Domingo, 20 Maio 2018

Trabalhadores, ou lutam ou morrem de fome

Written by  Published in Global Economy Quarta, 01 Novembro 2017 00:00
Rate this item
(1 Vote)

Por Florisvaldo Lopes

lute


Com o aumento da crise capitalista mundial e a elevada perda dos lucros, os grandes capitalistas, principalmente os norte-americanos, querem aplicar nos países atrasados a politica de terra arrasada. Essa politica para os trabalhadores, implica em suga-lhes até a última gota de sangue, com grandes ataques contra os direitos trabalhistas, as aposentadorias, a saúde, a educação, num vale tudo para conter a acelerada queda dos lucros, provocada pela crise do capital parasitário.

Nos países desenvolvidos os ataques contra os trabalhadores são um pouco menos truculentos que nos países atrasados devido ao enorme temor de provocar revoluções no coração do sistema capitalista mundial. Na França, por exemplo, quando tentaram fazer uma “reforma” previdenciária, no início da década passada, a população tomou as ruas fazendo com que o governo “socialista” de plantão recuasse.

A classe operária Francesa sempre se colocou na linha de frente da luta por seus direitos, contra o capital. Foi na França onde a classe operária tomou o poder pela primeira vez no mundo. A Comuna de Paris em 1871, representou a primeira experiência operária de governo. Mesmo tendo durado poucos mais de dois meses, foi ali que se acabou com a burocracia do estado burguês e se aprovaram várias medidas a favor dos trabalhadores, contra os parasitas capitalistas. Esse foi o primeiro exemplo histórico do que a classe operária pode fazer quando unida. O segundo grande exemplo histórico foi a tomada do poder pelos bolcheviques na Rússia em 1917. Esses acontecimentos, por outro lado, também levou a burguesia a criar sua política de contenção das massas operária. A manipulação se dá por todas as partes, ou seja, tudo que a burguesia põe a mão serve para dividir, lesar, manipular e individualizar os trabalhadores. Nesse sentido, a burguesia se vale do Estado, da imprensa, das igrejas e até dos órgãos que deveriam servir apenas os trabalhadores, como os sindicatos, comprando a burocracia sindical.

A alternativa é lutar

A única saída para os trabalhadores é a luta. No Brasil, neste momento, em que vivemos os maiores ataques contra os direitos trabalhistas da história, todos os trabalhadores devem voltar seus olhos para as lutas operárias passadas, relembrar que todos os direitos conquistados até hoje o foram com muita luta, suor e sangue, de trabalhadores iguais a nós. É um grande engano achar que o Estado criou as leis trabalhistas sem a imposição dos trabalhadores. O Estado nada mais é que uma organização de patrões para controlar com ferro e fogo os levantes operários.

Contra todos os ataques impostos pelos capitalistas a os trabalhadores só nos resta a unificação e a luta, ainda mais neste momento, em que a burocracia dos partidos que se dizem de esquerda e a burocracia sindical estão traindo os trabalhadores da maneira mais cretina. Para garantir algumas migalhas dos golpistas pró imperialistas, para continuar mantendo os seu privilégios, esvaziaram as manifestações de rua, e quando as têm chamado “esquecem” que a luta dos operários é contra os ataques do grande capital que neste momento, tem uma quadrilha à frente do estado burguês. Essa burocracia traidora deixou passar sem fazer nada, a PEC 55, a qual congela investimento por 20 anos da saúde e educação; a terceirização total, a “reforma” (que é um verdadeiro massacre) trabalhista e tantos outros ataques. Se a classe trabalhadora não se unificar para lutar contra os golpistas também irá passar a “reforma” da Previdência e ataques ainda piores. Os trabalhadores devem lutar passando por cima dos burocratas sindicais em primeiro lugar. Chegou a hora dos trabalhadores tomarem as próprias mãos suas instituições de luta sejam elas, sindicatos, centrais sindicais, associações de moradores etc. Eles precisam criar o se próprio partido político revolucionário que os orientará na luta contra o estado burguês.

Aos verdadeiros revolucionários cabe a responsabilidade de unificar-se e preparar-se para orientar a luta da classe operária no próximo, e inevitável levante mundial. Está na hora de unificar a luta de todos os que realmente querem lutar para a emancipação da classe operária.

O partido operário revolucionário deverá orientar a luta pelo poder político, porém, ele deverá ser controlado com mão de ferro para que o mesmo não se venda a burguesia como muitos se venderam ao longo da história. Neste momento, fica claro que essa política mentirosa de coligação de classes vendida pela esquerda atual é uma farsa. A burguesia e a classe operária jamais serão amigas como prega essa esquerda. Como é possível unificar exploradores e explorados? A menos que voltemos a ser escravos; e isso é tudo que o capitalismo quer: trabalhador escravizado mais lucro para os exploradores.

Pelo um governo operário e camponês!
Pelo partido operário revolucionário!
Pelo fim do capitalismo!

     

         

Read 727 times Last modified on Quarta, 01 Novembro 2017 21:31

Nacional

Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

11 Maio 2018
Geraldo Alkmin, dois passos para o alvo

  Agora, o que está acontecendo, dentro da caixa de Pandora aberta pela Operação Lava Jato, é que os procuradores querem ir além do PT porque são elementos, no geral,...

Mortes e prisões no dia do trabalhador

11 Maio 2018
Mortes e prisões no dia do trabalhador

  A política oficial do PT teve como resultado um 1 º de maio, em 2018, tão comportado que, além de ter sido um desastre, ninguém chegou a ser preso....

O desespero petista

11 Maio 2018
O desespero petista

    O 1 º de maio de 2018 representou um divisor de águas, marcou o colapso da política de “frente popular”, encabeçada pelo PT. A esquerda burguesa e pequeno...

Quem poderia atender melhor o imperialismo?

11 Maio 2018
Quem poderia atender melhor o imperialismo?

Há uma luta entre alas da burguesia. A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, aderiu ao golpe e à “teoria do domínio do fato” de mala e cuia. Aquela estória de...

Não se trata da luta do bem contra o mal

04 Maio 2018
Não se trata da luta do bem contra o mal

  O imperialismo organiza sua política para aumentar os ataques contra as massas A esperança da “frente popular” de que o órgão do Judiciário A, B ou C, venha a...

Educação

Fatiamento na luta da educação em Belo horizonte

09 Maio 2018
Fatiamento na luta da educação em Belo horizonte

  A Educação Infantil está em greve desde o dia 23 de março em busca de melhores salários e condições de trabalho. Na última assembleia foi rejeitada a proposta do...

A greve da Educação Infantil continua em Belo Horizonte

03 Maio 2018
A greve da Educação Infantil continua em Belo Horizonte

Dia 03 de maio de 2018 – 7º dia de greve da Educação Infantil em BH Alexandre Kalil (o Kalílgula), prefeito de Belo Horizonte, mandou um recado para as professoras...

Corre a repressão sobre os educadores em Belo Horizonte

23 Abril 2018
Corre a repressão sobre os educadores em Belo Horizonte

No fim do ano de 2017, em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre kalil (PHS), uma espécie de Dória mineiro, resolveu abrir mais vagas na Educação Infantil e para isso utilizou-se...

"É que Narciso acha feio o que não é espelho"

22 Abril 2018
"É que Narciso acha feio o que não é espelho"

  "É que Narciso acha feio o que não é espelho" Caetano Veloso    Na semana passada, na tentativa de dar respostas à insatisfação da categoria com o governo Fernando Pimentel...

MORENO COMO VOCÊS? O REI SE INCLINA E MATA

19 Abril 2018
MORENO COMO VOCÊS? O REI SE INCLINA E MATA

Termina a greve dos educadores de Minas Gerais   No dia 18 de abril de 2018, com uma assembleia lotada, mas menor que as anteriores, foi aprovado o fim da...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

A economia vai de mal...

  A inflação no Brasil teria caído para 3%, segundo...

A mais-valia ameaçada

Com o aprofundamento da crise mundial, a margem de manobra...

Bashar al-Assad, Putin, Xi Jinping,...

Uma coisa interessante é que o bombardeio da Síria pelos...

As guerras híbridas

Trata-se de um método imperialista para atacar os países sem...

A crise da direita tradicional

A direita tradicional passou a ser colocada pelo imperialismo na...