Quinta, 22 Fevereiro 2018

Mabel Santos

escolasempartido

O projeto "Escola Sem Partido" surgiu com a acusação de que os professores se aproveitavam da atenção cativa de estudantes para doutriná-los sobre questões sociais, políticas favorecendo apenas a interpretação contra uma minoria e suas formas de perpetuação pela corrupção no poder político, midiático, judicial e intelectual dentre outros!

Para tentar disfarçar essa crítica real, os idealizadores do projeto atribuíram toda essa atuação de professores ao PT, um partido que caiu no ódio popular insuflado pelo ódio da própria mídia elitizada!

Sendo assim, aproveitaram do ódio ao PT e ao comunismo à ele atribuído, para exigir regulamentação e limitações ao discurso de professores em salas de aula!

Importante destacar aqui que houve exagero na interpretação até infantil da relação professor/aluno: os alunos não fazem/pensam absolutamente tudo o que os professores lhes "transmitem" e os professores não são todos tão "engajados e doutrinadores" como os autores do projeto fazem crer!

O fato é que o projeto em si quer queira admitir quer não, está a censurar e incentivar punições a educadores que questionarem as bases reais da desigualdade e da miséria em que são mantidos a maioria absoluta dos brasileiros enquanto uma pequenina minoria vive no luxo, não pagam impostos e ainda roubam o povo pobre que, para eles, só deve trabalhar inclusive sem saúde (fim do SUS), sem ensino médio que habilite para ENEM, sem universidade pública, sem CLT (segurança empregatícia), sem moradia (fim do projeto popular) dentre outros!

E então é objeto de punição, denunciar os instrumentos da opressão que mantém esse estado de caos social generalizado e criar/despertar consciências e ações dos alunos contra isso!

O fato curioso é que quando era anti PT/Dilma, aí a Escola Sem Partido exigia mobilização em todos os espaços educacionais a exemplo do Impeachment do Collor!

Mas assim que "tiraram o PT/Dilma", os defensores da Escola Sem Partido não querem nenhuma mobilização "Fora Temer" contra quem está cheio de provas de crimes de corrupção grave!

Ou seja, a ideia verdadeira do Projeto Escola Sem Partido é "pacificar" desautorizando as discussões que promovam a reação da população brasileira mais disposta à mudanças, que são os mais jovens!

Até porque agora já foi atingido o status quo padrão dominante novamente com um presidente caucasiano casado com uma "bela jovem recatada do lar e mãe de filho" que se mantém no poder da barganha com dinheiro público e com isso o povo desiludido pára de se envolver em política de novo e deixa as mamatas continuarem como dantes!

Nesse sentido é que o vereador, Márcio Nobre (PDT) sempre ausente dos debates políticos e de direitos na cidade de Uberlândia, faz esta proposta que atrai o gosto popular porque pune professores polemizadores e mantém o  poder nas mãos de uma pequena parcela ligada a grandes empresários da cidade sem maiores ameaças de mobilização social uma vez que toda a população uberlandense tem sido afetada por uma gestão de recursos públicos cheia de fraude e ilicitudes!

Isso sem falar no oportunismo do vereador (possível candidato a deputado pelo visto) que propôs o projeto para a cidade com vistas a ter algum ibope por meio da mobilização contrária dos educadores, maioria dos atingidos por problemas da má gestão municipal depois da população das "ocupações" que serão despejadas com suas famílias de terras urbanas comprovadamente improdutivas!

Nacional

Lula e o fim da esquerda atual

13 Fevereiro 2018
Lula e o fim da esquerda atual

A condenação de Lula recentemente pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal) dá continuidade à política do imperialismo para a América Latina iniciada em 2014. A política do PT, que é uma...

Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

12 Fevereiro 2018
Contra as privatizações no Rio Grande do Sul

Na madrugada de 8 de fevereiro de 2018, a Assembleia Legislativa gaúcha aprovou por 30 votos a 18 o Projeto de Lei Complementar 249/2017 que autoriza o Rio Grande do...

Todos são culpados até que se prove o contrário?

31 Janeiro 2018
Todos são culpados até que se prove o contrário?

Supremo Tribunal Federal: Prisão após condenação em 2º Grau?   No último período, a conjuntura nacional está fortemente marcada pelo avanço do Poder Judiciário sobre o regime político. O melhor...

Educação

Banco Mundial, gerente da educação brasileira

14 Fevereiro 2018
Banco Mundial, gerente da educação brasileira

A década de 1970 foi marcada pelo revés no modo de regulação capitalista, devido à crise do petróleo, a expressão da crise capitalista em geral. Ganharam força as propostas de...

Educação infantil na mira do prefeito de Belo Horizonte

18 Dezembro 2017
Educação infantil na mira do prefeito de Belo Horizonte

Prefeito de Belo Horizonte quer penalizar educadores, crianças e mulheres.   Diante do enorme déficit de vagas para atender às crianças da capital mineira na educação infantil, o prefeito encontrou...

São Paulo: O sucateamento da educação pública

30 Novembro 2017
São Paulo: O sucateamento da educação pública

Por Salomão Ximenes, Fernando Cássio e Silvio Carneiro (Professores da UFABC e pesquisadores da Rede Escola Pública e Universidade) A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE-SP) abriu...

Gazeta Revolucionária [pdf]

capa gr4

Saiba Mais

O efeito colateral na esquerda

O movimento de massas está paralisado no Brasil e mesmo...

A morte terceirizada no Carnaval...

No último Domingo dia 04/02 o jovem Lucas Antônio Lacerda...

Socialismo pequeno burguês e os...

Para quem pensa que a CIA (Agência Central de Inteligência...

RS: Abaixo o plano de...

  A política aplicada pelo governo de José Ivo Sartori...

Socialismo pequeno-burguês e "teoria das...

A crítica concreta e ideológica das teorias pequeno-burguesas representa um...