Segunda, 21 Maio 2018

Para onde vai a China?

Written by  Published in Últimas notícias Domingo, 11 Março 2018 00:00
Rate this item
(0 votes)

chinese

Na China, os operários estão pacificados. O máximo que existe são algumas greves parciais; não existem grandes greves. Há uma situação econômica de amplo emprego e, comparando com a ocasião anterior, há uma situação de desenvolvimento, mas que tende a piorar. Hoje, está em jogo uma disputa entre a burocracia estatal e o imperialismo sobre como a integração mais plena no mercado mundial irá acontecer, num processo de desenvolvimento que vem desde a década de 1970.

As últimas medidas do presidente chinês, Xi Jinping, apertaram o controle bonapartista do PC Chinês, encabeçado pelo próprio presidente, muito mais do que já estava. O poder de Xi Jinping, com as últimas deliberações, crescerá muito, na medida em que poderá se reeleger sem limites. O aumento da idade para aposentadoria dos dirigentes para  além dos 70 anos fez com que o próprio regime bonapartismo, mas que de um tipo especial, se torne cada vez mais duro, com acordos e contradições com o imperialismo. O controle maior sobre os empresários chineses, com a campanha de combate à corrupção, tem na base o aprofundamento da crise capitalista na China.

Na disputa do mercado mundial

Na China, há uma situação muito peculiar com uma grande fuga de capitais, disfarçado, em parte, por compras de ações empresas no exterior, ao mesmo tempo que o governo chinês impulsiona compras para adquirir tecnologia. Uma boa parte da exportação de capitais chineses ao exterior é de fato fuga de capitais. E esse dinheiro é aplicado para a compra de títulos e para a especulação financeira, mais do que exportação de capital produtivo ou algum tipo de mecanismo para dominar o mercado mundial.

O imperialismo, no geral, tem tentado bloquear a aquisição de empresas de tecnologia de ponta. Há uma guerra, principalmente por parte do imperialismo norte americano, como ficou claro no caso da Hauwei e da ZTE, que são grandes empresas da área da tecnologia chinesa. Também a Alemanha tem tentado bloquear a compra de empresas de semicondutores e de robótica, dentre outras.

Quem controlará a maior integração da China ao capitalismo?

A mudança no cenário internacional, com uma maior integração da Rússia e da China no mercado mundial, para salvar o sistema da própria crise, poderá acontecer pela via contrarrevolucionária da burocracia chinesa, ou pelo controle da burguesia russa nacionalista encabeçada pelo governo de Vladimir Putin, que possui perfil semelhante, ou pelo controle do imperialismo. Mas, em ambos casos, tende a acontecer não por métodos pacíficos, mas violentos, de guerras e revoluções, de desestabilização da situação atual. Isso é assim porque essa integração só pode acontecer por meio de maiores ataques contra os trabalhadores.

Read 213 times Last modified on Domingo, 11 Março 2018 20:14

Nacional

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

11 Maio 2018
Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava Jato, é que os procuradores querem ir além do PT porque são elementos, no geral,...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

11 Maio 2018
Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em 2018, tão comportado que, além de ter sido um desastre, ninguém chegou a ser preso....

O desespero petista

11 Maio 2018
O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou o colapso da política de “frente popular”, encabeçada pelo PT. A esquerda burguesa e pequeno...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

11 Maio 2018
Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao golpe e à “teoria do domínio do fato” de mala e cuia. Aquela estória de...

Não se trata da luta do bem contra o mal

04 Maio 2018
Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança da “frente popular” de que o órgão do Judiciário A, B ou C, venha a...

Educação

Fatiamento na luta da educação em Belo horizonte

09 Maio 2018
Fatiamento na luta da educação em Belo horizonte

  A Educação Infantil está em greve desde o dia 23 de março em busca de melhores salários e condições de trabalho. Na última assembleia foi rejeitada a proposta do...

A greve da Educação Infantil continua em Belo Horizonte

03 Maio 2018
A greve da Educação Infantil continua em Belo Horizonte

Dia 03 de maio de 2018 – 7º dia de greve da Educação Infantil em BH Alexandre Kalil (o Kalílgula), prefeito de Belo Horizonte, mandou um recado para as professoras...

Corre a repressão sobre os educadores em Belo Horizonte

23 Abril 2018
Corre a repressão sobre os educadores em Belo Horizonte

No fim do ano de 2017, em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre kalil (PHS), uma espécie de Dória mineiro, resolveu abrir mais vagas na Educação Infantil e para isso utilizou-se...

"É que Narciso acha feio o que não é espelho"

22 Abril 2018
"É que Narciso acha feio o que não é espelho"

  "É que Narciso acha feio o que não é espelho" Caetano Veloso    Na semana passada, na tentativa de dar respostas à insatisfação da categoria com o governo Fernando Pimentel...

MORENO COMO VOCÊS? O REI SE INCLINA E MATA

19 Abril 2018
MORENO COMO VOCÊS? O REI SE INCLINA E MATA

Termina a greve dos educadores de Minas Gerais   No dia 18 de abril de 2018, com uma assembleia lotada, mas menor que as anteriores, foi aprovado o fim da...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

A economia vai de mal...

  A inflação no Brasil teria caído para 3%, segundo...

A mais-valia ameaçada

Com o aprofundamento da crise mundial, a margem de manobra...

Bashar al-Assad, Putin, Xi Jinping,...

Uma coisa interessante é que o bombardeio da Síria pelos...

As guerras híbridas

Trata-se de um método imperialista para atacar os países sem...

A crise da direita tradicional

A direita tradicional passou a ser colocada pelo imperialismo na...