Quarta, 21 Fevereiro 2018

dute1

A convocação da “Greve Geral” para o dia 5 de dezembro acabou se transformando num abacaxi que a burocracia hiper desmoralizada não conseguiu descascar. No melhor dos casos, deveria ter sido uma paralisação, porque o que está colocado não é generalizar grandes e fortes greves senão a tentativa de manter o controle do movimento de massas. Conforme os ataques continuam contra os trabalhadores, existe a ameaça de que o movimento de massas ultrapasse a burocracia sindical, a política de conciliação de classes da “frente popular” encabeçada pelo PT. A crise é enorme, o arrocho salarial brutal e o desemprego se transformou num componente estrutural da crise.

Os últimos números divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), o desemprego e o subemprego somam, no Brasil 27,8 milhões de pessoas. Mas esses números consideram uma força de trabalho de apenas 65 milhões de trabalhadores e camuflam que apenas pouco mais de 33 milhões de trabalhadores contam com Carteira de Trabalho assinada e que, de acordo com os próprios números do IBGE, a metade desses trabalhadores ganha um mísero salário mínimo.

Na realidade, a força de trabalho no Brasil se encontra em torno aos 120 milhões de trabalhadores. O desemprego real, atinge pelo menos 70 milhões de pessoas. A situação é dramática, tão crítica que é preciso acompanhar com muito cuidado até quando os trabalhadores irão continuar paralisados. Há ainda o impacto da intensificação da crise no mundo que está indo para um novo colapso do capitalismo mundial.

A burocracia sindical e a “frente popular” fazem parte do regime

A votação da “reforma” da Previdência Social que iria acontecer no dia 6 de dezembro, não aconteceu por causa da crise do governo Temer, mesmo quando os componentes da “reforma” seriam muito menores do que o imperialismo queria. Mas o governo tenta sobreviver manobrando nos bastidores.

A burocracia de todas as centrais rapidamente marcaram a suposta “Greve Geral” para o dia 5 de dezembro, logo após a fraude que foi a “paralisação” que tinha acontecido algumas semanas atrás, quando não houve paralisação nenhuma; inclusive foi a pior paralisação desde 2013, no mínimo.

A “greve geral”, se depender da burocracia e da “frente popular”, só pode ser um fracasso total porque essa é a política que eles aplicam. Eles estão com muito medo. Eles querem controlar e canalizar o movimento grevista o máximo que puderem para os mecanismos institucionais. A burocracia sindical tenta usar os trabalhadores como massa de manobra para pressionar o governo porque perdeu o imposto sindical e ela está querendo algum mecanismo para voltar a ter essa verba.

Um caso escandaloso apareceu na CUT que criou um PDV, um plano de demissão voluntária ou incentivado, para demitir os próprios funcionários. Isso revela que a crise é enorme e que a capacidade de luta dessa burocracia está praticamente extinta. Poderá dar uma viradinha à esquerda no caso de haver um grande ascenso de massas? Poderá, mas em bloco não. O normal é que aconteça como sempre aconteceu, com rachas enormes; mas é preciso levar em conta que são 30 anos de paralisia e altas traições. O que tende a acontecer neste momento é um grande bloco da burocracia sindical ir ainda mais para a direita junto com a burguesia, como sempre aconteceu, a burguesia mais reacionária. Alguns setores dela deverão rachar principalmente com a perda da base material da burocracia, que é o dinheiro do imposto sindical, e a pressão do movimento de massas que ameaça passar por cima.

É possível se preparar uma greve geral em três dias?

Preparar uma greve geral num curto período de tempo é impossível, principalmente no contexto de paralisia das lutas, que é provocado, como um dos principais pilares, pela contenção da burocracia e da política de “frente popular”.

Uma greve geral é a generalização de um conjunto de greves. Se não há greves, se trataria de uma grande paralisação. Mas para se preparar uma mobilização é preciso ir à base, discutir com os trabalhadores, elaborar e entregar panfletos; preparar a logística, carros de som, os piquetes para fechar as entradas das principais empresas, “convencer” os sindicatos dos transportes. É preciso ter uma política, um comando, palavras de ordem. O que houve na preparação das últimas duas “greves gerais”? Não houve absolutamente nada. Pura manipulação, mais uma farsa.

Em paralelo, aparecem algumas mobilizações espontâneas como, por exemplo, as mobilizações de antifascistas em vários lugares. Esses protestos semi espontâneos já tiveram importância em 2013 e 2014, apesar de que, no geral, acabaram manipulados pela direita.

Se acelera a traição da “frente popular”, a política da conciliação de classes, cada vez mais. Apesar do Brasil estar entrando no ritmo de final de ano e a burocracia estar conduzindo, como boiada para o matadouro, os trabalhadores para o abismo de final de ano, é óbvio que os ataques só irão continuar.

O revolucionários precisamos nos preparar para orientar o movimento de massas que, mesmo paralisado agora, tende a se colocar em movimento no próximo período.

A saída da crise é extraparlamentar

A saída da crise não pode acontecer por meio de eleições. A saída da crise num momento de grande crise só pode ser extraparlamentar, conforme o próprio Karl Marx explicou no livro O 18 Brumário de Luís Bonaparte, e em vários outros.

O imperialismo busca varrer o regime político atual e colocar outro no lugar. Essa é uma tese central. Por causa do aprofundamento da crise, que se transformou numa crise estrutural, precisa mudar o regime político para adequá-lo a essa situação. Precisa ser mais duro, com menos partidos, com maior facilidade para o grande capital controlar as massas, com maior capacidade de reação contra o movimento operário que, inevitavelmente, deverá entrar em movimento no próximo período.

Uma greve geral de verdade deverá ser construída retomando as greves gerais que aconteceram na década de 1980, principalmente com a generalização das greves com ocupações de fábrica de 1985 e 1986, as greves gerais de dezembro de 1987 e a de 1989; esta, proporcionalmente, foi a maior da história do Brasil, com mais de 30 milhões de trabalhadores que aderiram.

O papel dos revolucionários, neste momento em que o movimento de massas se encontra paralisado, deve ter no eixo se preparar para atuar no movimento de massas. A greve geral de verdade, como uma das formas de luta mais revolucionárias, precisa ser construída. Para isso, a classe operária precisa ser mobilizada por meio de palavras de ordem, por meio de boletins. É preciso atuar nas principais categorias. É precisa ter um órgão político central forte que oriente a luta geral. Nós nos esforçamos para construir o Jornal Gazeta Revolucionária. Apesar do medo da recessão e do desemprego, os trabalhadores começam a sentir os efeitos das “reformas” que, na prática, são verdadeiros massacres contra as condições de vida dos trabalhadores.

+ Política

A pacificação do movimento de massas na China e região

A pacificação do movimento de massas na China e região

Na China, o sindicalismo é estatal. O movimento operário foi atrelado ao estado e se...

Os negócios da China

Os negócios da China

Como ficou claro no 19º Congresso do Partido Comunista Chinês, que aconteceu em outubro, o...

O custo da aceleração produtiva chinesa

O custo da aceleração produtiva chinesa

O custo da aceleração produtiva chinesa se relaciona, em primeiro lugar, com um alto grau...

A China no contexto da crise mundial

A China no contexto da crise mundial

Um componente muito importante para compreender o aprofundamento da crise capitalista mundial é entender claramente...

A crise do grande capital e a “resposta” do PT

A crise do grande capital e a “resposta” do PT

A queda na taxa de lucros mundial, entre 2012 a 2017, foi de 25% segundo...

Ciro Gomes é uma alternativa?

Ciro Gomes é uma alternativa?

A eventual candidatura de Ciro Gomes recebendo grande parte dos votos que seriam de Lula,...

A “inviabilidade” da política Lula

A “inviabilidade” da política Lula

A política Lula não conseguiria aplicar com a dureza que o imperialismo quer os ataques...

Lula e o fim da esquerda atual

Lula e o fim da esquerda atual

A condenação de Lula recentemente pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal) dá continuidade à política do...

Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

Na madrugada de 8 de fevereiro de 2018, a Assembleia Legislativa gaúcha aprovou por 30...

A crise mundial e a paralisia da esquerda

A crise mundial e a paralisia da esquerda

O aprofundamento da crise capitalista mundial avança a passos largos, mas o movimento de massas...

Todos são culpados até que se prove o contrário?

Todos são culpados até que se prove o contrário?

Supremo Tribunal Federal: Prisão após condenação em 2º Grau?   No último período, a conjuntura...

Greve Geral contra a "Reforma" da Previdência

Greve Geral contra a "Reforma" da Previdência

O ano de 2018 inicia com fortes ataques da patronal à classe trabalhadora. E em...

Lula condenado e agora?

Lula condenado e agora?

No dia 24 de janeiro de 2018, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4),...

O julgamento de Lula

O julgamento de Lula

Em 24 de janeiro de 2018, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com...

Por uma vida sem tarifas!

Por uma vida sem tarifas!

As tarifas do transporte público na grande São Paulo passaram de R$ 3,80 para R$...

O Roundup mata

O Roundup mata

Arnaldo Alves tem 55 anos e mora no município de Caculé, no sul da Bahia....

Temer, Cristiane Brasil e a extrema direita

Temer, Cristiane Brasil e a extrema direita

O episódio da nomeação da deputada federal  Cristiane Brasil (PTB-RJ) para assumir o Ministério do...

A crueldade da “Reforma Trabalhista” com os deficientes

A crueldade da “Reforma Trabalhista” com os deficientes

A “Reforma Trabalhista” com o tempo vem revelando seus aspectos mais cruéis. Começou com a revogação...

O indisfarçável fantasma de Michel Temer

O indisfarçável fantasma de Michel Temer

Desde o golpe parlamentar que depôs Dilma Rousseff (PT), o grande capital internacional vem tentando...

A culpa é do piloto, a segunda morte de Teori Zavascki

A culpa é do piloto, a segunda morte de Teori Zavascki

Em Janeiro de 2017, o Brasil foi surpreendido com a morte do ministro do Supremo...

Burguesia manifesta preocupação com fiasco das privatizações

Burguesia manifesta preocupação com fiasco das privatizações

Setores da burguesia mais intimamente ligados ao imperialismo manifestam preocupação com suposto fiasco das privatizações...

Associação de juízes e fundação de militares fraudam 20 milhões de reais

Associação de juízes e fundação de militares fraudam 20 milhões de reais

  A Associação dos Juízes Federais da 1ª Região (AJUFER) obteve falsos empréstimos da Fundação...

2018:  ano de lutas ou mais um ano  de traição da burocracia?

2018: ano de lutas ou mais um ano de traição da burocracia?

A burocracia sindical e da esquerda pequeno burguesa que nos últimos tempos traiu todas as lutas...

2018, com ressaca de 2017

2018, com ressaca de 2017

O governo Temer foi um governo fraco desde o golpe que depôs Dilma Rousseff, isto...

A teoria da "cegueira deliberada" e o estado de exceção no Brasil

A teoria da "cegueira deliberada" e o estado de exceção no Brasil

Nesse final de ano, pautas jurídicas dominam a política. Gilmar Mendes soltando da prisão, agora,...

Ministros do TST contratados pelo Bradesco

Ministros do TST contratados pelo Bradesco

O jornal “O Estado de S. Paulo” publicou em seu edital hoje, dia 23/12, uma...

Argentina: a crise econômica por detrás dos protestos

Argentina: a crise econômica por detrás dos protestos

A crise econômica na Argentina é monumental. Em outubro, uma das agências reguladoras de qualificação...

Deu até no New York Times: Fraude eleitoral em Honduras

Deu até no New York Times: Fraude eleitoral em Honduras

“O olho cego da América para o tirano de Honduras” esse é o título da...

Uma nova revolta Palestina: por que não acontece?

Uma nova revolta Palestina: por que não acontece?

Após a declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre querer mudar a embaixada...

Venezuela: uma situação relativamente sui generis

Venezuela: uma situação relativamente sui generis

Sai um pouco fora da regra da política na América Latina, a situação da Venezuela...

Argentina! acende o pavio?

Argentina! acende o pavio?

O que tem em comum a crise na Argentina, no Brasil e na Venezuela? Recentemente,...

Dos “outsiders” da direita à extrema direita

Dos “outsiders” da direita à extrema direita

Outros candidatos “outsiders” (os que saem de fora dos partidos políticos) têm se desgastado muito...

A crise da política “bolsonarista” de Alckmin

A crise da política “bolsonarista” de Alckmin

Geraldo Alckmin busca se posicionar como candidato às eleições de 2018 disputando posições com Jair...

Apodrece o regime político

Apodrece o regime político

O apodrecimento do regime político brasileiro tem acelerado. A partir do golpe de Estado que...

Caxias do Sul/RS: Impeachment do Prefeito Daniel Guerra (PRB)

Caxias do Sul/RS: Impeachment do Prefeito Daniel Guerra (PRB)

Na terça-feira, 12 de dezembro, a Câmara dos Vereadores de Caxias do Sul, RS, aprovou...

Jerusalém e o fim da "democracia" norte-americana no Oriente Médio

Jerusalém e o fim da "democracia" norte-americana no Oriente Médio

A crise que se abriu após as declarações do presidente norte-americano Donald Trump em relação...

Perspectivas da evolução da luta de classes no Brasil

Perspectivas da evolução da luta de classes no Brasil

Estamos presenciando atualmente, um período marcado por ataques históricos de todos os lados pelo capital...

Ascenso das ocupações urbanas: tendência ao levante operário

Ascenso das ocupações urbanas: tendência ao levante operário

O acirramento da crise capitalista no Brasil e o aprofundamento dos ataques “neoliberais” levado adiante...

O que fazer perante a traição da “frente popular”?

O que fazer perante a traição da “frente popular”?

  A pergunta sobre o que fazer perante a política de conciliação de classes tem...

Lula será candidato?

Lula será candidato?

Lula está dominando o cenário eleitoral. Para tirá-lo das eleições será necessário fazer uma manobra...

A “frente popular” se integrou ao governo Temer

A “frente popular” se integrou ao governo Temer

Novamente, as paralisações do dia 5 de dezembro não passaram de uma farsa. A “greve...

O golpismo avança no mundo

O golpismo avança no mundo

No Brasil, o golpismo se institucionalizou com as declarações públicas dos generais, que ao nem...

A “hondurização” da América Latina

A “hondurização” da América Latina

  A crescente política golpista mundial tem na linha frente os Estados Unidos. O endurecimento...

Uma troika de generais governa os Estados Unidos

Uma troika de generais governa os Estados Unidos

Neste momento, o governo dos Estados Unidos se encontra controlado por três generais. Essa situação...

Pela construção de uma verdadeira greve geral!

Pela construção de uma verdadeira greve geral!

A convocação da “Greve Geral” para o dia 5 de dezembro acabou se transformando num...

A crise do Judiciário ... rumo ao golpe militar

A crise do Judiciário ... rumo ao golpe militar

A nomeação de Segovia para a chefia da Polícia Federal abriu mais uma crise porque...

A crise do PMDB ... e da Lava Jato

A crise do PMDB ... e da Lava Jato

A crise do PMDB, principal partido do governo, também só cresce. Nesses dias aconteceu a...

A guerra dos gasodutos

A guerra dos gasodutos

A guerra civil na Síria teve na base, em primeiro lugar, a guerra das siglas...

 Qual é a pior “crise humanitária”?

Qual é a pior “crise humanitária”?

Muito tem se falado na propaganda imperialista mundial, nas últimas semanas, sobre a crise humanitária...

O incêndio do Oriente Médio

O incêndio do Oriente Médio

De acordo com a imprensa burguesa, a guerra na Síria estaria chegando ao fim. Essa...

Nacional

Lula e o fim da esquerda atual

13 Fevereiro 2018
Lula e o fim da esquerda atual

A condenação de Lula recentemente pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal) dá continuidade à política do imperialismo para a América Latina iniciada em 2014. A política do PT, que é uma...

Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

12 Fevereiro 2018
Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

Na madrugada de 8 de fevereiro de 2018, a Assembleia Legislativa gaúcha aprovou por 30 votos a 18 o Projeto de Lei Complementar 249/2017 que autoriza o Rio Grande do...

Todos são culpados até que se prove o contrário?

31 Janeiro 2018
Todos são culpados até que se prove o contrário?

Supremo Tribunal Federal: Prisão após condenação em 2º Grau?   No último período, a conjuntura nacional está fortemente marcada pelo avanço do Poder Judiciário sobre o regime político. O melhor...

Educação

Banco Mundial, gerente da educação brasileira

14 Fevereiro 2018
Banco Mundial, gerente da educação brasileira

A década de 1970 foi marcada pelo revés no modo de regulação capitalista, devido à crise do petróleo, a expressão da crise capitalista em geral. Ganharam força as propostas de...

Educação infantil na mira do prefeito de Belo Horizonte

18 Dezembro 2017
Educação infantil na mira do prefeito de Belo Horizonte

Prefeito de Belo Horizonte quer penalizar educadores, crianças e mulheres.   Diante do enorme déficit de vagas para atender às crianças da capital mineira na educação infantil, o prefeito encontrou...

São Paulo: O sucateamento da educação pública

30 Novembro 2017
São Paulo: O sucateamento da educação pública

Por Salomão Ximenes, Fernando Cássio e Silvio Carneiro (Professores da UFABC e pesquisadores da Rede Escola Pública e Universidade) A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE-SP) abriu...

Gazeta Revolucionária [pdf]

capa gr4

Saiba Mais

O efeito colateral na esquerda

O movimento de massas está paralisado no Brasil e mesmo...

A morte terceirizada no Carnaval...

No último Domingo dia 04/02 o jovem Lucas Antônio Lacerda...

Socialismo pequeno burguês e os...

Para quem pensa que a CIA (Agência Central de Inteligência...

RS: Abaixo o plano de...

  A política aplicada pelo governo de José Ivo Sartori...

Socialismo pequeno-burguês e "teoria das...

A crítica concreta e ideológica das teorias pequeno-burguesas representa um...