Quarta, 18 Julho 2018

putin lula

Uma coisa interessante é que o bombardeio da Síria pelos Estados Unidos, França e Reino Unido foi quase que uma operação em acordo com os russos e, até certo ponto, com o Irã. Houveram uma série de contatos, principalmente do primeiro ministro francês Edouard Philippe com Vladimir Putin, que era anunciado um jogo de cartas marcadas, de que haveria esse bombardeio. O próprio Donald Trump já tinha anunciado isso pelo Twitter. Tanto assim foi que o governo sírio deslocou aviões e os principais equipamentos militares para regiões controladas pelos russos,   onde existem poderosos sistemas antimísseis chamados S-45. Não houve nenhuma perda nesse bombardeio.

Os bombardeios foram efetuados em três centros de pesquisa onde supostamente estariam sendo desenvolvidas armas biológicas. Um localizado perto de Damasco e os outros dois perto da cidade de Homs a noroeste de Damasco. Não houveram mortes. O que chama a atenção é que, primeiro, esse bombardeio aconteceu na noite do dia anterior em que os inspetores da ONU relacionados às armas químicas iriam investigar na Síria. Em segundo lugar, não houve a aprovação das Nações Unidas. Ou seja, foi uma ação unilateral dos Estados Unidos, França e Inglaterra.

No caso dos europeus não houve a aprovação do parlamento europeu, nem do parlamento francês, nem do parlamento britânico. Não houve nenhuma comprovação de que realmente tenha ocorrido um ataque com armas químicas pelo governo sírio. Nós temos aí uma operação que poderia ser chamada de "mentirinha".

Agora, quais são os interesses que estão em jogo? Em primeiro lugar, no caso dos Estados Unidos, França e Inglaterra trouxe uma situação de muita crise. Nos Estados Unidos temos que Donald Trump já não é mais o governo. Ele é uma figura para "inglês ver", uma espécie de rainha da Inglaterra. Quem governa é a Hawk americana, a extrema direita. Temos agora na CIA Mike Pompeo, ex-ministro da defesa, temos John Bolton que é o conselheiro de segurança nacional e temos vários outros elementos que passaram a controlar o governo. Basicamente é uma troca de generais e alguns elementos da extrema direita, onde Donald Trump e os seus colaboradores próximos foram sendo demitidos e substituídos por outras pessoas, umas após outras. A grande demissão, tirando essa de Rex Tillerson que era o secretário de Estado substituído por Mike Pompeo, foi a de Steve Bannon que foi o grande ideólogo da campanha de Donald Trump e que viabilizou sua vitória nas eleições passadas.

Como a extrema direita impõe a guerra contra o Irã, que é uma saída de força, apesar de que esta tem levado à derrotas catastróficas, o governo Donald Trump precisava fazer um figurino. No caso da França a mesma coisa, precisavam desviar a atenção dos problemas sociais gerados com a reforma trabalhista que, apesar de ter sido passada por decreto e apesar também do governo ter maioria no congresso e não ter aprovado a reforma por meio do parlamento, há uma crise brutal no país. Na Inglaterra a crise é ainda maior com toda a questão do Brexit, etc.

Se adicionarmos a isso o aumento das contradições interimperialistas, entre o imperialismo norte americano e o europeu, fica muito claro que se tratou de um jogo de cena. Importante notar que os russos também fizeram parte do jogo de cena. Putin sabia que o bombardeio ia acontecer e os sírios também e não tomaram nenhuma medida.

Um fato muito interessante é que os sírios conseguiram por meio de um sistema antimísseis antigo, S-120 e S-200 russos derrubaram mais de 70 mísseis dos mais de 103 lançados. Os russos prometeram que vão mandar como auxílio os S-300 que já tinham sido comprados em 2008 mas que não tinham sido entregues por conta das sanções das Nações Unidas contra o governo de Al-Assad.

O que tudo isso significa principalmente em relação à esquerda? Significa em primeiro lugar que a esquerda se encontra numa etapa de decadência tão grande que ou ela fica totalmente à reboque da política entreguista de Frente Popular, de conciliação de classes como se vê claramente no Brasil em cima da prisão de Lula, ou ela adota uma posição totalmente confusa. Se coloca totalmente à reboque da política de conciliação de classes da frente popular, ou acaba adotando uma política igual, mas disfarçada, de apoio ao mal menos pior.

Aqui temos duas campanhas que precisam ser claramente definidas. A campanha de que Lula tem de ser defendido é totalmente correta. Lula tem de ser defendido da extrema direita e do imperialismo mas, conforme os mestres do marxismo têm dito, precisam ser denunciadas todas e cada uma das suas capitulações. Lula precisa ser denunciado como um promotor da política de conciliação de classes e como quem está encabeçando a canalização do movimento de massas, do movimento operário, para uma via eleitoral falida.

Num país dominado por um golpe de Estado, que evoluiu de um golpe parlamentar para um golpe de Estado do Judiciário e que está evoluindo rapidamente para um golpe de Estado encabeçado pelos militares, Lula não pode ser defendido sem denunciar isso, às cegas, é um absurdo. Ele tem de ser defendido e ao mesmo tempo tem que ser denunciado as traições ao movimento de massas.

Da mesma maneira deve ser esclarecida a situação da Síria aos movimentos de massas. Essa deve ser defendida contra os ataques do imperialismo? Perfeitamente, tem de ser defendida sim, mas ao mesmo tempo deve ser esclarecido que a política dos russos, em primeiro lugar, do Irã e da China não é a favor, como alguns da esquerda falam, do movimento operário nem nada parecido. Eles têm contradições com o imperialismo e representam setores menores da burguesia.

Precisa esclarecer que, nesse momento, os russos e os chineses encabeçam uma política que tem como objetivo realocar os dois países no mercado especulativo mundial com o controle bonapartista de Putin e de Xi Jinping. Não se trata de serem anti imperialistas . Eles fazem parte das burguesias regionais que têm contradições com o imperialismo. Então, o apoio a esse nacionalismo burguês ultra decadente da mesma maneira que o apoio às frentes populares ultra decadentes tem de ser contextualizado nesse sentido. Um apoio mas hiper condicionado, denunciando todos os podres.

O governo de Al-Assad é uma coisa parecida. É um nacionalismo burguês de quinta categoria, de decadência total. Tudo bem que ali as mulheres não são obrigadas a usar burka, têm direitos, etc., mas o ponto é que se trata da segunda onda de governos nacionalistas árabes que, a partir da crise da década passada, principalmente a partir de 2008, aceleraram muito a aplicação da política neoliberal contra as massas. Ou seja, se trata de um nacionalismo burguês decadente. Não se dá uma carta branca a esse nacionalismo. Precisa apoiá-lo estritamente no que ele se opõe ao imperialismo e esse apoio precisa ser condicionado a uma denúncia da política reacionária e contra as massas que ele aplicam.

Putin não está na Síria para defender a população, tanto assim é que tem acordos com Deus e o diabo. Tem acordo com Netanyahu de Israel  para bombardearem alguns lugares na Síria, embora, neste momento tenham colocado alguns entraves. Busca acordos com o imperialismo. Tem acordos com a Turquia. O problema é que ele é um capitalista que busca salvar os próprios lucros no Oriente Médio, em torno da guerra do gás, que temos explicado bastante, e também do comércio de armas.

Todo apoio a qualquer setor da burguesia, mesmo que seja a ala esquerda, tem de estar condicionado a uma política de independência da classe operária e em nenhum momento esse apoio pode ser dado com cheque em branco. Os ataques contra Lula, contra o PT, contra toda a esquerda precisam ser denunciados sem dúvida. Da mesma maneira precisam ser denunciadas todas e cada uma das capitulações do próprio Lula e do governo do PT que está levando o que restou do movimento de massas anterior - porque o atual movimento tende a ser ultrapassado - para o buraco, para uma via eleitoral, para eleições hiper controladas e convocadas dentro de um contexto golpista, onde o imperialismo pretende colocar um governo muito mais duro contra os trabalhadores.

Isso precisa ser denunciado em primeiríssimo lugar e, no caso da Síria a mesma coisa. Contra o imperialismo mas contra todos os conchavos que esses pseudo nacionalistas fazem com o imperialismo, sejam os chineses, sejam russos ou sejam sírios.

Por uma política operária revolucionária!
Contra o imperialismo!
Pela construção de partidos operários marxistas!

+ Política

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Nacional

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Luta operária e sindical no Brasil

06 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início da organização sindical no Brasil que ocorre ainda em meados do século XIX com o...

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...