Sábado, 22 Setembro 2018

Sobre nosso rompimento com a LPS e rompimento da maioria  do Comitê Central com o Programa aprovado no Iº Congresso da LPS

Durante a estruturação da ala esquerda (revolucionária) da LPS, a luta até o I Congresso (Abril de 2017) foi pela imposição do programa revolucionário. A primeira reunião Plena do CC foi o ponto em que ala burocrática foi pressionada a aplicar o Programa. Até esse momento, todos os documentos (que foram escritos pela ala revolucionária, especificamente por Alejandro Acosta) foram aprovados por unanimidade. Mas a ala burocrática aprovava tudo como mero papel que devia ser jogado no lixo. O objetivo sempre foi usar a ala revolucionária como verniz para o trabalho burocrático sindical oportunista, e especificamente para continuar controlando os caixas dos sindicatos. Com o fim do imposto sindical e sob a pressão da ala revolucionária, a ala burocrática, se viu encurralada e partiu para cima da ala revolucionária com o objetivo de enquadra-la aos próprios interesses, tentando impedir inclusive a ida destes à base e não estruturando o trabalho nacional.

  1. As reuniões na LPS, em todos os níveis envolvidos, sejam elas da Direção Nacional, das Secretarias, da Redação do Órgão Central, dos órgãos locais, dos núcleos de militantes de base, da Escola de Quadros etc., devem ter como critério fundamental a organização da ação coletiva, devem ser objetivas, práticas e orientadas a obterem resultados políticos concretos.
  2. São repudiadas reuniões realizadas para “bater papo”, “evangelização” ou para ouvir a “sapiência dos líderes”, principalmente quando estiverem desvinculadas do objetivo de organizar a luta dos trabalhadores.
  3. As pautas devem ser entregues dois dias antes da realização das reuniões recorrentes. Elas devem ser o mais padronizadas possível, de acordo com o padrão da LPS. O primeiro item da pauta da reunião deve ser a avaliação e confirmação dos objetivos da reunião. As pautas devem ter como último item, obrigatoriamente, a avaliação do cumprimento dos objetivos da reunião, se foram atingidos ou não.
  4. Os participantes das respectivas reuniões devem se preparar, com antecedência, com o objetivo de contribuir o máximo possível.
  5. As reuniões devem ter horário de início, horário de fim e tempo estimado para a discussão de cada tópico, que deverá ser estritamente respeitado. As reuniões não devem ultrapassar o tempo máximo acordado, a não ser excepcionalmente.
  6. Cada item da pauta deve ter um responsável, que deve estar preparado para apresentar o respectivo informe. Esse informe nunca deve ser feito de maneira improvisada.
  7. A reunião deve ter objetivos e resultados políticos práticos e NÃO se transformar em uma mera troca de ideias ou conversas informais entre os participantes.
  8. Toda reunião deve gerar uma ata conforme o modelo da LPS. Essa ata deve ser transformada em arquivo PDF, prévia aprovação dos participantes. Esses arquivos devem ser remetidos à Secretaria responsável.
  9. Durante as reuniões, os militantes, grupos de apoio ou simpatizantes devem estar totalmente concentrados na discussão para que os objetivos sejam atingidos no menor tempo possível. O objetivo da LPS é trabalhar com militantes conscientes. Portanto, qualquer tipo de distração, ou realização de atividades alheias à reunião, não condiz com essa premissa. Os militantes conscientes não realizarão outras tarefas que não correlacionadas à reunião, tais como: Facebook, ligações de celular, sair da reunião para realizar outras tarefas, entre outras. É preciso aproveitar o tempo da reunião de forma integral.
  10. Todas as reuniões que forem feitas via Internet devem contar com toda a infraestrutura necessária, tais como: um computador apropriado, fone, microfone e web câmera, que deve estar sempre ligada durante a reunião; link de acesso à Internet apropriado; local físico apropriado. A participação na reunião via Internet também requer atenção absoluta de seus participantes, e ainda mais que nas reuniões físicas, para evitar as distrações.
  11. Como regra geral, as reuniões recorrentes só poderão ser canceladas com dois dias de antecedência pelo coordenador da reunião. Sobre a não participação de um integrante, se aplicará a mesma regra. Situações excepcionais deverão ser tratadas caso a caso com o dirigente responsável. As reuniões NÃO devem ser “implodidas”, pois elas representam um dos mecanismos centrais do funcionamento da LPS.
  12. Todo participante que precisar faltar justificadamente em uma das reuniões, além de ter alinhado na reunião correspondente, ou em casos excepcionais, com o coordenador, deverá entrar em contato com o dirigente responsável, posteriormente, para se informar sobre as discussões, os resultados e as tarefas encaminhadas.
  13. Aqueles que faltarem por motivos injustificados poderão ser sancionados de acordo com os Estatutos da LPS.
  14. As reuniões com os contatos que se aproximarem da LPS deverão seguir o mesmo padrão das demais, sendo o foco central a discussão da conjuntura em cima do Programa da LPS.

Nacional

Bolsonaro e os militares

18 Setembro 2018
Bolsonaro e os militares

  Na atual conjuntura, é muito válida a célebre máxima do grande filósofo alemão Friedrich Hegel e que, depois, foi referendada por Karl Marx:  a História se repete, a primeira...

Haddad, Bolsonaro e o Golpe

17 Setembro 2018
Haddad, Bolsonaro e o Golpe

O “atentado” contra Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL), marca o aprofundamento do processo do golpe de Estado.  Colocou em cena o general da...

Aos trabalhadores brasileiros

12 Setembro 2018
Aos trabalhadores brasileiros

Por Florisvaldo Lopes Caros camaradas, Nesse momento em nosso país enfrentamos uma das maiores crises econômicas da História. Não fomos nós trabalhadores que provocamos e sim os capitalistas, os quais...

A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

03 Agosto 2018
A Ditadura do Judiciário e a libertação de Lula

O golpe de Estado no Brasil, capitaneado pelo Poder Judiciário, avança de vento em popa. Com a aproximação do prazo final para inscrições de candidatos ao cargo de Presidente da...

Devorados pelo Judiciário

20 Julho 2018
Devorados pelo Judiciário

A ilusão da esquerda nas instituições do Estado burguês fica manifesta com a postura quase que religiosa de confiança na Justiça burguesa. Porém, esse crédito na isenção dos julgadores brasileiros...

Gazeta Revolucionária [pdf]

Saiba Mais

Massacre ao povo palestino (parte...

A Intifada palestina     Intifada significa revolta, ou literalmente...

Massacre ao povo palestino (parte...

A criação do Estado de Israel Não foi da noite...

Massacre ao povo palestino (parte...

Sionismo praticando a necropolítica em Gaza     A propósito,...

Massacre ao povo palestino (parte...

Nakba, 70 anos de assassinatos No dia 14 de maio...