Sábado, 18 Agosto 2018

 assembleiae i

A Educação Infantil de Belo Horizonte está em greve desde o dia 23 de março em busca de melhores salários e condições de trabalho. Na penúltima assembleia, foi anunciado que teria havido um acordo com o governo de um reajuste escalonado que atingira até 80% do que ganham os trabalhadores do Ensino fundamental, mas quando a assembleia acontecia a categoria foi surpreendida por um recado do prefeito que de não havia nenhuma negociação e nenhum acordo. Que se daria inicio às negociações quando os professores, mais de 90% mulheres voltassem ao trabalho. A indignação foi  muito grande e a diretoria do Sindicato chegou a ficar desnorteada perante uma assembleia agitada e com o comunicado do prefeito Alexandre Kalil, o Kalílgula.

Foi votado a continuidade da greve a intensificação de visitas aos locais que estão parcialmente parados.  O Sindicato deu o sinal de que era possível aceitar um acordo mesmo que não fosse aquele pelo qual a categoria iniciou a greve: equiparação do Plano de Cargos e Salários com o Ensino Fundamental, mas sequer um acordo rebaixado foi viabilizado, diante da truculência do prefeito que fez uma campanha como homem de negócios e do tipo apolítico, uma espécie de Dória mineiro.

O prefeito empresário já está fazendo cortes nos pagamentos das professoras na tentativa de quebrar a greve e desmoralizar o movimento, mas isso fez aumentar a indignação da categoria em luta e a rebelião das bases continua.

Agora é mais do que necessário fazer atividades nas diversas regiões da cidade e convocar a população a se mobilizar, dando apoio à categoria, pois afinal de contas trata-se do bem estar daqueles que passam grande parte de horas com seus filhos e netos.

Alexandre Kalil, quando candidato foi enfático ao afirmar que resolveria o problema da educação infantil que há 14 anos vem lutando pela unificação do plano de carreiras com o Ensino Fundamental, porque na verdade são tratadas como uma espécie de segunda classe na educação do município. Mas o que o Kalil prefeito vem fazendo é justamente o contrário, como todos os outros políticos anteriores e até pior vem sendo truculento e desrespeitoso além de irresponsável com a população de Belo Horizonte, com as mães e com as professoras. Uma coisa é tentar tirar uma coisa e outra no processo de negociação, mas a atitude de não negociar de forma alguma revela um autoritarismo sem tamanho, portanto a tendência é que a greve se radicalize cada vez mais e a decepção com essa política podre aumente.

Pela unificação do plano de carreira já!
Fora Kalil e Ângela Dalben!

Nacional

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

19 Julho 2018
Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as eleições marcadas para o mês de outubro? Temos que entender que esses dois eventos não...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...