Terça, 25 Setembro 2018

147 ANOS DA COMUNA DE PARIS

Written by  Published in Últimas notícias Domingo, 18 Março 2018 21:00
Rate this item
(0 votes)

 
Por Florisvaldo Lopes, operário da construção civil e militante do Jornal Gazeta Revolucionária

A Comuna de Paris (1871) teve início após a derrota da França na Guerra Franco-Prussiana. A organização dos trabalhadores tomou o poder na França, instalando o governo operário. Em apenas 72 dias em que os operários estiveram no poder, fizeram mais que a burguesia em dois séculos de governo. Abaixo a lista dos principais decretos do governo operário:

  1. O trabalho noturno foi abolido;
  2. Oficinas que estavam fechadas foram reabertas para que cooperativas fossem instaladas;
  3. Residências vazias foram desapropriadas e ocupadas;
  4. Em cada residência oficial foi instalado um comitê para organizar a ocupação de moradias;
  5. Todas os descontos sobre os salários foram abolidos;
  6. A jornada de trabalho foi reduzida, e chegou-se a propor a jornada de oito horas;
  7. Os sindicatos foram legalizados;
  8. Instituiu-se a igualdade entre os sexos;
  9. Projetou-se a autogestãodas fábricas (mas não foi possível implantá-la);
  10. O monopólio da lei pelos advogados. O juramento judicial e os honorários foram abolidos;
  11. Testamentos, adoções e a contratação de advogados se tornaram gratuitos;
  12. O casamento se tornou gratuito e simplificado;
  13. A pena de morte foi abolida;
  14. O cargo de juiz se tornou eletivo;
  15. calendário revolucionáriofoi novamente adotado;
  16. O Estado e a Igreja foram separados; a Igreja deixou de ser subvencionada pelo Estado e os espólios sem herdeiros passaram a ser confiscados pelo Estado;
  17. A educação se tornou gratuita, laica e compulsória. Escolas noturnas foram criadas e todas as escolas passaram a ser de frequência mista;
  18. Imagens santas foram derretidas e sociedades de discussão foram adotadas nas igrejas;
  19. A Igreja de Brea, erguida em memória de um dos homens envolvidos na repressão da Revolução de 1848, foi demolida. O confessionário de Luís XVIe a Coluna Vendôme também;
  20. Bandeira Vermelhafoi adotada como símbolo da Unidade Federal da Humanidade;
  21. O internacionalismo foi posto em prática: o fato de ser estrangeiro se tornou irrelevante. Os integrantes da Comuna incluíam belgas, italianos, poloneses, húngaros;
  22. Instituiu-se um escritório central de imprensa;
  23. Emitiu-se um apelo à Associação Internacional dos Trabalhadores;
  24. O serviço militar obrigatório e o exército regular foram abolidos;
  25. Todas as finanças foram reorganizadas, incluindo os correios, a assistência pública e os telégrafos;
  26. Havia um plano para a rotação de trabalhadores;
  27. Considerou-se instituir uma Escola Nacional de Serviço Público, da qual a atual ENA francesa é uma cópia;
  28. Os artistas passaram a autogerir os teatros e editoras;
  29. O salário dos professores foi duplicado.

A primeira grande vitória da luta dos operários representa um dos grandes exemplos de como um governo operário é o melhor caminho para o bem estar de todos!

Enquanto os trabalhadores estiverem submetido à exploração da elite burguesa, o máximo de independência que podemos alcançar não passa de ter um pouco mais de dinheiro que outros trabalhadores. Para a burguesia, isso é o máximo que pode ser liberado para um trabalhador! Vale lembrar que a resistência dos operários da Comuna de Paris, foi uma iniciativa voluntária. Os operário, naquele momento, não estavam organizados; não tinham um partido próprio! Mas, mesmo assim, governaram Paris por 72 dias e só foram derrotados devido à aliança de toda burguesia europeia, principalmente a alemã que, para derrotar os operários de Paris, liberaram os prisioneiros de guerra franceses. A Comuna de Paris deixa marcado na historia que se os operários se unirem serão capazes de derrotar as bases deste sistema opressor denominado capitalismo.

Com a revolução dos operários da Comuna, chegou ao fim a era de domínio das monarquias e da Igreja em boa parte da Europa.

A história mostra que onde os operários chegaram a derrubar a burguesia e impuseram um governo próprio, o avanço nas questões sociais foram enormes. Foi assim na França com a Comuna de Paris. Foi assim também na Rússia com a Revolução de 1917. E graças às lutas operárias históricas, hoje o operariado mundial tem algum direito! Porque se os operários forem depender das migalhas da burguesia, esta organiza seus governos para usar a máquina do estado como seu protetor, para proteger seus bens e sua economia.

Hoje o operariado economicamente submetido à burguesia não pode dominar politicamente, sem quebrar as corrente que lhe prende ao capital.

A Comuna de Paris levou em frente essa luta política. Os operários destruíram essas correntes, quando derrubaram as bases de domínio da burguesia, adotando medidas como as 29 citadas acima.

Read 399 times Last modified on Segunda, 19 Março 2018 18:26

Nacional

Bolsonaro e os militares

18 Setembro 2018
Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich Hegel e que, depois, foi referendada por Karl Marx:  a História se repete, a primeira...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

17 Setembro 2018
Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL), marca o aprofundamento do processo do golpe de Estado.  Colocou em cena o general da...

Aos trabalhadores brasileiros

12 Setembro 2018
Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises econômicas da História. Não fomos nós trabalhadores que provocamos e sim os capitalistas, os quais...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...