Quarta, 18 Julho 2018

trump judeu

A crise que se abriu após as declarações do presidente norte-americano Donald Trump em relação à mudança da embaixada de Tel Aviv, a capital de Israel, para Jerusalém coloca uma série de questões que devem ser avaliadas, em primeiro lugar o aprofundamento da crise política no imperialismo e no sistema capitalista mundial.

As declarações de Trump mostraram que a política do imperialismo norte-americano para o Oriente Médio como um todo, basicamente, se esfacelou. O que está por trás disso? Quais são as forças que estão atuando? Em primeiro lugar, essa decisão de Trump não é unânime no imperialismo norte-americano. O próprio Trump se encontra muito acuado pelas forças mais à direita que representam setores fundamentais dos monopólios.

No último período, vários dos principais colaboradores de Trump, mais uma dúzia de membros do primeiro escalão do governo, foram afastados por toda uma série de manobras e mecanismos. Há um mês e meio, aproximadamente, foi afastado nada menos que Steve Bannon, que era o verdadeiro estrategista da política de Trump. Ele esteve por trás da eleição de Donald Trump e de todas as principais movimentações no cenário internacional. Agora está sendo afastado Rex Tillerson do Departamento de Estado. O ex conselheiro de Segurança Nacional, o ex general aposentado Flynn, foi afastado por ligações com os russos por meio de uma lei de 1799 que foi aplicada pela primeira vez na história contra um funcionário que acabou de ser eleito para um governo que está entrando. Ainda há as eleições para o Senado norte-americano pelo Estado do Arizona, onde existe a possibilidade de que o candidato oficial não seja eleito por acusações relacionadas com assédio sexual, o que, agora, está na moda também, junto com as campanhas recorrentes “contra a corrupção”.

A crise do bloco Estados Unidos – Israel – Arábia Saudita


jerusalem


Trump se encontra acuado. E também o está o primeiro ministro de Israel, Netanyahu. A política dele, meio de cachorro louco no discurso para o Oriente Médio, é uma política que também não é unanimidade dentro da própria direita sionista. Já houve chefes do Mossad, que são as Forças Especiais sionistas no exterior se manifestarem abertamente contra Israel ir a uma guerra com o Irã. Eles sabem que isso seria uma catástrofe contra o próprio Estado sionista. Netanyahu faz manobras em conluio com Trump porque ele se encontra acuado em cima de acusações corrupção, que têm levado a manifestações nas ruas. O outro componente fundamental dessa aliança reacionária é a monarquia saudita.

A cúpula da monarquia saudita deu um golpe de Estado interno, onde colocou em regime de prisão 200 príncipes do primeiro escalão, entre os quais há os três donos, das três principais cadeias de televisão da Arábia Saudita. Junto com isso, há a enorme crise que aconteceu com o Catar, que também não é unanimidade. A Arábia Saudita tentou enquadrar o Catar com o aval de Trump, mas o imperialismo norte-americano deu um passo atrás, enquanto o Catar se aproximava da Turquia, da Síria e da Rússia. Essa é uma das cinco monarquias do Golfo Pérsico que tem uma certa autonomia na região, principalmente contra a política hiper reacionária da monarquia saudita.

Nem os novos monarcas, principalmente o príncipe herdeiro Mohamed Bin Salman, é unanimidade dentro da cúpula do imperialismo norte-americano. O príncipe herdeiro anterior, Bin Nayed, era um ativo, um elemento muito próximo, da CIA. Com essas movimentações, a guerra entre os clãs, entre as tribos que compõem a chamada Casa de Saud, da Arábia Saudita, está sendo implodida, mas de uma maneira tal que a luta entre os setores pelo poder se tornou extremamente crítica e pode explodir a qualquer momento, inclusive, conforme for evoluindo a crise dentro do próprio núcleo central do imperialismo norte-americano.

A crise dentro dos próprios organismos de poder nos Estados Unidos, em Israel e na Arábia Saudita se estende a todo o sistema capitalista mundial. As movimentações da Europa, por meio da França, principalmente por meio do primeiro ministro Emanuele Macron, para tentar jogar algum papel no Oriente Médio onde está em disputa o controle do petróleo e o mercado de armas, não tem passado de medíocre ou até vergonhosa. Macron está se limitando a convidar Netanyahu, o primeiro ministro de Israel, a ir para à França onde o toque das conversas deverá ser, em primeiro lugar, acusações e um certo puxão de orelhas contra Netanyahu porque ele não indenizou os palestinos que estão sendo retirados das suas terras para construir novos assentamentos judeus.

Vitória e crise do bloco Rússia, Síria, Iraque, Irã e Hizbollah

Se por uma parte os principais vitoriosos na guerra civil na Síria e sobre as declarações de Donald Trump seria o bloco formado pela Rússia, o Hizbollah (a milícia libanesa), o Irã, a Síria, o Iraque e, por trás, a China, se trata de uma vitória frágil.

No caso da Rússia, ela usa as movimentações no Oriente Médio para tentar chegar a acordos com o imperialismo, principalmente em relação às sanções impostas a partir da guerra civil da Ucrânia, por conta de que a própria situação na Rússia é frágil. Se trata de uma potência regional que depende basicamente do petróleo e gás, e da venda de armas para sobreviver e tem sido atingida em cheio pelo aprofundamento da crise capitalista mundial.

A própria China se vê com uma situação muito problemática porque, se bem que agora está garantindo um dos braços do Novo Caminho da Seda (a aceleração de vias rápidas de fornecimento de mercadorias à Europa), por meio da Síria e do Irã, se abriu uma crise muito grande com a Índia devido às relações muito próximas com o Paquistão, arqui inimigo da Índia, porque uma parte de uma das rotas do Novo Caminho da Seda passa pelo chamado Corredor do Paquistão que vai para do porto de Gwadar até a província Xinjan na China, onde há um grave problema que é o problema com os Urdos, que são separatistas.

O Irã venceu e conseguiu marcar posições em cima da pressão do imperialismo, dos sionistas israelenses e da monarquia saudita, mas numa situação também crítica. As dificuldades são crescentes devido ao aprofundamento da crise capitalista onde o aperto do grande capital a disputa pelo mercado mundial acontece a ferro e fogo devido à queda crescente dos lucros.

A política norte-americana para o Oriente Médio se encontra numa situação de semi falência. Isso fica ainda mais claro quando vemos as relações do imperialismo norte-americano com os curdos que estavam sendo controlados por meio do fornecimento de armas pelo governo Trump. Mas em cima da pressão da Turquia e, do outro lado, do Irã, os curdos estão, neste momento, se afastando dos norte-americanos e se aproximando, principalmente, da Rússia.

O fracasso da saída imperialista para os palestinos

beirute

 

A política dos “dois Estados” como solução para o conflito dos palestinos também fracassou. Essa política implicaria na existência de um Estado para os judeus e um Estado para os palestinos, mas se trata de uma paz sionista, de uma política fracassada para os palestinos, porque o que há neste momento, é que quem dá as cartas são os sionistas israelenses, em termos militares, em relação às questões tributárias e fiscais, em termos do controle das fronteiras etc. Se trataria basicamente de uma solução que não seria uma solução para os palestinos, mas seria uma solução das baionetas sionistas contra os palestinos super acuados.

A verdadeira solução para o problema palestino passa pela estruturação de um Estado único, para todas as nacionalidades e com liberdades democráticas amplas. Somente assim poderia haver uma verdadeira autodeterminação para os povos da região.

O aprofundamento da crise capitalista mundial leva ao aprofundamento da crise política em escala mundial também. Cada vez fica mais claro que a verdadeira saída para a crise do grande capital somente pode ser uma saída militar, um guerra em largas proporções que conduza à destruição em larga escala das forças produtivas.

O imperialismo não vai se dar por vencido em relação a manter o controle do Oriente Médio. Ele precisa impor essa política a ferro e fogo, seja por meio de uma guerra, seja por qualquer meio, porque um dos componentes centrais da política do imperialismo para o controle do mercado mundial está nos petrodólares, que é a comercialização do grosso do petróleo em dólares norte-americanos em cima de um acordo com os sauditas que data do início dos anos de 1970, é que é crucial para a própria economia parasitária norte-americana.

+ Política

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do...

A política do imperialismo alimenta a crise

A política do imperialismo alimenta a crise

A política mundial é um reflexo da crise econômica, ela tem papel de responder essa...

Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos...

A crise da direita e as contradições do golpe

A crise da direita e as contradições do golpe

  As ações golpistas, no Brasil, seguem no sentido do controle do regime político pelo...

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

A esquerda ornitorrinco e as eleições de outubro

Seria importante, neste momento, que a esquerda pudesse evitar fazer a repetição da história como...

Luta operária e sindical no Brasil

Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início...

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

Nem Lula transferindo votos salva a esquerda da crise

  A situação nacional está marcada por uma enorme crise econômica que atinge o país...

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

Para os amigos as benesses da lei, para os inimigos o rigor da lei!

  A “luta contra a corrupção” não é nada mais do que uma desculpa utilizada...

O STF no centro do furacão

O STF no centro do furacão

   Para avaliar em que ponto o golpe de Estado no Brasil se encontra hoje...

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

Na crise capitalista mundial: revolução cultural ou revolução proletária?

  A esquerda pequeno-burguesa promove a ideia de que a revolução seria feita pelo conhecimento,...

Contagem regressiva para a guerra mundial

Contagem regressiva para a guerra mundial

Após a crise capitalista mundial de 2008 as contradições interimperialistas começaram a aumentar, principalmente entre...

A Rede Globo e o FBI

A Rede Globo e o FBI

  Desde a crise de 2008 o mundo não e mais o mesmo, os grandes...

Copa do Mundo e Golpe de Estado

Copa do Mundo e Golpe de Estado

É absolutamente normal que a burguesia, principalmente sua ala direita, promova manipulações utilizando o futebol...

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Voto Nulo nas Eleições Golpistas!

Estamos vivendo, hoje, no Brasil, um processo político de golpe de Estado. Apesar de que...

A Coreia do Norte e a crise mundial

A Coreia do Norte e a crise mundial

Para entender a crise geral que está aberta é preciso entender a evolução política mundial...

Estava cheia de si e dormiu

Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste...

Ciro Gomes com o pé na lama

Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita...

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

A crise da direita é a crise da dominação capitalista

O problema no Brasil deve ser sempre entendido dentro da evolução da crise capitalista mundial...

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

Os caminhoneiros e a guerra híbrida

O ponto central do balanço é se essa greve foi uma greve em si, se...

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Bate continência aqui e mantenha o respeito

Reunião de militares candidatos em Brasília, dia 8 de maio de 2018 Apareceram nos últimos...

A crise capitalista na Itália

A crise capitalista na Itália

 Há dez anos da crise de 2008, a economia capitalista mundial vem se mantendo em...

E por falar na CIA

E por falar na CIA

  O regime político no Brasil e no mundo avança para um regime mais duro,...

A esquerda sobre rodas

A esquerda sobre rodas

    O movimento dos caminhoneiros, ocorrido nos últimos dias de maio, colocou o governo...

A Crise na Venezuela

A Crise na Venezuela

A Venezuela é um caso muito interessante, sui generis. Foi o primeiro país a entrar...

 A política de terra arrasada para a Petrobras

A política de terra arrasada para a Petrobras

  A política que tem sido aplicada na Petrobras é uma política de terra arrasada...

A "frente popular" e o balaio de gatos

A "frente popular" e o balaio de gatos

A política real do PT, que encabeça a Frente Popular, é a política de Frente...

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

A crise das eleições e da "legalidade" golpista

  Nesses dias se "comemorou" dois anos de governo Temer no Brasil. Neste governo Temer o...

A verdade sobre a  luta contra a corrupção

A verdade sobre a luta contra a corrupção

  Em primeiro lugar o imperialismo norte americano assim como o imperialismo como um todo,...

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

Pela unificação das lutas dos trabalhadores rumo a uma Greve Geral

  Era certo que, mais dia, menos dia, aconteceria um movimento de protesto dos caminhoneiros...

A esquerda integrada ao regime

A esquerda integrada ao regime

Marx estabeleceu uma luta muito grande contra os setores oportunistas dentro do movimento operário europeu...

A crise do regime político

A crise do regime político

  A teoria fundamental sobre o Estado burguês foi colocada amplamente na Ideologia Alemã, no...

A luta de classes

A luta de classes

  No Manifesto Comunista, escrito em 1848, Marx e Engels distinguem as classes sociais fundamentais...

Argentina: o elo mais fraco

Argentina: o elo mais fraco

    O governo Macri é uma verdadeira escola de neoliberalismo tentando aplicar as políticas...

A crise capitalista total

A crise capitalista total

  A teoria da crise capitalista está bem desenvolvida justamente nesse colosso do marxismo que...

O resto do mundo e o Oriente Médio

O resto do mundo e o Oriente Médio

Ao aprofundamento da crise capitalista nos países desenvolvidos tem se somado a crise de países...

O aprofundamento da crise na América Latina

O aprofundamento da crise na América Latina

    No Brasil, em 1997, houve uma situação parecida com a da Argentina hoje,...

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em...

O desespero petista

O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao...

O primeiro motor do golpe

O primeiro motor do golpe

De acordo com a revista The Economist, de 28 de janeiro de 2017, a taxa...

Um golpe sem pausas

Um golpe sem pausas

    No último período, o golpe de Estado no Brasil, continua se desenvolvendo a...

A América Latina nas garras do imperialismo

A América Latina nas garras do imperialismo

A política do imperialismo norte-americano para a América Latina é única. Não se trata de...

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

O imperialismo quer um Bonaparte para governar o Brasil

Além do que está na linha de frente do golpismo, há o que está na...

A insustentável defesa do menchevismo

A insustentável defesa do menchevismo

As atividades do 1º de maio de 2018 demonstraram o fracasso absoluto da frente popular,...

A paralisia vai durar até quando?

A paralisia vai durar até quando?

  Até esse momento, o imperialismo ainda não impulsionou grandes mobilizações de massas dirigidas pela...

Não se trata da luta do bem contra o mal

Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança...

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

1º de Maio de 2018 foi um fiasco no Brasil

   O fiasco do 1º de Maio no Brasil mostrou a evidente crise da política...

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

O fim do governo Temer e a prisão de Aécio Neves

  A crise política avança no Brasil. O governo Temer está liquidado. Tanto é assim...

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Três projetos políticos que enganaram o povo brasileiro

Por Florisvaldo Lopes Claro que desde sempre o eleitor é enganado com os discursos demagógicos...

Nacional

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Luta operária e sindical no Brasil

06 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil

Para contextualizar dialeticamente os sindicatos e a luta operária devemos analisar a partir do início da organização sindical no Brasil que ocorre ainda em meados do século XIX com o...

Estava cheia de si e dormiu

14 Junho 2018
Estava cheia de si e dormiu

 A situação nacional ainda está marcada pela ressaca do movimento dos caminhoneiros. Aumentou o desgaste do governo Temer e este só se mantém no cargo devido a que estamos a...

Ciro Gomes com o pé na lama

14 Junho 2018
Ciro Gomes com o pé na lama

A crise política no Brasil dispara como reflexo da crise econômica. Os candidatos da direita e da esquerda integrada ao regime estão inviabilizados e os votos brancos e nulos dispararam....

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...