Quarta, 18 Julho 2018

imperialism


A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de uma política para o Brasil isolado em Marte, com uma política totalmente diferenciada. Inclusive porque o imperialismo não atua assim. Há uma política mundial que se expressa adotando políticas regionais e, a partir delas, políticas por país, mas sempre atendendo os mesmos resultados principais.

As duas alas do regime político pseudo democrático na América Latina se encontram em crise brutal e sob o ataque direto do imperialismo porque não conseguem aplicar as políticas contra os trabalhadores que este impõe. Isso em primeiro lugar. Trata-se, portanto, da crise total da política “neoliberal” que colapsou em 2008 e que, depois, foi mantida como política geral, porque não havia a possibilidade, dado o enorme parasitismo, de levantar outra política e que agora se expressa como a explosão dessa política.

O golpe de Estado no Brasil não está saindo como um coelho da cartola. Se trata de um processo que avança na América Latina e que começou a passar por uma nova etapa a partir de 2009, quando o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi tirado do poder, apesar de que era um elemento de direita. Em 2011, foi a vez do bispo esquerdista Fernando Lugo, no Paraguai. Em seguida, aconteceram uma série de golpes e que se acentuaram nos últimos dois anos.

O golpe como fruto da política do PT

O golpe de Estado no Brasil contra a presidente Dilma Rousseff foi o produto do próprio desenvolvimento da política contrarrevolucionária do PT. A cúpula do PT fez um acordo com Bush junto com os tucanos para assumir o governo em 2003. Para estabilizar a crise que Fernando Henrique tinha deixado, com a entrega do Brasil ao imperialismo por meio das “políticas neoliberais”, o PT se comprometeu a manter todos os acordos anteriores. Lula colocou à frente do Banco Central nada menos que Henrique Meirelles, que foi um elemento ligado ao Banco de Boston e ao capital especulativo mundial. Lula também fez um acordo diretamente com o presidente do Citibank, William Rhodes, e com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Lula encabeçou a "maquiagem" de que, supostamente, o Brasil teria pagado a dívida pública, o que não passava de uma mentira. O que o Brasil fez foi deixar de pagar a dívida externa com os especuladores a partir das taxas de juros internacionais, que eram próximas a 0%, e a transformou em dívida interna, pagando uma taxa de juros de 10% por ano.

O PT continua levantando a política “neo desenvolvimentista”, mantendo todos os “acordos” impostos pelo imperialismo. Essa política funcionou na década passada em cima da bonança dos altos preços das matérias primas. O grande cartada do PT tem sido a contenção do movimento de massas, principalmente o movimento operário, enquanto os banqueiros internacionais no Brasil "nunca ganharam tanto dinheiro", segundo as próprias palavras de Lula.

O Brasil foi atingido em cheio pela crise mundial de 2008 que chegou em 2009. Conseguiu ser contida, mas começou a escapar do controle em 2012 em cima do contágio da crise capitalista mundial. A partir de 2013 Dilma já não era mais unanimidade entre a burguesia imperialista e nacional; o governo entra em crise. Dilma se reelegeu em 2014, mas numa situação de altíssima crise reconhecida por ela e por Aloizio Mercadante, Ministro-chefe da Casa Civil de seu governo. Com o objetivo de conter a crise, mantendo a política de espoliação imperialista, Dilma nomeou Joaquim Levy, banqueiro do Bradesco ligado à especulação financeira, como Ministro da Fazenda. A crise não só não foi contida como aumentou já que, parafraseando os ideólogos “neoliberais”, “não há almoço grátis”, é preciso atacar os trabalhadores com muito mais intensidade do que um governo do PT conseguiria fazê-lo. Dilma foi tirada do jogo e, logo em seguida, vieram uma série de golpes de Estado na América Latina.

A América Latina no centro do golpismo mundial

Depois do golpe de estado contra Dilma Rousseff, no Brasil, houve um golpe de Estado na Guatemala contra Otto Pérez Molina, que é um elemento da direita. Em El Salvador, houve a movimentação para tirar do governo elementos ligados à Frente Farabundo Martí, governo que foi eleito com o apoio direto do PT brasileiro. No Peru, renunciou à presidência, no meio de acordos com o fujimorismo, Pedro Kuczynski, que é um elemento da direita neoliberal e que tinha sido ministro de Economia de vários governos anteriores.

Agora, há uma crise gigantesca na Nicarágua, que está vinculada à crise geral das frentes populares e que, neste caso concreto, se refere ao rompimento de acordos anteriores que tinham sido feitos entre os grandes empresários e o governo da Frente Sandinista, encabeçado por Daniel Ortega, e que existiam desde 2007.

No México, o governo de Peña Nieto enfrenta profunda crise. López Obrador, que é o eterno candidato da esquerda burguesa, também entrou numa política de crise. A situação política é caótica, da mesma maneira que acontece em toda a América Latina, e também em escala mundial; há o problema gritante de segurança, agravado nos últimos dez anos com a intervenção do Exército. Há a crise econômica que se acentuou com a crise nos Estados Unidos. Para as próximas eleições, que aconteceram neste ano, a burguesia tenta manobrar para manter o equilíbrio do regime político que está caindo aos pedaços.

Na Argentina, há uma situação muito parecida com a crise que se abriu com o governo de Maurício Macri, que já deixou de ser uma unanimidade. Há eleições presidenciais marcadas para novembro de 2019. Há a herança da época dos governos dos Kirchner. Há o déficit comercial que disparou, dos quais US$ 8 bilhões são com o Brasil. Há o endividamento galopante e a recente perda de controle monetário. O peso se desvalorizou em mais de 10% (chegando a um pico de 20%). O governo gastou quase US$ 6 bilhões para manter um certo controle. A situação se torna cada vez mais insustentável.

O avanço do golpismo na América Latina é generalizado porque a crise das duas alas dos governos, tanto a ala da direita tradicional quanto a da frente popular, tem se aprofundado a passos largos. No eixo da crise estão o Brasil, a Argentina, o Peru, a Guatemala, Honduras e o México, que estão encabeçados por governos de direita. Mas também há a crise da Venezuela, da Nicarágua, do Uruguai, que estão encabeçados por frentes populares, por governos de conciliação de classes encabeçados por partidos da esquerda burguesa. A crise generalizada do regime político reflete a crise econômica generalizada.

+ Política

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Nacional

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Luta operária e sindical no Brasil

06 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início da organização sindical no Brasil que ocorre ainda em meados do século XIX com o...

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...