Segunda, 20 Agosto 2018

Mabel Santos

escolasempartido

O projeto "Escola Sem Partido" surgiu com a acusação de que os professores se aproveitavam da atenção cativa de estudantes para doutriná-los sobre questões sociais, políticas favorecendo apenas a interpretação contra uma minoria e suas formas de perpetuação pela corrupção no poder político, midiático, judicial e intelectual dentre outros!

Para tentar disfarçar essa crítica real, os idealizadores do projeto atribuíram toda essa atuação de professores ao PT, um partido que caiu no ódio popular insuflado pelo ódio da própria mídia elitizada!

Sendo assim, aproveitaram do ódio ao PT e ao comunismo à ele atribuído, para exigir regulamentação e limitações ao discurso de professores em salas de aula!

Importante destacar aqui que houve exagero na interpretação até infantil da relação professor/aluno: os alunos não fazem/pensam absolutamente tudo o que os professores lhes "transmitem" e os professores não são todos tão "engajados e doutrinadores" como os autores do projeto fazem crer!

O fato é que o projeto em si quer queira admitir quer não, está a censurar e incentivar punições a educadores que questionarem as bases reais da desigualdade e da miséria em que são mantidos a maioria absoluta dos brasileiros enquanto uma pequenina minoria vive no luxo, não pagam impostos e ainda roubam o povo pobre que, para eles, só deve trabalhar inclusive sem saúde (fim do SUS), sem ensino médio que habilite para ENEM, sem universidade pública, sem CLT (segurança empregatícia), sem moradia (fim do projeto popular) dentre outros!

E então é objeto de punição, denunciar os instrumentos da opressão que mantém esse estado de caos social generalizado e criar/despertar consciências e ações dos alunos contra isso!

O fato curioso é que quando era anti PT/Dilma, aí a Escola Sem Partido exigia mobilização em todos os espaços educacionais a exemplo do Impeachment do Collor!

Mas assim que "tiraram o PT/Dilma", os defensores da Escola Sem Partido não querem nenhuma mobilização "Fora Temer" contra quem está cheio de provas de crimes de corrupção grave!

Ou seja, a ideia verdadeira do Projeto Escola Sem Partido é "pacificar" desautorizando as discussões que promovam a reação da população brasileira mais disposta à mudanças, que são os mais jovens!

Até porque agora já foi atingido o status quo padrão dominante novamente com um presidente caucasiano casado com uma "bela jovem recatada do lar e mãe de filho" que se mantém no poder da barganha com dinheiro público e com isso o povo desiludido pára de se envolver em política de novo e deixa as mamatas continuarem como dantes!

Nesse sentido é que o vereador, Márcio Nobre (PDT) sempre ausente dos debates políticos e de direitos na cidade de Uberlândia, faz esta proposta que atrai o gosto popular porque pune professores polemizadores e mantém o  poder nas mãos de uma pequena parcela ligada a grandes empresários da cidade sem maiores ameaças de mobilização social uma vez que toda a população uberlandense tem sido afetada por uma gestão de recursos públicos cheia de fraude e ilicitudes!

Isso sem falar no oportunismo do vereador (possível candidato a deputado pelo visto) que propôs o projeto para a cidade com vistas a ter algum ibope por meio da mobilização contrária dos educadores, maioria dos atingidos por problemas da má gestão municipal depois da população das "ocupações" que serão despejadas com suas famílias de terras urbanas comprovadamente improdutivas!

Nacional

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

19 Julho 2018
Esquerda dá verniz democrático às eleições golpistas

Qual é a relação entre o golpe de Estado em curso no país e as eleições marcadas para o mês de outubro? Temos que entender que esses dois eventos não...

O judiciário golpista e a liberdade de Lula

18 Julho 2018
O judiciário golpista e a liberdade de Lula

No domingo, dia 8 de julho, fomos surpreendidos com o ato de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que funciona como segunda instância da "República de...

Luta operária e sindical no Brasil - Parte II

13 Julho 2018
Luta operária e sindical no Brasil  - Parte II

Para entender qual deve ser a tendência da burocracia para o futuro dos sindicatos devemos analisar dialeticamente o sindicalismo no Brasil. A ditadura Vargas do Estado Novo nos anos 40...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...