Quarta, 21 Novembro 2018

A morte terceirizada no Carnaval de São Paulo

Written by  Published in Global Economy Sábado, 10 Fevereiro 2018 22:00
Rate this item
(1 Vote)

chain 1510581 1920 1050x525

No último Domingo dia 04/02 o jovem Lucas Antônio Lacerda da Silva, de 22 anos, morreu após levar um choque ao encostar em um poste na esquina das Ruas da Consolação e Matias Aires durante a passagem do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta.

A posição do prefeito Doria (PSDB) sobre o acidente é de que a prefeitura não tem culpa no acontecido. Como sempre, o governo  de São Paulo sob o controle do PSDB, não assume a responsabilidade pelas tragédias. Foi assim, por exemplo, no desabamento da Estação Pinheiros quando sete pessoas morreram. Os tucanos além de serem epítetos privatizadores, também não lavam a cara para terceirizar as responsabilidades.

O Jovem foi eletrocutado ao encostar em um poste que era usado pela CET (Companhia de Engenharia de Trafego), e onde tinha sido instalada uma câmera para fiscalização do carnaval. Esse serviço de vigilância foi terceirizado pela prefeitura para a empresa Dream Factory que, por sua vez, repassou o serviço para a GWA Systems. Temos aí um caso evidente de quarteirização.  Assim tem ocorrido com praticamente todos os serviços públicos que, quando não são privatizados diretamente, são terceirizados para satisfazer os interesses das empresas privadas que têm única e exclusivamente o propósito de lucros. 

O próprio prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) se confunde ao tentar tirar a sua responsabilidade:  “A instalação dessa câmera não estava autorizada, portanto, ela não representava um instrumento oficial da Prefeitura de São Paulo. Ela foi instalada indevidamente e em condições técnicas inadequadas, mas o laudo final nós temos que aguardar, será emitido pela polícia técnica da Polícia Civil". Ora, se as câmeras instaladas em locais públicos não são responsabilidade da prefeitura, como é o caso alegado por Dória, significa que qualquer um pode instalar o que quiser nos espaços públicos sem pedir autorização da prefeitura?

A mesma atitude o prefeito higienista João Dória não tem para com as pessoas sem casa que estão morando na rua. A estes ele persegue das mais diversas formas., mandando retirar seus pertences, colocando fogo nos colchões, jogando água em quem é obrigado a dormir na rua. Sem falar que São Paulo e quase todos as cidades brasileiras estão virando verdadeiros Big Brothers. A população é vigiada 24 horas por dia numa verdadeira invasão de privacidade.

O fato de um jovem ser eletrocutado em um poste e que, apesar do testemunho de várias pessoas, ninguém admite a própria responsabilidade, é bastante sintomático do que vem a ser a terceirização, há pouco regularizada na reforma trabalhista do governo golpista de Michel Temer. As empresas terceirizadas são verdadeiros abutres que operam dentro do serviço público, pois recebem alto valor mas prestam péssimos serviços porque, para aumentar seus lucros, usam os piores materiais, fazem os funcionários trabalharem em ritmo acelerado e remuneram com péssimos salários.

É assim que os governos neoliberais vem fazendo com os transportes, a educação, a saúde, as estradas e as obras públicas e de infraestrutura:  quando não privatizam em leilões ultra corruptos, terceirizam os serviços. E a terceirização mutila, escraviza e mata os trabalhadores. Ao preço de enormes prejuízos humanos e para o país, estes governos pressionados pelo imperialismo vão entregando tudo para empresas privadas que estão em estado de pânico para manter suas altas taxas de lucro.

A única saída para a população, principalmente para a mais explorada, é a criação de organismos de luta nos locais de trabalho e moradia e avançar na construção de um partido operário e camponês para a tomada do poder.  

 

Pela imediata condenação da prefeitura de São Paulo!
Abaixo a terceirização!
Pelo fim de todos os ataques aos direitos sociais!
Pela criação do partido operário e camponês!          

Read 1036 times Last modified on Domingo, 11 Fevereiro 2018 18:06

Gazeta Revolucionária [pdf]

 gr16 capa

 gr15capa