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco. Em terceiro lugar, a questão das guerras híbridas; e, por último, o movimento de massas.

A prisão de Lula aparece como favas contadas. Pelo menos, uma situação extrema que a direita e o imperialismo poderiam tolerar é que ele seja impedido de concorrer em alguma situação intermediária, por exemplo ficando em uma prisão domiciliar etc.

No STF (Supremo Tribunal Federal) Carmem Lúcia se recusou a colocar, inclusive na agenda de abril, a consideração em relação ao habeas corpus impetrado pela defesa de Lula. Mesmo assim, está indo a julgamento. O TRF-4 (Tribunal Regional Federal) deverá julgar os recursos de Lula nos próximos dias. Há também a questão relacionada com o próprio STF sobre a condenação do réu em segunda instância, que está em debate.

O que está colocado no cenário político atual é a imposição do imperialismo, dentro da evolução do golpismo, para impedir a participação de Lula nas eleições.

A candidatura Lula e a esquerda oportunista

O imperialismo não quer Lula como candidato por conta da escalada da crise. Lula representa uma política que não se contrapõe frontalmente ao imperialismo, apesar de algumas divergências, mas que se tornou muito cara por conta do dinheiro gasto para a compra de sindicalistas, para a compra de militantes de movimentos sociais, etc.

A política do PT e a do PSOL tenta levar a solução, o enfrentamento do problema, para os conchavos com a direita e, principalmente, para ações do tipo jurídico. Não está colocada, principalmente para o PT que controla as organizações de massa, a mobilização da população para enfrentar o golpe. Deve ser analisado porquê a política do PT tomou um caráter tão ultra defensivo e tão direcionado às eleições. Essa sempre foi a política do PT, mas agora aparece de uma maneira mais escancarada devido à pressão da direita, por um lado, e devido também, pelo outro, à pressão do movimento de massas.

A cúpula do PT tem medo de ser ultrapassada se ela impulsionar um movimento de massas a partir das organizações que ela controla, pois poderia dar lugar ao surgimento de oposições sindicais e ativistas nas principais organizações como, por exemplo, nos Correios, nos petroleiros, nos metalúrgicos, etc. Poderia dar lugar ao aparecimento de setores classistas, inclusive revolucionários, em condições de ultrapassar a candidatura Lula e a própria burocracia sindical. Neste contexto, apareceu como fato novo a candidatura Boulos, o líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), que é uma candidatura que conta com a bênção do próprio Lula e que mantém a política de “frente popular”, de conciliação de classes.

O verdadeiro motivo do assassinato de Marielle

ditadu


Recentemente, com o assassinato covarde da vereadora Marielle Franco, por elementos ligados às forças repressivas, surgem questões importantes a considerar. Marielle era de um setor bastante moderado do PSOL, inclusive ligado ao deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, que, nas últimas eleições, contou com o apoio da Rede Globo contra Marcelo Crivella, que era o candidato da Rede Record.

Mas por que Marielle foi assassinada sendo que ela participava de um dos setores do PSOL mais integrados ao regime político? Basicamente porque ela começou a denunciar com bastante veemência, inclusive, a corrupção e a truculência dos assassinatos realizados pela Polícia Militar. Conforme foi veiculado já a partir de 2011, em cima de revelações feitas por ex agentes da Polícia Civil e que foram divulgadas primeiramente pela Agência Pública, e depois publicadas na revista Caros Amigos, todos os batalhões da Polícia Militar têm um esquadrão da morte. Quando Marielle começou a denunciar a truculência do 14º Batalhão da Polícia do Rio de Janeiro, que atuava principalmente no Complexo da Maré, de onde ela é originária, a denúncia repercutiu de maneira bastante contundente.

Lamentavelmente, Marielle continuou confiando, em grande medida, na justiça, no Poder Judiciário brasileiro. Depois de seu assassinato nós tivemos toda uma reação desse órgão. Houve as declarações da Desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro Marília Castro Neves, que chegou a acusar Marielle de envolvimento com bandidos. A Rede Globo passou a encabeçar a campanha, que vai da extrema direita até essa esquerda integrada ao regime, o PT e o PSOL, de que o problema deveria ser resolvido com a intervenção do próprio Judiciário e do Exército.

O estado burguês tem dono

O núcleo do problema político, e que gera uma confusão brutal, se relaciona com o caráter do Estado capitalista, do Estado burguês, e sobre o desenvolvimento do golpe. O Estado burguês tem dono que é, obviamente, a própria burguesia. A esquerda integrada ao regime não enxerga o caráter de classe do Estado burguês. Acha que seria um Estado supra classista. Ela também não enxerga o desenvolvimento do golpe de Estado dentro do contexto do desenvolvimento da crise capitalista mundial, que o golpe de Estado foi colocado em pé para aplicar ataques brutais contra as massas, contra os trabalhadores.

Justamente por esse motivo, o imperialismo se valeu de um golpe parlamentar contra a presidenta Dilma Rousseff que rapidamente evoluiu para um golpe do Poder Judiciário. Esse poder é ultra corporativista. Como é sabido, os desembargadores, juízes e procuradores chegam a ganhar salários sete vezes acima do teto constitucional, o que é algo escandaloso num país com tantos pobres  e miseráveis como o Brasil. O juiz Sergio Moro, por exemplo, ganha mais de R$ 70 mil reais por mês e há desembargadores que ganham R$ 150 mil e R$ 200 mil com o acúmulo de privilégios. Recentemente, aconteceu a greve ultra truculenta dos juízes para defender o auxílio-moradia e, além disso, 40% de auto aumento de salários e essa greve contou com 62 % de adesão.

O Poder Judiciário é formado por uma burocracia que, no grosso, como instituição, é totalmente controlada pela extrema direita e pelo imperialismo. Obviamente, devido aos interesses envolvidos, ele não tem nenhuma condição de esclarecer alguma coisa relacionada a colocar em pé uma política contra o caráter reacionário e classista, pró imperialista, do Estado burguês. Além disso, o golpe deve ser avaliado como uma questão estática ou deve ser avaliado como estando em evolução e de conjunto? Quem deu o golpe  e para quê?

Sobre o caráter do golpismo

A campanha contra a vereadora assassinada Marielle Franco que, levou a seu próprio assassinato, não surgiu do nada, mas em cima de uma campanha ultra truculenta que vem desde 2013 quando a burguesia colocou os coxinhas da extrema direita na rua. A própria Rede Globo, que agora tenta se apropriar do legado de Marielle, foi principalmente quem a impulsionou a mando do grande capital. As federações das indústrias, principalmente a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) também estiveram envolvidas. A atuação do Exército também se relaciona com essa mesma política. Portanto, existe uma engrenagem golpista que, num certo momento, tem a Operação Lava Jato como pivô, embora que se encontre em decadência, mas continua ativa e conta com o Departamento de Justiça norte-americano, a CIA, a NSA e outros organismos imperialistas por trás.

O golpismo tem como base a política das chamadas guerras híbridas ou revoluções coloridas. Em cima dessa tese, a polícia deveria ser controlada pelo Exército ou ambos órgãos fazem parte do desenvolvimento do mesmo processo golpista?

As cúpulas de ambas instituições, as polícias e o Exército, fazem parte de uma burocracia que é sempre utilizada contra o povo no Brasil e em grande medida  no mundo, e que tem o principal objetivo de descarregar o peso da crise contra a população, contra as massas.

Há vídeo, que circulou na Internet recentemente, onde o Procurador Geral dos Estados Unidos para a América Latina, Blanco, fala abertamente em um evento onde participou Rodrigo Janot, o ex Procurador Geral da República, sobre o objetivo dessas intervenções. E o acusador, que é o Ministério Público, atua a favor do Departamento de Justiça, que está acusando o Brasil, as empresas brasileiras, de corrupção.

Normalmente um departamento de Justiça estrangeiro deveria falar com outro departamento de Justiça. No caso do Brasil, seria a Advocacia Geral da União. No Brasil, aconteceu a mesma política imposta aos demais países pelos norte-americanos, em que o Ministério da Justiça norte-americano conta como apoiador com o Ministério Público dos vários países contra as próprias empresas nacionais. Em nenhum país imperialista, acontece isso, pois acusar as próprias empresas implica nelas serem implodidas. A guerra híbrida, chamada de revolução colorida, que tentaram colocar em pé em 2013, agora se direciona no sentido de avançar rapidamente rumo a um golpe militar, tentando criar o factoide de que seria a população quem quer o golpe.

Sobre a paralisia do movimento de massas

O movimento de massas continua paralisado, em parte por causa da recessão e, em parte, mas principalmente, por causa das traições da política de frente popular. O PT, o PSOL e outros partidos, todos eles ligados à política frente populista de conciliação de classes, tentam direcionar todo o movimento de massas para as eleições ultra golpistas, que, inclusive, não contarão com a participação do único líder popular, do único personagem político, que é Lula, apesar dele ser um elemento da ala esquerda do regime político. A crise do regime político brasileiro é tão grande que a burguesia não consegue alavancar um único candidato com um mínimo de popularidade. Todos candidatos estão praticamente implodidos.

Até quando o movimento de massas continuará nessa paralisia? Não sabemos. O que sim sabemos, é que o aprofundamento da crise capitalista mundial é enorme e só tende a crescer. Não há nenhuma recuperação da economia no Brasil e na Argentina muito menos. Nos Estados Unidos, a crise é dramática, assim como também o é na Europa e na Ásia. A crise se acelera, mas o grande capital tem conseguido controlar o movimento de massas evitando escalar os ataques nos principais países e aumentando a compra e controle das direções burocratizadas.

O golpe principal que a burguesia imperialista quer dar não é contra a burguesia nacional, para expropriar as empresas nacionais, como o fez com a Petrobras, a Eletrobrás, a Embraer ou a Odebrecht, mas contra os trabalhadores. Ela quer acabar com os direitos trabalhistas, acabar com os direitos sociais, acabar com a Previdência Social, para que nunca mais ninguém se aposente, dentre outros ataques.

O aprofundamento da crise econômica mundial deverá dar lugar ao ascenso do movimento de massas no próximo período. A classe operária mundial deverá entrar em cena, desequilibrando essa luta, que no momento se dá principalmente entre as frações da burguesia, levando ao confronto das duas classes sociais mais importantes da sociedade capitalista, a burguesia e o proletariado.

+ Política

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Governo Pimentel, a ex-querda capitalista

Governo Pimentel, a ex-querda capitalista

O governo de Fernando Pimentel (PT) é uma lástima e de uma venalidade impressionante. Fingindo...

O ovo da serpente contra a noite dos proletários

O ovo da serpente contra a noite dos proletários

Tudo na vida e na sociedade nasce, evolui, chega à sua maturidade e depois entra...

Frente ampla com Ciro Gomes e outros golpistas

Frente ampla com Ciro Gomes e outros golpistas

No atual cenário político, com Lula fora do cenário eleitoral, os candidatos que realmente têm...

A crise material da política de frente popular

A crise material da política de frente popular

No Brasil, a política de frente popular começou a entrar em crise de maneira muito...

Bashar al-Assad, Putin, Xi Jinping, Lula – Que defesa?

Bashar al-Assad, Putin, Xi Jinping, Lula – Que defesa?

Uma coisa interessante é que o bombardeio da Síria pelos Estados Unidos, França e Reino...

O declínio da frente popular e a prisão de Lula - I

O declínio da frente popular e a prisão de Lula - I

A prisão de Lula e os acontecimentos da Síria com o bombardeio recente dos Estados...

A crise do Oriente Médio no contexto mundial

A crise do Oriente Médio no contexto mundial

Temos observado na imprensa capitalista mundial que os Estados Unidos tenta fazer uma campanha contra...

A crise mundial e a implosão do PT

A crise mundial e a implosão do PT

Em 2012, a política de contenção da crise mundial acabou fracassando. A tentativa de contê-la...

O nacionalismo do PT

O nacionalismo do PT

A política do PT no governo gerou algumas contradições, embora que pequenas, com o imperialismo....

As leis do capital em ação

As leis do capital em ação

O desenvolvimento tecnológico é imposto pela própria concorrência capitalista porque, se ele não avançar, leva...

Série: Golpe de Estado

Série: Golpe de Estado

O efeito borboleta e a prisão de Lula  Recentemente a prisão de Lula ocorreu da...

O efeito borboleta e a prisão de Lula

O efeito borboleta e a prisão de Lula

Recentemente a prisão de Lula ocorreu da maneira mais incrível e, para os analistas mais...

O imperialismo no epicentro dos golpes

O imperialismo no epicentro dos golpes

No Brasil, o imperialismo norte-americano depôs a presidenta Dilma Rousseff, encarcerou o ex presidente Lula...

Contra Lula e Temer: a mesma política imperialista na América Latina

Contra Lula e Temer: a mesma política imperialista na América Latina

    Neste momento após o indeferimento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF...

Nacional

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

09 Junho 2018
Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se foi motivada pela base, ou se ela foi um lockout patronal. Verificamos que a grande...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

09 Junho 2018
Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos dias a revelação dos telegramas secretos dos EUA, documentos da CIA, onde se relatam a...

A política de terra arrasada para a Petrobras

03 Junho 2018
 A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada que basicamente passa pela política imposta pelo imperialismo de entregar a empresa para os monopólios...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...