Segunda, 24 Setembro 2018

Por Mario Medina                         

doriapsdbO prefeito e presidenciável tucano João Doria sancionou n  dia 4 de outubro, o projeto de lei que libera a concessão de terminais de ônibus, Mercado Municipal, Bilhete Único e alguns parques da cidade. Em evento para sanção do projeto, Doria disse que o secretário de desestatização, Wilson Poit, tem sido procurado por uma série de prefeitos interessados em aplicar o modelo privatista. Doria finalizou afirmando que "É o exemplo de São Paulo servindo ao país". Logo se vê que o crápula em forma de prefeito pretende se viabilizar como o candidato dos patrões ao planalto.

A briga interna no PSDB é entre Doria e o sujeito que o apadrinhou politicamente quando do lançamento de sua candidatura à Prefeitura de São Paulo. Fustigado pela oposição em vista de processos em que é acusado de ilícitos, Alckmin perdeu a chance de figurar como unanimidade no partido após a desgraça na qual Aécio foi atirado. Este sim é carta fora do baralho em termos de eleição presidencial.

Em São Paulo, Doria tem aplicado uma gestão duramente privatista e repressiva. Com apoio massivo na câmara de vereadores, tendo fatiado as subprefeituras entre figurões do espectro mais reacionário possível. Doria lançou a cidade nas mãos da iniciativa privada e tem feito enorme tour Brasil afora, e inclusive no exterior, alternando entre eventos com empresários, onde vende São Paulo na maior cara larga, e eventos nitidamente auto-promocionais, onde tem lançado mão do palavrório neoliberal que tanto agrada aos "investidores", leia-se parasitas. Nestes eventos, além de advogar um completo desmonte do patrimônio público, Doria se vale de discurso anti-comunista e falso-moralista; logo ele, tão habituado às tramoias do meio empresarial brasileiro. São os imorais querendo falar de moral.

A ofensiva privatista segue em curso, num laboratório do que esses picaretas pretendem aplicar em escala nacional. A bola da vez agora é o projeto de lei que está sendo lançado hoje, que inclui o autódromo de Interlagos, um dos negócios da China da iniciativa privada em São Paulo, junto ao Estádio do Pacaembu e do complexo do Anhembi, que já foram entregues em aprovação na câmara de vereadores.

Nacional

Bolsonaro e os militares

18 Setembro 2018
Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich Hegel e que, depois, foi referendada por Karl Marx:  a História se repete, a primeira...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

17 Setembro 2018
Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL), marca o aprofundamento do processo do golpe de Estado.  Colocou em cena o general da...

Aos trabalhadores brasileiros

12 Setembro 2018
Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises econômicas da História. Não fomos nós trabalhadores que provocamos e sim os capitalistas, os quais...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...